Já são onze anos minha gente: peraí!

Do que o povo brasileiro gosta, afinal?

São onze anos no ar! Por lá, passaram dezenas de caras bonitões, mulheres malhadonas, gente medíocre, gente pseudo-intelectual, gente com supostos bons princípios, gente sem nenhuma moral, enfim, retratos do que é o brasileiro, afinal (pelo menos de uma parcela imensa, infelizmente).

Não adianta romantizar. Tem que enfrentar a realidade: mesmo com milhões de pessoas em redes sociais, falando mal, fazendo campanha para sair do ar, o tal programa ainda tem cerca de 29 pontos de audiência! Quase o mesmo que a novela das oito, que fica ali em 32 pontos…

Ou seja, milhões de pessoas adoram, telefonam, discutem e vivem o BBB! E isso rende muito dinheiro à emissora, não se engane! Uma inserção de uma marca custa algumas dezenas (senão, centenas!) de milhares de reais (estou falando de 30 segundos!), fora o merchandising, os produtos utilizados dentro da casa, o que decora cada festinha etc.

Essa edição, contudo, chegou no limite: estupro, gringa sem pudor ficando nua o tempo todo e pessoas imbecis. Pronto, falei. A imbecilidade, dessa vez, está acima da média. Não acompanhei todos os programas, fielmente, nunca fui fã. Mas, sempre fui curioso, afinal, sou eu, Pedro, meu povo! Aquele que ouviu Restart e assistiu a muitas coisas (de gosto duvidoso) só para postar aqui…

Então, a questão que fica é: onze anos no ar! É mais de uma década e… nada mudou? O povo desse país continua o mesmo? Consumindo as mesmas coisas, andando pelos mesmos caminhos culturais? Utilizando a internet para Facebook (não mais Orkut) e MSN (os que restam nessa plataforma), e somente isso? Tudo bem que tem um download ou outro aí na jogada…

Agora, a TV por assinatura está mais em conta. Mas, o conteúdo é ruim, repetitivo, embora tudo esteja dublado (justamente para atingir a todo o público, todas as classes socais, a um país que está, de fato, podendo gastar mais) e, por fim, o sujeito retorna ao BBB? É isso? Ou seria então falta de referências: tenho muita grana, mas só sei gastar com carros, som potente (para o carro) e televisores maiores? Nem um livrinho aí, de romance barato, esse povo compra? Aliás, compra sim: vide Ágape, fenômeno de vendas do padre Marcelo Rossi!

Eu realmente não consigo entender o sucesso de reality shows em geral. E não consigo entender esse em específico, principalmente: são onze anos IGUAIS! Mais do mesmo, as frases e anedotas pretensiosas do apresentador, uma encenação barata diariamente, sentimentalismo exarcebado, uma “saudade televisiva” encenada.

E não é só isso que me irrita na TV: as novelas, com vilões versus um casal de mocinhos românticos, amores proibidos, armadilhas, intrigas forçadas. A atual novela das 20h revelou o grande segredo da personagem vilã, preparem-se: era de origem pobre! O mundo dela ruiu, ela ficou, tadinha, desolada, na família dela teve alguém que foi empregada doméstica!
Me batam um abacate… E desde quando isso é motivo de vergonha? Uma novela inteira que gira em torno disso, desse “trauma”. E um programa que gira em torno de futilidades e um povo que engole isso a seco a tanto tempo que já passou a saborear o prato.

O que me preocupa é que há onze anos o prato é o mesmo, muda um molhinho ali outro acolá, mas, é o mesmo. E ninguém enjoa (a não ser os paladinos das redes socais)…

Isso também pode lhe interessar

77 Comentários

  1. Sensacional. Ótima matéria amigo.
    Nem preciso dizer que concordo com tudo o que disse.
    Ao contrário dos "posers" das redes sociais que pagam de pseudo-intelectuais e menosprezam quem assiste, só por menosprezar, você argumentou, o que pouca gente faz.
    Não sei, não procurei me informar sobre o assunto, mas será mesmo que nos outros países o BBB teve 11 edições também?
    É uma pena ter que usar daquele velho jargão "em time que está ganhando não se mexe", então é isso? nós, brasileiros, decaímos a tal nível que a cada ano se repete metodicamente um programa pobre, ridículo e que desafia a inteligência de todos nós?
    Triste isso…

      1. Como assim o Brasil merece o povo que tem? Cara, o país, o território do país, é maravilhoso: diversficado, tem matéria prima para tudo o que você imaginar, não tem terremoto, vulcão, furacão (raramente, só no sul). Tem um clima sensacional…

        O povo tem a TV que merece, isso que quis dizer? Que tem o governo que merece? Eu não entendi mesmo…

  2. Eu acho que BBB faz sucesso pq dá ao povo o que ele quer: o poder de falar mal dos outros. Programas assim que expõe as pessoas ao ridículo e quem assiste tem a chance de ridicularizar junto sem culpa, de fofocar do vizinho, fazer chacota… essas coisas frívolas que deixam a vida deles melhor… ou o que eles acham né. BBB nada mais é do que o reflexo de quem o consume, infelizmente.

    E sobre novela, meu professor estava falando sobre isso hoje, eles estão vendendo uma imagem. De que tudo é perfeito, lindo e maravilhoso. Alguém da família é humilde e trabalha como doméstica? Que absurdo! Gente pobre e feia não existe gente. Brasil é lindo, rico e absoluto.

    Dê ao povo o que o povo quer. Talvez assim eles parem de pensar e calem a boca.

    1. Mas é um ciclo também: se a gente for quebrando aos poucos e divulgando coisas boas, produções criativas, bons exemplos sociais, essas coisas, as pessoas também vão acabar indo em busca disso…

      O povo é acomodado, a TV faz isso: é entretenimento passivo, tranquilão ali, passando o tempo…
      Mas, quando a mídia quer, ela movimenta, ela impulsiona.

      Tem coisa boa aparecendo, a internet é um ótimo lugar para divulgar isso, com essa tal democracia. Mas, vamos ser sinceros: raros são os casos de textos, vídeos, músicas circularem de forma espontânea. Até na internet, o que "vaza" é programado e todo fenômeno é unificado: todo mundo passa a conhecer, ao mesmo tempo, tal artista, etc.

      Mas acontecem coisas legais também e eu não acredito que o povo queira o banho de sangue no jornalismo o tempo, por exemplo. Vide a matéria do Fantástico desse domingo que passou, que repercutiu em várias "camadas" sociais: hoje, ouvi gente no banco falando disso, na rádio, todo mundo gosta também de comentar quando algo bom é feito.

  3. sobre a questao de vergonha da pobreza

    concordo sim, nao venham deturpando meu comentario, concordo sim q é idiotice esse povo q nao tem condissao financeira boa sentir vergonha por isso, de se acharem menos por causa disso ou ate do povo q pisa neles por conta disso

    agora tem uma outra coisa… aqui no BR parece q eh proibido ter uma situaçao financeira um pouco melhor, parece q eh proibido evoluir na vida com esforço, dedicaçao e trabalho, pq a pessoa jah eh taxada de tudo q eh ruim, como futil, filhinho de papai, playboy entre outras coisas, isso eh revoltante tmb, os outros nem tentam conhecer a pessoa soh pq tem um dinheirinho a mais, e as vezes nem eh tanto, eh soh um pouco a mais mesmo, jah taxam dessas coisas todas ae… disso ninguem fala, ne?

    nesse pais parece q vc nem eh humano soh pq tem uma situaçao financeira um pouquinho melhor (nao precisa ser rico nao), o certo eh ser pobre de tudo…..

    1. Eu conheço muita gente rica. Quem é rico "de verdade", quem trabalhou para isso e sabe o que fazer com o dinheiro: que investe no que gosta e não faz mal a ninguém, não sofre preconceito nenhum…

      Agora, tem a classe que sai bebendo whisky, dirigndo carrões do papai, procurando confusão e se safando por cargos e condição social. Esses, bom… Não são nem dignos de reflexão.

      Não estou dizendo que a pessoa não pode fazer o que quiser com o seu dinheiro. O limite termina quado começa a ferir o direito do outro também. As pessoas que conheci: umas eram imbecis, ostentando suas bolsas Luis Viton. Outras, simplesmente usavam as mesmas bolsas, mas, não ostentavam.

      É simples assim mesmo. 🙂 Tem aqueles que são o que são e outros que querem mostrar o que são – esses, merecem as lições da vida para aprender um pouquinho o que importa.

  4. Pois é, nesse ponto concordo com o meu amigo Sério Buarque de Holanda, são as "Raízes do Brasil". É realmente triste ver que, se a situação continuar desse jeito, os historiadores do futuro vão ter como tema de pesquisa: "A repercussão do BBB na cultura brasileira"; "O BBB e a sociedade de massa" ou melhor, assim como já divulgaram em uma revista de ampla circulação sobre um cantor que "vai te pegar": "BBB, o programa de televisão que REFLETE os valores da cultura brasileira".

    Sério, é simplesmente ridículo. Até onde vai a pobreza intelectual do povo brasileiro, desse jeito, nosso país fica conhecido como um local onde reina a "cultura bbb" ou mesmo um local onde uma menina totalmente desconhecida, ganha fama nacional por voltar do Canadá ¬¬

    Se não fosse trágico, seria cômico.

    1. Mas é culpa da imprensa, pra mim. Por exemplo, o caso da Luiza: não era algo para ganhar destaque nos jornais nacionais, entende? Foi uma explosão da internet, mas, assim como Felipe Neto também foi, entre outras coisas…

      E a tal música… Acho que tá todo mundo produzindo muito no país! E coisa boa! Mas, não tá na frente, não tem grana pra estar na TV. Para o Altas Horas, é cerca de 50 mil, se quiser aparecer, por exemplo…

      Então, fica o programa da Liliane Reis, no Canal Brasil, que é bem democrático e aparece coisa boa. Tem o Experimente, no Multishow… Claro que até esses exemplos têm suas "panelinhas" para ter os contatos certos, mas, bom, tem uma fresta de coisas boas.

      E BBB é coisa para entrar nas escolas de comunicação no futuro? Rapaz, eu não sei.. 🙂 Eu não estudei nenhum programa específico durante a faculdade, só algum estudo de caso, teses de conclusão – aí rola, vai rolar sim!! Não tem jeito!

      1. Sei lá viu, não duvido de mais nada. Já que os historiadores culturais vão ter que se debruçar sobre isso, é bem possível algum maluco escrever um livro didático e inserir um quadro sobre esse tema, já se tem tanta coisa bizarra por aí '-'
        Aí sim, estamos prontos para o apocalipse zumbi.

    2. Eu sinceramente discordo das pessoas que começaram a reclamara sobre Luiza no Canadá e traçar paralelos com a cultura do povo brasileiro, na minha opinião não passou de uma brincadeira, tanto que alguns dias depois ninguém falava mais no assunto, os pseudo-cults cairam em cima como se fosse o fim do mundo…

  5. Quando vi o título no facebook pensei…. CARACA 11 anos de portallos? Vamos dar o parabéns!!!!
    Que balde de água fria quando entro aqui kkkkk
    Bom nunca curti Big Brother, porém é um sucesso…. acho que é pelo fato do homem gostar de olhar a vida dos outros para julgar =/

  6. A unica forma de quebrar esse ciclo da imbecilidade é com educação… tirar da alma do brasileiro o "jeitinho malandro"…. se dar bem em todas… nunca perder nada

    pronto… falei!

  7. Como um grande homen já disse,"As pessoas so ligam a TV quando quererm Desligar o Cérebro",acho que era assim,e até entendo por que eu não vejo nenhuma educação ou significado bom o suficiente pro BBB,eu não vejo pq acho que é ridiculo até pq eu so fico vendo o contidiano de outras pessoas,POXA já não basta o meu cotidiano eu vo ver o dos outros ta de sacanagem,não entendo pq essa merda faz sucesso,que se dana tbm não sou eu que vo encher minha mente de merda.
    E olha que eu tenho 16 anos e tem gente de 21 bem mais velho que eu que acha que BBB é educativo,depois dessa eu vo até encerrar minha opnião pq nem gosto de falar de BBB pq já começa a me dar dor de cabeça.

  8. Infelizmente a televisão não vai mudar, porque não? Já imaginou a Globo mudar e inserir programas intelectuais e culturais o dia inteiro?! O ibope despenca!!
    A tv dá o que a população quer, pode dizer que a Globo é isso e aquilo, mas a verdade é que quem faz a tv somos nós.

  9. BBB é apenas uma fração do problema, quando na verdade a TV aberta toda é um saco de lixo sem fundo, não a muito o que acrescenta pois já falaram o que tinha para falar ae em cima. Mas o pior e que a TV fechada apesar de ser melhor, a cada ano que passa cai mais a qualidade, atualmente as únicas coisas que assisto na TV são os canais de documéntarios e esses também não estão isentos da queda de qualidade. A TV hoje em dia não passa de umm ferramenta para "imbecilização" das massas, e os maiores interessados são os políticos que precisam de um povo medíocre para se elegerem.

  10. BBB é o circo de horrores e palhaços dela, assim como o progama do GuGu é o da record, que mostra gente com problemas, doenças raras, so pra ter ibope, o BBB é isso,causa um "estrupo" pra chamar atenção, pro povo ficar atento, mas não é só a Globo, os participantes tambem, eles sabem e viram que quem fez "sexo" lá dentro, teve destaque maior aqui fora, que a policial que quase foi presa teve capa de revista com ela.

    tem gente que reclama da TV em si, mas fazer o que, a grande parcela que está ali assistindo, não gosta de ler, estudar, e querem progamas educativos na tv, programas intelectuais, não dá, é algo que é impossivel.

    todo canal tem seu lado ruim, sem exeção. até os da tv por assinatura, tem algum progama que em algum momento vai ser ruim e vai se aproveitar do que da audiencia, a globo, record, sbt, sabe bem disso, e só se aproveita do que tem que se aproveitar pra ter audiencia, acho que o unico canal que se salva da tv aberta é a Bandeirantes, por ter se focado no futebol, o que entra no que "o povo quer", mas pelo menos não entra no "circo dos horrores" dos outros canais.

    1. Band é a mesma bosta. Produziu algo chamado "Mulheres Ricas" que é tão podre quanto um BBB, tem um Datena dando seus showzinhos sensacionalistas e etc…Não adianta! É tudo farinha do mesmo saco.

        1. O pior que agora todo canal tem seu "Datena". No SBT tem um cara que atira sapato (Sim é ridículo desse jeito) e tem o Wagner Montes também que nem me lembro mais de que emissora é.

  11. ah e pedro, sinceramente, tu é corajoso demais, até hoje sinto meio que pena de você, ter ouvido o cd inteiro de restart deve ter sido um belo dum sofrimento xD.

  12. Isso é um retrato de um país que investe em economia, investe no social, investe em relações exteriores, investe até em saúde (que é melhor do que a dos EUA)… mas caga e anda pra educação. Povo burro e com dinheiro.

    Mas uma coisa que eu penso: tem gente que assite um anime sobre ninjas toda semana, que deixou de ter qualidade faz tempo, e que tem um enredo shounen clichê, com liçoezinhas de moral batidas e personagens previsíveis; e depois entra na internet pra falar que BBB não tem cultura ou conteúdo.

    Pensem nisso. Todo mundo tem o direito de ver coisas sem conteúdo, e a cultura nerd, apesar de eu adorá-la, não é isenta disso.

    1. a questão aqui não é a falta de conteudo.

      isso qualquer coisa no mundo tem sua parte, seja livros como crepusculo, ou até mesmo Harry potter, seja filmes, como por exemplos as derivadas das Hqs, as Hqs, os mangas, tudo tem seu lado sem cultura.

      a questão é o quanto uma coisa dessa vai durar, por que é EXPLICITO, e tacado na cara, que aquilo ali é um formigueiro de aberrações, uma idiotice que só, que o que acontece ali é pra dar ibope, so pra chamar atenção do povo, é visivel que é armado e tudo mais, mas o povo continua a assistir, votar, comentar, e por incrivel que pareça "AMAR" aquilo.

  13. Não é isenta, amigo, mas vamos concordar que a grande maioria prefere que os filhos cresçam vendo Naruto (com suas lições clichê, mas lições) do que um programa que não te ensina absolutamente nada, pelo contrário, só deturba uma noção de moral que já está enraizada em nossa cultura.
    Eu, como historiador e professor, consigo perfeitamente trabalhar um animê como Naruto em uma sala de aula, discutindo com os alunos uma ideologia e um conceito amplamente divulgado de moral. Agora, não tem como, por mais criativo que a pessoa seja, usar esse programa pra tirar projeito de nada, a não ser pelo exemplo da contraposição '-'

    1. Eu também. Por isso que eu leio Naruto e não vejo BBB.

      Mas, guardadas as devidas proporções, a situação é a mesma. Existem animes, mangás, jogos, séries, filmes, livros, etc… que não agregam nada (ou quase nada, ou nada que você já não saiba), que as pessoas assistem, acompanham, discutem, vão a eventos, e amam. Todo dia/semana/mês. Por anos, ou décadas. E nós temos esse direito. Assim como quem curte BBB tem o direito de continuar curtindo, por mais lixo que seja.

      Pra mim a paixão pelo BBB é um reflexo da falta de educação da população, mas a paixão em si não é o problema. Porque as pessoas têm o direito de desligarem o cérebo e verem coisa ruim de vez em quando.

      1. Com certeza. É o que eu disse mais pra cima, a pior coisa que tem, são aqueles pseudo-intelectuais que criticam só pq tá na moda criticar. Como se os gostos deles fossem melhores. Gosto é gosto. Mas é possível sim reeducar qualquer pessoa para que ela goste de algo produtivo. Ou melhor do que isso, que saiba diferenciar um alimento bom de um estragado. Pq no fundo é isso, com um mínimo de instrução, qualquer um pode julgar o que é bom ou não. O problema aqui é justamente o da alienação, temos milhões de brasileiros que gostam de BBB, pq a noção de programa bom pra eles só vai daquilo à novela, raras vezes um jornal que, mesmo assim, se deixam ser influenciados por qualquer notícia pronta.
        Se tivéssemos uma grande maioria da população com um mínimo de discernimento e menos alienação, acredito que a o BBB não duraria até a 4º edição.

  14. Boa! Aliás, não é reclamação mas acho que tava sentindo falta de outros assuntos da esfera sócio-cultural aqui no Portallos, além de games, filmes, séries e animes! x)
    Nunca fui de assistir BBB, não espio e nem sei do que aconteceu nessa edição, mas gringas sem pudor me interessam, vou pesquisar haha. Hoje só assisto tv se por acaso ligar e tiver um programa interessante, esse negócio de passar tempo, não entendo como pessoas ficam horas e horas por dia assistindo como dizem pesquisas. To convencido que TV é um puta mau, muita besteira e lavagem cerebral.
    Pelo que leio a TV do futuro é o Netflix, no dia que conseguir comprar um PS3 quero experimentar.
    E Pedro, já que você é o Cara, eu queria ver uma análise desse Ágape aí! Li um trechinho que falava sobre mulheres e me desagradou, parece mais um ditando como as pessoas devem ser – bom, se bem que o livro é de um padre, só me preocupo por essa história de ser um sucesso tão grande.

  15. o governo eu falo que sim, temos os governantes que merecemos, ate que a corrupçao mude no nosso dia-dia, acabar com esse lixo de 'jeitinho brasileiro' entao vamos ter espelhos como lideres.

  16. O pessoal reclamou pelo destaque que teve na grande mídia também, como eu disse por aqui. E esse não é um assunto para TODOS os jornais repercutirem, como aconteceu, sem importar a emissora… Foi uma boa piada e só!

  17. Não precisa ser programa intelectual e blá blá… Pode ter um meio termo, coisas populares, porém bem feitas, com conteúdo. Tem muita gente inteligente por aí, roteiristas, autores, que sabem equilibrar bem esse ponto.

  18. Poxa, isso é papo de escola! 🙂 Ouvi muitos dos professores.. Mas, não é bem "coisa de político" que mantém todo mundo burro não.

    Fora a educação, que é uma merda, eles não metem o bedelho na programação da TV, jornais, etc. (a não ser quando é alguma investigação ou denúncia: aí, eles param de pagar publicidade e isso pressiona a imprensa a parada de noticiar determinado fato).

    Por exemplo: trabalhei em um Portal muito famoso aqui do estado. Estava com audiência baixa. A chefia se reuniu e a solução foi colocar mais notícias de entretenimento e fofocas.. Pronto! 🙂 Eu saí de lá bem pouco tempo depois disso!

  19. Velho, essa eu passo!! Sério! 🙂 Essa missão não é pra mim!
    Olha, sobre os assuntos da vida em geral, esse sempre foi "meu trabalho! por aqui… E como estava por fora esses últimos tempos (sem postar muito), acabou ficando pra trás…

    Esses assuntos da vida, o chefe aqui classifica como "povão". Coisas que eu aguento na rotina bastidores… 🙂

  20. ainda estou procurando o botão "compartilhar" do facebook aqui uhehuheuhehuehue
    mas falando sério agora, é trágico como a sociedade vem caminhando, cada vez mais a um abismo onde tudo o que restará é a futilidade =/

  21. Eu tava pensando nisso uns dias atrás, que é possível fazer um estudo psicológico bem "proveitoso" de toda essa cultura de massa representada no que é o BBB. Pensei nisso no meu estágio, ouvindo as conversas do pessoal que trabalha no meu setor. Não me recordo direito, mas era sobre um casal estar fazendo sexo "escondido" e a menina depois se fazendo de santa, de boa moça diante dos pais (e do país), algo assim. O que posso dizer… as pessoas tem a NECESSIDADE de julgar o outros, principalmente quando se sentem insatisfeitas com as suas próprias vidas. E como deixar de aproveitar um programa onde elas podem decidir quem fica e quem sai, quem é o mocinho e quem é o vilão? Claro que as novelas estão aí, você pode assistir, comentar que não gostou do que aconteceu com a protagonista, que o vilão deveria matar tal personagem, mas VOCÊ poder tirar aquele "personagem" que você não gosta é muito melhor.

    As emissoras de TV entregam o que as pessoas querem. Não sei alguém disse isso mais acima, mas é uma coisa triste, principalmente porque o que a maioria quer é isso, e só prestar um pouco de atenção na quantidade de pessoas que vota SEMANALMENTE pra tal pessoa sair do reality show. Concordo com o que disseram sobre faltar incentivo à educação e à cultura, e que deveria sim ser feito algo à respeito, mas o problema é "convencer" as emissoras de TV disso.

  22. É a tecla que sempre bato, dizem que BBB é um programa não cultural (Como se tv fosse para educar e não para entreter) e repetitivo e as maiorias das pessoas que reclamam disso vem novelas que atualmente só se repetem em enredo (Ahhh saudade das reprise de mulheres de areia).

    1. A TV é concessão pública: tem compromisso com a sociedade, tme que educar, informar de forma correta e entreter de maneira digna.

      Não precisa ser intelectualóide, nem babaquices do tipo, mas, tem que ser bom, tem que propor algo e evoluir…

      No papel é assim. 🙂

  23. As pessoas ficam do mesmo modo na frente da TV, como nós ficamos na frente do Computador, não acho lavagem cerebal, a pessoa pode muito bem assistir ali, e continuar pensando o que quizer, o que difere é seu acesso as informações.

    o Jornalismo da Tv,por exemplo, é Formal, é Jornalistico, e somente informativo, tento suas exeções claro, ele é direto e simples, quases todos os canais passam a mesma informação, por ambos usarem um estilo formal, mais focado.

    Já na Internet, você tem uma reportagem Menos formal, mas Opnativa, e voce tem como buscar mais pontos de visões diferentes, visto que cada lado da uma noticia mais puxada pra sua opnião, mas tambem há casos como o UOL por exemplo, ver uma noticia lá, e quase as mesma informações que a TV passa.
    mas você pode muito bem se anielar na internet, do mesmo modo que se aliena com a tv.

    é tudo questão de acesso, quem tem computador, fica no computador, quem não tem fica na TV.

  24. Na verdade, eu acho que existe uma teoria da conspiração por traz de todo pensamento sobre BBB, novela e talz. Eu vi big brother até a quinta edição, sim eu vi BBB, eu já gostei disso e não tenho vergonha alguma de falar, afinal eu sou gay assumidíssimo e não tenho problemas com tabus, já que hoje em dia você falar que curte o programa é ser ignorante, idiota e não tem nada para fazer. Parei de ver porque acabou a magia, meu tempo está mais dividido na época eu era mais jovem e talvez esse lance da repetição que você citou, se encaixe aqui. O que eu quero dizer sobre "teoria da conspiração" é sobre esse exagero que as pessoas tem, em insistir que quem o assiste, é feio e bobo. Isso mesmo! Exatamente desta maneira, parecem crianças pirracentas em que adoram dar pitaco sobre o que as pessoas devem assistir e como elas devem reagir em suas vidas. Mas ai entra outro lado do BBB: Ele revela mais sobre as pessoas fora da casa que dentro dela, por incrível que pareça. As pessoas gostam de julgar as outras, isso é um fato e as que assistem o programa, julgam que está lá dentro e as que não assistem, julgam quem está na frente da tv acompanhando e assim vai, é uma roda. Já repararam que todo mundo tem um opinião formada a respeito de algo, mas agir, ninguém age. Funciona assim: "POW, OS POLÍTICOS ESTÃO ROUBANDO A TORTO E A DIREITO, NINGUÉM FAZ NADA DEVIAM IR TODO MUNDO PRA RUA BOTAR FOGO NO PALÁCIO DO PLANALTO", mas se pergunte o que você fez para melhorar isso? Estou organizando uma passeata para protestar, melhor, pergunta se você lembra em quem votou nas últimas eleições? A mesma coisa é BBB e novela: "POW, EU NÃO ASSISTO BBB KEKEKE, VOCÊ DEVERIA ESTAR LENDO UM LIVRO AO INVÉS DISSO", mas se pergunte quantos livros você leu neste ano, duvido que a resposta seja mais que 2 (se chegar a dois), pergunta quem são os personagens da novela, todo mundo sabe e não venham me dizer que é porque você acaba vendo por "osmose", que não cola, você pode virar as costas e ir jogar video game, por exemplo, mas sempre que pode estamos lá nos sites de fofoca lendo sobre o que vai acontecer no próximo capitulo. Mas finalizando, eu concordo em muitas coisas que você falou Pedro e talvez, você esteja coberto de razão, afinal ficar na frente da tv julgando quem é ruim ou bom não é uma coisa saudável, mas em minha opinião isso deveria ser algo interior, dentro de si. Essa explosão de moralidade que o brasileiro de uma hora para outra ganhou com a inclusão digital é que me irrita. Tenham seus pensamentos e opiniões e vivam de acordo com o que acham correto e claro, que não prejudique qualquer forma de vida neste planeta, o resto, deixa que o povo corre atrás, leva burduada na cabeça e quem sabe um dia melhora. 😛

    1. "em minha opinião isso deveria ser algo interior, dentro de si. Essa explosão de moralidade que o brasileiro de uma hora para outra ganhou com a inclusão digital é que me irrita"

      Disse tudo.

      1. Eu não acho isso ruim, acho que é o amadurecimento para algo que ainda vamos alcançar. Não curto o politicamente correto também, mas, também encaro como "em processo".

        Essa coisa de ser reacionário, de manter a mente fechada, é imbecildiade. Viver sem mudar é impossível.

        E também não acho que assistir BBB seja coisa de ignorante etc. E também quem não assiste não é "mais inteligente" – só por isso. Conheço muito intelectual, mega graduados, que assistem novela, BBB, enfim, e dão risada…

        A proposta do texto é debater o formato de tudo isso, que é o mesmo há 11 anos e ainda mantém tanto prestígio, mesmo tão avacalhado como está: com estupros e nudez gratuita.

  25. Se hoje há estrupo e nudez gratuita, não seria essa uma forma de "evolução"? (Talvez não no sentido de "melhorar" mas sim no sentido de "modificar", afinal o que é bom pra vc, pode não ser bom pra mim).

    Não estou aqui pra defender o BBB, eu assisto o programa sempre que posso, me divirto, mas não o idolatro como sei que algumas pessoas fazem.

    É tudo armação! (que seja, é bem feita, supera as novelas, com ctz)
    É perda de tempo! (Não se gasta nem 1 hora vendo isso, tem dias que mal são 10 mim)
    Não agrega em nada para a pessoa! (Correto, não assisto com o objetivo de adquirir mais cultura, vejo mais pra desligar o cérebro depois de um longo e cansativo dia de serviço)

    Sei lá, eu nem queria entrar no mérito do debate, li seu texto, respeitei, concordo com alguns pontos, discordo de outros. Imagino que você fez uma crítica a TV como um todo, porém a maioria aqui levou pro lado específico do BBB. Esse é só um programa entre muitos que existem na televisão.

    A TV está decadente, o BBB sempre foi. Como disseram, o programa mudou pouco nesses 11 anos, porém a TV mudou muito, agora me diga, a TV evoluiu? Será que o problema é realmente a estagnação de um programa?

    1. Eu:
      "O que me preocupa é que há onze anos o prato é o mesmo, muda um molhinho ali outro acolá, mas, é o mesmo. E ninguém enjoa (a não ser os paladinos das redes socais)…"

      Você:
      "Será que o problema é realmente a estagnação de um programa?"
      Eu acho que o programa é ruim. Ponto. Acho que é um lixo total? Que o cara é mais burro porque assistiu aquilo? Mais burro que quem assiste, sei lá, Gugu, algum filme bestinha? Não é isso. Não sou intelectualóide, nem defendo essa bandeira, essa idiotice!

      Eu adoro desenho, de Bob Esponja a Adolepeixes. Saio mais inteligente a cada episódio? Não! Mas, ri um pouco e tal…

      O problema é que eu você estamos querendo relaxar. HOJE MESMO uma mulher me disse que estava atrás de comprar os vestidos que as Panicats (as gostosas do Pânico, sabe?) usam! Então, a coisa fica assim: aquilo influencia pra caramba, tudo influencia muito e a gente tem que tomar cuidado com o efeito que tudo causa.

      1. Influenciar tudo influencia, mas aí já caímos em outro problema que é a ignorância da população, a falta valores e princípios, em parte causada pela estrutura de família que deixou de existir.

        Voltando ao BBB.

        Por mim o programa não precisa mudar, o que precisa mudar é a população, adquirir consciência daquilo que vê, e saber o real proposito de em assistir aquilo. Ninguém liga a TV pra ver BBB em busca de cultura e informação.

        1. Mesmo porque quem se influencia facil…Não vai ser influenciado só por BBB. E assim como fans de animes se vestem como personagens de animes. Fans de panico na TV se vestem como panicats. uhsahusauhusha

          1. Pois é, influências não são o problema. Estamos discutindo a programação. Eu gosto de lembrar que TV é concessão pública e tem o dever de manter uma programação decente. E, ano após ano, a coisa sempre fica mais apelativa.

            Fãs existem e não são influenciados só por TV: o corte de cabelo do artista, até os votos de castidade de Jonas Brothers algumas pessoas copiaram…

  26. Cara…..Sinceramente, se você não gosta de ver putaria na TV , briga e confusão….Você é puritano, deixa essas merdas na TV.

    É comedia..E daí ? Ta te avacalhando….O problema do mundo hoje, é todo mundo querer comandar o que o outro pensa e vê e faz….Triste.

  27. Texto interessante, mas esse negocio de que o povo gosta do BBB é porque é "burro" ou porque é "ignorante", é puro preconceito afinal os reality shows é uma invenção americana, e se é para falar de baixaria que tal falar daqueles programas horríveis de auditório japonsese. Mas enfim, acho que a principal questão da fama do BBB e questão de fetiche do brasileiro pelo voyeurismo, pelo prazer em ver escandalos, e claro pelo "poder" que o público tem em poder tirar os participantes. A questão central é que o povo gosta do BBB porque ele quer pura e simplesmente entretenimento rápido, já depois de um dia longo de trabalho é meio difícil quer algo mais intelectualizado.

  28. Bah isso me lembra um episódio de família dinossauro em que o dino cuida da programação da tv e começa a colocar programas mais inteligentes na tv, daí as pessoas ficam mais cultas e param de ver tv…

  29. É infelizmente muita gente odeia big brother e ainda vê não sei porque, penso que quem odeia mesmo tem aversão, nem ver nem por curiosidade.Eu particularmente não tenho nada para falar do big brother porque não vejo porque eu sei que é lixo.Pois então não entendo essas pessoas que odeia e vê, em uma pesquisa recente diz que 40% de quem ver big brother se diz critico do big brother.O motivo de tanto sucesso após esses 11 anos talvez seja que você que sempre criticou está vendo ainda,mude você mesmo antes de tentar mudar alguém.

    1. Oi amiguinho, você leu o textinho? Quer que eu faça um desenho bem fofinho? Você sabe o meu histórico aqui no bloguinho?

      O discurso não é para tentar mudar ninguém, meu caro. Não me venha com lição de moral de quinta, na boa. Leia, interprete, REFLITA. É apenas isso: uma reflexão de um programa que não dura nem 4 edições mundo afora, mas, que aqui, embora mantenha o mesmo formato, continue com a mesma audiência, quase, entre outras coisas…

      E vem vindo ao mundo onde as pessoas podem propor reflexões e não apenas mandar e desmandar, assistam ou não assistam – esse é o papel.

      1. 1ºLi
        2ºQuero
        3ºConheço

        Posso?ok

        Acho que sua interpretação está bem ruim se não consegue inferir o que disse não posso fazer nada.

        1. Você pode fazer o que quiser, até um certo ao favor ao mundo com tamanha arrogância e prepotência. Acho que a sua interpretação é que é bem fraquinha se não conseguiu sacar o texto como as outras dezenas de comentadores sacaram, por exemplo. Eu não falei que deve parar de fazer nada. Não faço discurso. Propus uma reflexão. Mas, tem gente que não sabe refletir, não entende o conceito dessa palavra e de outras (como "inferir" também)… Vai nessa, assim, por aqui, eu encerro, porque tenho muito mais a acrescentar do que essa ladainha de menininho arrogante de internet! Abraços e continue evoluindo!

  30. Caramba, quanto comentário, deu muita preguiça de ler todos, ali uns 10 comentarios perdidos rsrsrs.

    Cara, na minha opinião, quem mais critica BBB ou outros reality show são atores, que gozaram de privilegios para ter acesso a televisão por ser amigo ou parente de algum ator das antigas e que teve seu privilegio invadido por pessoas que vieram de fora dessa rodinha!
    A exposição que o BBB da aos participantes o faz ter uma celebridade suficiente para ganhar uma chance para atuar, mostrar a bunda, cantar ou ir em programa de auditorio comentar os buracos nas ruas do brasil. E isso incomoda demais as figuras "donas" da emissoras de tv. Qual a diferença entre o favorecimento vindo de um reality show e um que recebe chance, indicação ou pedidos diretos de atores ou diretores da panelinha, para terem uma chance de atuar e ficar famoso e rico? Podem dizer que pelo menos os outros estudam dramaturgia, teatro, enfim, mas muitos são péssimos atores e mesmo assim estão ali, atuando e tirando o lugar de varios atores anônimos talentosos em teatros de cidades pequenas ou de megalopolis, esse é um dos pontos que falo sobre BBB. Essa rejeição da mídia é de uma hipocrisia que da nojo, coisa que programas de auditorio, novelas são super culturais e inovadores sempre…..

    Concordo com o comentário que por sorte li, do Caio. Vários nerds descem a lenha no suposto lixo da tv brasileira, mas passa horas jogando video game, lendo gibis, como aqueles de harém onde é uma sucessão de babaquices e situações surreais para por um cara pegando em peito, bundas e tudo mais, sendo atacado por mulheres querendo praticar exercicio com o cara. Ou passam horas conversando com amigos sobre o novo personagem disponibilizado, nova roupa da mai shiranui, sobre combinar ambar(?) com cobre(?) e dar uma espada ferra! Realmente um poço de cultura e ensinamentos uteis e veridicos! Tudo que amamos, como video games, gibis, filmes, possuem funções de ensinar, ensinar em entreter, ou apenas a intenção de entreter! É isso que BBB é, entretenimento.

    Outro ponto que falam de não entender pq bbb faz sucesso? Todo mundo adora fofocas, pode falar que não, mas quando o amigo começa a falar da amiga da carteira ao lado que foi vista em momentos quentes com o esquisitão da sala ao lado, o faz parar pra ouvir e querer saber mais! Ou então quando pega alguem falando mal de um amigo seu, e passa a saber que tal pessoa é falsa, quando tem a oportunidade ou o assunto entra em pauta, vai e conta que certa vez viu ou ouviu fulano falando mal do proprio amigo! Isso BBB oferece
    Nem preciso falar das trocentas novelas que temos na globo, record, sbt…… isso BBB oferece tbm. Com aquela situações onde sabemos que tem o dedo da produção, ou a forma como fazem a edição do programa privilegiando, ou "criando"o suposto mocinho(a) da edição contra vilões. Por isso aqui dura tantos anos, aqui eles criam uma novelinha!
    Os adolescentes e jovens vivem assistindo aquela porcaria de Pânico, filmes como "Todo mundo em Pânico, mas desce a lenha em BBB. O que pânico tem? um bando de debiloides se machucando, criando situações onde querem pregar que é real, sem armação e um monte de bunda sendo enfiada na sua fuça! isso BBB tbm oferece, um monte de gente bonita, mulheres mostrando a bunda pra ganhar uma grana na playboy e jurando que estão sendo verdadeiras, enfim…. a hipocrisia sobre o tema é muito grande!

    Cada coisa tem a sua função, BBB é entretenimento puro. Assiste quem quer e tem tanto valor como um game, um livro, um filme. No que ele propõe, ele é verdadeiro, veja, se divirta, veja bundas e pronto!

  31. Eu como professor de jovens e crianças digo uma coisa. se voce tenta incluir outro tipo de conversa, ou um pouco de cultura, você é taxado de quadrado, velho, por fora……Ouvir música antiga de qualidade (Voce é antiquado, o bom é Restart), você comenta sobre um livro….(voce é cortado…..você conhece a musica do Kuduro? livro é chato) Bom é o BBB, Funk. Tcha tchu tcha….esses lixos que os alunos ficam cantarolando pela sala a aula toda… Dificil amigo, dificil mesmo…e a TV não ajuda em nada e só reforça essa mentalidade mediocre do povo brasileiro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.