Miscelânea

Fest Comix 2012 – Eu Fui!

Quebrando o porquinho!

A Fest Comix é um evento direcionado ao publico nerd, com maior foco em quadrinhos, mas que também engloba animê, filmes e outras formas de entretenimento.

Já participei de outros eventos, mas nunca de um Fest Comix, mesmo sendo razoavelmente perto. Esse ano a partir da indicação do Pipoca e Nanquim, resolvi dar uma passada por lá.

O evento ocorreu nos dias 19, 20 e 21 de Outubro, participei do dia 20 (sábado).

Fui sem nenhuma expectativa, apenas pra comprar alguns poucos itens que estava afim e nada mais. Se vocês esperam que eu diga, que fui surpreendido, podem esperar sentados. Entretanto, não digo também que foi ruim, na verdade me diverti bastante, encontrei o que eu queria, participei de alguns painéis e até a fila na hora de pagar não me incomodou.

Fui com duas companhias, as quais eu poderia classificar como Nerds Old School. Desses havia alguns por lá, porém os adultos infantilizados e os adolescentes com a tal Síndrome de Sheldon eram maioria. O que diminuiu muito a qualidade do evento (mas não da pra fazer muita coisa à respeito, então entendo).

Comecei passando pelos estandes pequenos: Camisetas, bonés, tocas, canecas e outras bugigangas. Não comprei nada, mesmo gostando muito de algumas canecas, 25 dinheiros é muito para tal.

Então fui para minha primeira fila. Começo de evento, animação, disposição. Passou rápido, entrei.

Sessão de quadrinhos, sem dúvida nenhuma, é a parte mais complicada de andar, de olhar as coisas, de escolher o que quer.

Pra mim não valeu tanto a pena, porque comprei lançamentos e coisas que não encontraria tão barato, mas havia quadrinhos importados por 1 dinheiro, 80% de desconto em vários livros e muitas peças quase impossíveis de se achar em bom estado.

Consegui trazer pra casa uma edição de 1990 de Arkham Asylum. Achei a versão original da DC e a brasileira da Abril, ambas em ótimo estado.

Nessa edição do evento, duas produções estavam em destaque, o lançamento de The Walking Dead no padrão mensal de publicação (o padrão estadunidense) e Astronauta, que é uma releitura do Danilo Beyruth à respeito do personagem do Maurício de Sousa.

Dessas duas, comprei apenas Astronauta. Não tive tempo pra ler ainda, mas dei algumas folheadas e achei de muito boa qualidade. Não me arrependo da compra.

Junto a ela trouxe Monstros do Gustavo Duarte, uma magnífica Graphic Novel, trabalhada sem o uso de textos, apenas utilizando da ilustração. Fantástica.

Pagando por Sexo do Chester Brown. Essa me despertou grande interesse, até porque o Crumb faz a introdução evidenciando muitas características que me agradam bastante em hqs.

Os outros itens são para completar coleções ou resgatar coisas que não consegui pegar a tempo, como as três primeiras edições de Dragon Ball da Panini.

Em breve vou escrever com mais profundidade sobre algumas dessas compras, mas não todas. Podem esperar por Pagando por Sexo e Monstros com certeza.

Depois das compras, a fila. Essa sim demorou. Por sorte, um cara já tinha lido Pagando por Sexo e veio conversar, então tudo acabou passando até que rápido.

O resto do tempo foi gasto com estandes de bugigangas e conhecidos, bate papo, alimentação, algumas fotos e apreciação dos trabalhos amadores (e concurso de Gangnam Style). No final das contas, eu fui pra entrar, comprar e sair. Acabei ficando das 11hrs até as 20hrs.

Repito que o evento não é ruim, mas não é surpreendente também.
Vale a pena fazer uma listinha, ir ao evento e comprar algumas coisas mais baratas, nem que seja pra completar coleções.

Alguém mais foi?

Isso também pode lhe interessar

Senhor Coruja

Adoro cinema e não consigo escolher o filme da minha vida. Me tornei viciado em séries quando conheci Friends, já bem tarde. Leitor esporádico de mangás, hqs e livros. Sou ligado a tecnologia, tal qual Lain. E se existe algo entre Old School e Tempos Atuais, esse sou eu.Tempos Modernos, talvez.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.