Lendo

A superioridade do Homem-Aranha e suas mudanças

Chegou a hora de superar certas coisas!

A notícia se espalhou pelo mundo mais rápido do que Felix Baumgartner: Peter Parker não é mais o Homem-Aranha!

Uma outra pessoa será o novo amigo da vizinhança (embora ele não pareça tão amigável assim) e não só ele herdará esse posto como também vai dar uns amassos na Mary Jane. Sim, assim como muitos, meu queixo caiu quando fiquei sabendo disso.

E parece que isso é só o começo…

A revelação de The Superior Spider-Man, o novo título do Homem-Aranha aconteceu no último domingo no painel sobre Homem-Aranha que a Marvel realizou na New York Comic Con. Na mesa do painel estavam sentados o escritor da revista do Aranha, Dan Slott, junto do seu editor, Stephen Wacker. A revista integra a nova fase da Marvel, a Marvel NOW, onde as revistas estão sendo relançadas a partir do número 1. Aliás, se você não acompanha as revistas ainda, essa é uma ótima oportunidade que começou esse mês com o lançamento de Uncanny Avengers #1.

Dan Slott escreve a revista do Aranha há alguns anos, e seu trabalho é bem visto pela maioria dos fãs do herói. Sem dúvida nenhuma, ele foi o grande responsável por revigorar o título que era visto com desconfiança por muitos desde que ocorreu o controverso arco Um Dia A Mais.

Slott trouxe vários novos personagens, revitalizou alguns antigos. Deu novas perspectivas para Peter Parker. Podemos afirmar que ele arrumou a casa. Mas, não é bom que tudo permanecesse o mesmo pra sempre né? Mudanças são essenciais para que a renovação encontre espaço, e enfim chegou a hora da reformar para que essa renovação encontrasse esse espaço. Rá!

Então, na aguardada edição #700 de The Amazing Spider-Man, essa série do Aranha chegará ao fim, com direito a cartas e e-mails respondidos pelo próprio Stan “The Man” Lee. Pois Wacker disse que com certeza haverá muitos leitores furiosos commil  perguntas a serem respondidas. Pelo andar da carruagem e as declarações de muitos fãs no twitter do Dan Slott, o homem vai ter trabalho…

E a maior pergunta que assola a mente de todos é: QUEM É ESSE HOMEM-ARANHA?

Bem, há um bocado de teorias a respeito. Um dos desenhistas do título é Ryan Stegman (Aranha Escarlate), então é natural que rolem boatos de que Kaine (o atual Aranha Escarlate) seja o cara por detrás da máscara. Eu tenho uma teoria de que seja Miguel O’ Hara (o Homem-Aranha 2099) pois há um certo tom sombrio na arte, e esse novo Aranha tem umas garras e tal. É algo que adoraria acontecendo, pois sou fã do Aranha 2099 e já foi dito por Wacker de que ele vai voltar, só não se sabe quando e como.

Miles Morales é carta fora do baralho, já de antemão frisou Wacker para deixar claro que Miles está indo bem como Homem-Aranha Ultimate. E Flash Thompson vai continuar sendo Venom, mas agora atuando na Filadélfia. E Kaine irá se mudar para a Nova York e vai ter que lidar com esse novo Aranha, o que a princípio mata a teoria de que ele seria esse novo Aranha. Ou não.

Mas, outra pergunta vem sendo feita pelos fãs: É NECESSÁRIO?

Eu não acho que sim, e nem que não. Pra mim, tanto faz. Mas percebam, não é que eu não goste de Peter Parker ou coisa do tipo. É que eu simplesmente tenho que ler essa história antes antes de poder julgar de maneira apropriada, sem distorções ou achismos. O que é necessário mesmo está sendo feito, e o novo Aranha é prova cabal disso. Embrace the change.

Essa nova fase do Aranha pode ser realmente boa, e esse é meu desejo. Mas se não for, paciência. O que importa mesmo é que estão sendo feito coisas novas, que impactam o status quo do personagem, e eu gosto muito disso. Gosto de Miguel O’ Hara e do Miles Morales como Aranhas, sem dúvidas há espaço para mais um.

A ideia de legado sempre me encantou, e não por acaso nos últimos anos me diverti muito vendo Dick Grayson como Batman e o Bucky como Capitão América, e consigo afirmar que gostaria de ver os dois continuando esse legado.

O problema é que nem todos os fãs pensam assim, e eles ficaram enchendo o saco das duas editoras para que Bruce Wayne e Steve Rogers voltassem. Na mente deles ecoa o pensamento NÃOOOO, SÓ O BRUCE WAYNE PODE SER O BATMAN, QUE ABSURDO OUTRO CARA QUERER TOMAR O LUGAR DELE.

Eu respeito quem pensa assim, e até entendo os motivos, mas eu não sou assim. Acho que a ideia do legado é para ser usada e mantida. Pois esses personagens vão continuar por aí por muito tempo ainda, e simplesmente vai chegar uma hora que as coisas não funcionarão mais para a maioria dos alter-egos originais.

Ainda que eu ache os filmes do Nolan meio xaropes, a ideia de legado que ele passou me agrada, do herói se tornar uma ideia  Mas para que isso acontece é preciso que os fãs abram suas mentes. Let it Go.

O Homem-Aranha é visto como um heróis alegre, cheio das piadinhas, mas na real ele não é assim. A vida de Peter Parker sempre foi marcada por muitas tragédias, muito sofrimento. Quando Steve Ditko concebeu o heróis junto com Stan Lee  a ideia era a de um herói mais sombrio. E pelas declarações de Slott e Wacker, esse novo Aranha pretender retomar essa ideia original. Aliás, o primeiro arco da revista se chama “Homem-Aranha: Herói ou Ameaça?”.

E uma coisa precisa ficar clara: PETER PARKER ESTARÁ NA REVISTA. O que pode render histórias bem interessantes, assim como aconteceu quando Ben Reilly assumiu o manto de Peter. Naquela primeira vez, o resultado foi positivo, tanto que muitos até hoje gostariam que Reilly continuasse como Aranha até hoje. E reparem como usei a palavra ideia várias vezes nesse texto. Homenagem a Marvel, também conhecida como a Casa das Ideias.

Enfim, irei aguardar até janeiro e ver o que The Superior Spider-Man nos reserva ao longo dos meses…

Isso também pode lhe interessar

Mauri Link

Um gamer inveterado desde a primeira geração de consoles, aficcionado por histórias em quadrinhos, nerd de carteirinha, e super-herói nas horas vagas!
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.