Jogando

Kid Icarus esquentando a line up do 3DS!

Me gusta!

A primeira vez que vi algo relacionado a Kid Icarus foi em Super Smash Bros. Brawl no Wii e a minha reação de ”Who?” provavelmente foi a de muitos que não conheciam o personagem na época. Demorou pra Nintendo ressuscitar essa franquia, o último jogo solo dela saiu ainda no gameboy e por incrível que pareça tem um ar carismático demais mesmo para os dias de hoje, achei mais cativante até que a versão anterior feita totalmente em cores para o NES lá em 1986. Desde o Smash lançado no Wii já vai bastante tempo, mas a presença do protagonista ali com certeza era muito mais do que apenas uma homenagem ao clássico, tenho certeza de que ali estava sendo dado o primeiro passo para reapresentar o Pit (isso se esse nome não tiver sido modificado) ao publico mais novo.

Eu não tenho nenhum hype astronômico pelo vindouro Kid Icarus Uprising que está chegando para o 3DS, acho que o meu interesse nele é mais pura curiosidade mesmo. Não tenho fortes expectativas quanto aos efeitos 3D no jogo porque como eu já disse por aqui, sou um ser que nasceu com sua fórmula incompleta, entrando nas tristes estatísticas mundiais de pessoas que ainda não conseguiram apreciar de verdade os prazeres do 3D. Não sei se um dia verei diferença com um filme ou com uma TV HD que me proporcione isso, mas no 3DS eu só vejo pequenos vislumbres do efeito e nada mais.

Problemas? Nenhum, quero mais é testar em mãos essa jogabilidade tão variada e divertida. Como fã de quase todas as franquias da Big N é um pecado sem tamanho não conhecer Kid Icarus. Evidentemente que a maneira mais apropriada de me redimir seria jogando os clássicos. Emuladores e roms freeware é coisa que não falta por aí, mas encontrar tempo na agenda gamer fica pior a cada dia. Malditas sejam essas míseras 24 horas.

Xi… já praguejei isso aqui no blog antes, não? Oh well…

Isso também pode lhe interessar

K o n S a m a

Do ser sem razão a essa explosão de emoção, do preguiçoso leitor ao (meia-boca) escritor, do tímido calado ao ator inquieto, do caminho já traçado à esquina do destino incerto. Tentei me definir, mas sem sucesso. Games, filmes, música, animes, são só o começo desse quebra-cabeça sem nexo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.