Conversa de Mangá: One Piece 643 – Fantasma

One Piece: Capítulo 643 foi disponibilizado dia 19 de outubro: “Fantasma”.

Se você não sabe o que é o projeto Conversa de Mangá, clique aqui. Depois do “continue”, a gente conversa mais:

Aviso: Continue apenas se você já leu o capítulo 643 de One Piece. Atualmente, acompanho o mangá pelo site Manga Stream, e a qualidade da scan é absurdamente fantástica! Basta não ter medo de inglês. Mas, em todo caso, a PieceProject tem a tradução em português. 😉

One Piece 643
Fantasma

Outro capítulo bem divertido de One Piece. Novos golpes, habilidades e humor na dose certa. Mas vamos por partes. Achei interessante a página de capa do capítulo, com a galerinha lá do tiozinho que procurava o Sino de Ouro que estava em Skypiea. Estão a procura de um novo mito? Ilha Nakurowa? Já foi mencionado essa ilha na série? Olhando no Google, alguns sistes de discussões americanos estão traduzindo o termo Nakurowa como “Dream Land”, que seria algo como Terra/Ilha dos Sonhos. Mas como não entendo nada de japonês, deixo isso para o futuro. Será que o Oda pretende usar estes personagens futuramente?

Dando sequência, o capítulo começa mostrando Robin e suas super novas mega ultra e apelonas habilidades. Mais a frente Brooke vai citar algo como “o verdadeiro poder da Akuma no Mi” e isso também reflete na habilidade da Robin. Adoro quando o Oda faz isso, de criar uma espécie de upgrade ao usuário da Fruta do Diabo. Sempre me lembra da conversa do Crocodile com o Ruffy em Arabasta, quando ele diz que as Akumas podem evoluir mais além do que muitos usuários imaginam. E neste capítulo temos dois excelentes exemplos de como os poderes podem ficar realmente poderosos aos usuários que a dominem. Ficou muito massa a habilidade da Robin de criar clones de si mesma, lembrando que não sei se “clone” é a nomenclatura exata para essa situação.

Faz sentido o corpo original dela também poder virar as pétalas de sua habilidade e depois se juntarem onde ela quiser, como se a Robin pudesse brotar onde quissesse. Vários usários da fruta do diabo usam essa habilidade de se fundir ao poder e perdem a forma sólida do corpo, como o Crocodile, Aokiji, Caribou etc. Robin agora parece poder fazer o mesmo, somado ainda a habilidade de criar braços e qualquer outras partes do corpo onde ela quiser. Legal quando ela pega o tritão pelo pescoço, pois nessa cena ela está com vários braços!

Logo em seguida temos o Brooke, em uma das melhores cenas que já vi do personagem. Gostei do espaço que o Oda deu para o personagem neste capítulo. Ele refletindo sobre sua habilidade e ao mesmo tempo explicando ao leitor ficou perfeito. A explicação da alma também faz sentido, lembrando que no começo da história do Brooke, ele mesmo menciona ter ficado tanto tempo fora de seu corpo que quando o encontrou novamente estava apenas os ossos. Agora ele finalmente dominou a técnica para sair do corpo. E ainda tenho a impressão de que veremos o poder do Brooke se extender ainda mais. Imagine se futuramente ele consiga invadir outros corpos ou tirar a alma de uma pessoa? Seria interessante.

A cena que ele perde a cabeça também ficou massa. Agora ele pode reconstituir todo seu corpo caso ele seja desmembrado! Wow! Só não pode pelo que dá a entender, deixar quebrar seus ossos. Apesar de que isso levanta questões sobre a imortalidade do Brooke. Será mesmo que ele nunca poderá morrer? Sua alma ficará pregada no mundo humano para sempre? Ainda que seus ossos sejam destruídos? Fico pensando naquele elemento que existe no seriado norte americano Supernatural, que envolve queimar os ossos dos fantasmas, para que eles possam migrar para o outro plano. Será que os ossos do Brooke representam algo assim? Ah e a espada com a aura gelada! Caraca, gostei demais da forma como o Brooke ficou! Pena que o adversário do Brooke parece um fracote. Esse peixe-zebra-camaleão não parece nem um pouco amedrontador. Achei hilário o Oda zoar com essa coisa dos personagens gritarem nome de seus golpes. O inimigo invisível grita o golpe antes de atacar é mais do que lógico que o adversário vai escutar. Brooke mandou bem nesse ponto também!

O último Mugiwara do capítulo a ganhar uma atenção especial foi o Usopp. Mas não tenho muito o que dizer aqui. Achei que o Oda só criou expectativa, mostrando que o personagem está mais confiante e menos mentiroso do que antes, porém continua estrategista como sempre foi. Vamos aguardar pra ver o que ele plantou (literalmente?) no terreno de batalha. Gosto da ideia de deixar o Usopp mais confiante sim, mas seria estranho vê-lo partindo para o ataque como os malucos do Sanji e Zoro costumam ir. Acho que Usopp tem que ser um personagem mais cauteloso, daqueles que planejam e também enganam o adversário, mesmo que seja com mentiras.

Para terminar, mais do dramalhão Noah versus destruição da Ilha. Méh, nada que me interesse comentar aqui. Apesar de que achei interessante mesmo é o que o príncipe diz sobre a persona do Hody. Um ser vazio, que apenas acredita na crença do ódio. Isso tem uma forte reflexão na questão da intolerância que sofremos hoje em dia em vários países e crenças no mundo. Muitas vezes não aceitamos as diferenças unicamente porque são crenças diferente do que acreditamos. Uma questão totalmente real usada na ficção dos mangás. São pontos assim que demonstram que One Piece é muito mais do que aparenta ser. E agora, como Oda vai lidar com isso? Hody irá se redimir de sua concha vazia? Ou iremos na solução shonen? Ou seja, porrada nele até Hody não puder ficar mais em pé…

Fiquei curioso como Oda vai lidar com essa questão. Gostei mais disso, do que da ideia da arca cair (de novo) na ilha.

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Tags from the story
, , ,
More from Thiago Machuca

Enquanto isso… no GoLuck: Blanka, Cammy, M.Bison, Dan & Akuma!!

Conforme já havia anunciado aqui faz algumas semanas, o Portallos formou uma...
Read More