AssistindoMiscelâneaReflexões & Opiniões

Um papo sobre TV por Assinatura

Canais, receptores, preços, concorrência e outros baratos…

Alguns meses atrás travei uma batalha com o serviço de TV por Assinatura da minha casa. O resultado foi o cancelamento de um serviço na qual fui cliente por 5 anos e a contratação do serviço por parte de uma empresa concorrente. Colocando nomes nos bois, dei um pontapé na Sky e contratei os serviços da Claro TV, que no passado era conhecido como “Via Embratel”. Passados dois meses, não poderia estar mais satisfeito com tal decisão.

Minhas insatisfações para com a Sky não brotaram na terra da noite para o dia. Foi algo crescendo e irritando aos poucos, cada vez mais. Mas antes disso preciso explicar que eu era um dos antigos (e hoje raros) clientes do serviço Sky+. O diferencial desse serviço, para sua época, era o receptor que trazia um HDD interno que permitia a gravação de programas. E por muitos anos esse foi o diferencial que pra mim fazia toda a diferença, afinal, ter uma TV por assinatura e não ter a opção de gravar o que quiser e ver quando quiser não é algo que eu pagaria para ter hoje em dia.

Eu não sou mais escravo da TV. Talvez a geração mais nova não entenda direito o que isso quer dizer. Eu vim de uma geração onde programas tinham hora certa pra passar na TV. Ou você sentava em frente a televisão pra ver na hora exata ou ficava sem ver. Seu mundo tinha que parar por completo se você quissesse acompanhar um série ou desenho. Tempos onde fitas VHS eram só pra filmes e só o que a sua locadora de bairro podia comprar. Internet para baixar séries? Só nos seus sonhos. Foram tempos sombrios que nunca mais retornarão pra sua sorte.

Então não vejo razões para assinar um serviço de TV Paga se não posso ver o que quiser e quando quiser. Até porque alguns programas tem horários realmente malucos e inviáveis para qualquer adulto com uma rotina normal de trabalho ou um jovem com horários de escola. Fora o bloco do horário nobre, onde programos bons competem entre si na mesma faixa de horário por minha atenção. Lá fora (âmbito internacional) é totalmente normal aparelhos que gravem programas dos canais de TV, enquanto aqui no Brasil esse hábito é algo que ainda não é bem difundido entre a população.

Enfim, encurtando um pouco a epopéia, muitos serviços de TV por Assinatura no Brasil atualmente não possuem um serviço decente de gravação de programação. Tem algumas empresas que oferecem o serviço nos pacotes mais caros e tem empresas que não possuem qualquer tipo de receptor com tal opção. A Vivo TV, por exemplo, no atendimento por telefone na ocasião me informou que no passado tinha receptores que gravavam, mas que atualmente esse serviço não estaria mais a venda (o que por si só é bizarro). A NET foi outra que procurei informações e só tinha nos pacotes mais salgados de HDTV, porém nem cheguei a pesquisar preços, pois de toda a forma na rua da minha casa ainda não havia cabos da NET que pudessem oferecer o serviço, tanto de TV quanto de Banda Larga (a NET era uma das minhas opções prediletas até então). Ah e antes que alguém pense em GVT, ela está longe de aparecer por aqui em Jacareí (interior de São Paulo). Foi aí que sem querer, encontrei a Claro TV (que nem sabia que existia até então).

Voltando as insatisfações. Meu contrato (de adesão) com a Sky tinha algumas coisas ridículas. Por exemplo, por ser cliente do Sky+ obrigatoriamente tinha sempre que ser assinante de um combo de pacotes (que por sua natureza são mais caros do que os pacotes básicos e mais singelos). Briguei muito com a Sky para conseguir quebrar esse vínculo de combos. Não adianta o serviço ser bom, se estou pagando mais do que acho devido pelo mesmo. Meu dinheiro não é capim. Preço foi o primeiro fator então.

Depois de muito bate boca no atendimento por telefone (que por sinal ficou horrível de uns 2 anos pra cá, pela lentidão em conseguir ser atendido), acabei ganhando descontos, um combo menos oneroso e alguns meses de TV por Assinatura de graça. Isso foi no final de 2011. Depois desse período a coisa voltou a ficar oneroso novamente. Estava pagando taxa para que usasse o recuros de gravação, o que por si só é um absurdo já que o aparelho faz isso por conta própria, ponto adicional que já havia cancelado há um ano atrás (e segundo a Anatel, os serviços de TV por assinatura não deveriam ficar cobrando por isso) e estava num pacote que mal tinha canais disponíveis (tinha mais ou menos apenas 1/3 dos canais que a empresa tinha no catálogo). Chegava quase a cem reais mensais. Não parece muito, né? Calma que vou chegar na Claro TV e em tudo que tenho nela atualmente e o quanto estou pagando.

Outro grande mal da Sky que vinha notando nestes últimos anos é a falta de inclusão de novos canais SD e o abandono para com os clientes que possuem apenas receptores de canais SD (Standard Definiton). Forçando-os assim a migrarem para os receptores HDTV e seus pacotes caríssimos. Cheguei a fazer o orçamento uma vez com o atendimento para quanto minha mensalidade iria se migrasse pra esse serviço e o valor na época chegaria a ser o dobro do que estava pagando (e nessa época eu pagava mais e tinha todos os canais SD). Nem em sonho pago por um serviço de canais HDTV que não possuem qualquer diferencial dos canais SD, exceto a imagem melhor. Qualidade de imagem tem que ser uma obrigação e não um serviço a ser cobrado ao cliente.

E o portofólio da Sky hoje em dia deixa muito a desejar em canais SD. I-Sat, TBS, Bem Simples, Discovery Turbo, Nick Jr., Disney Junior e Tooncast são alguns dos canais que assinantes da Sky não possuem. Fora que há os canais que a Sky só lançou em HD e em outras operadoras eles também são ofertados tanto em HD quanto SD como: Off, +Globosat, BIS Multishow, Bio. – The Biography Channel e o Gloob. Até não veria problema com esses canais exclusivamente em HDs se o valor ofertado pelos pacotes HDTV não fossem o absurdo que são atualmente.

Então colocando todos esses fatores na ponta do papel acabou que decidi de vez chutar o balde e migrar de vez para um serviço que oferecesse melhores opções, tanto de canais quanto de valores mensais para meu caso. Muitos dizem que a Sky é o melhor serviço de TV por Assinatura do país, que a imagem é impecável, os aparelhos de alta tecnologia, o atendimento é sempre preciso e eficaz. Não nego a qualidade da Sky e a força que ela tem no país, mas eu acho que eles estão fazendo umas jogadas muito discutíveis nesses últimos anos.

Enquanto as empresas estão correndo pra oferecer serviços de telefonia, internet e TV a Sky continua só na TV (com a promessa de internet 4G num futuro). Continua sendo uma das empresas com os pacotes mais caros do mercado e não espero que a banda larga 4G dela seja barato. O atendimento por telefone perdeu qualidade. Me lembro de quando ligava pra lá e era atendido prontamente. No últimos meses antes do cancelamento era sempre um parto conseguir falar lá. Atendimento eletrônico lesado, isso quando ligava e simplesmente dava ocupado ou não dava linha (dada o congestionamento de chamadas acredito). A impresão que tenho é que a Sky não conseguiu se tornar tão multiplataforma como suas concorrentes. Não é surpresa pra mim ver muita gente mudando pra outras empresas que possuem preços melhores e mais opções de serviço. A Sky ainda é forte por aqui, mas me pergunto até quando isso vai durar.

Para terminar, nestas andanças que fiz pela internet, estudando preços e ofertas, foi que encontrei sem querer um site da Claro que fazia uma propaganda pra um serviço de TV por Assinatura. Logo de cara desconfiei da qualidade ou até mesmo se teria tudo aquilo que estava buscando. Mas bastou alguns minutos no Google para descobrir que a Claro TV na verdade era a antiga Via Embratel, uma empresa que conheço de longa data e não tinha muito do que reclamar. Muda o nome, mas o tempo de mercado permanece. Só estranhei o fato de não ter muito marketing aqui na minha região pelo serviço. Achei que nem teria por aqui, mas bastou uma ligação no 0800 e fiquei mais de satisfeito com as informações que recebi.

A príncipio nem me interessei pelos pacotes HDTV, por tudo aquilo que comentei mais acima. Os receptores SD na Claro TV tinham um recurso chamado PenVR (ou algo assim) e que bastava um pendrive para gravação da programação. Pra mim era mais do que o sufiente. Além de todos os canais que não tinham na Sky (em especial o Tooncast). Se tivesse optado pelo receptor SD acabaria pagando praticamente a mesma coisa que estava pagando na Sky, mas com mais canais e me livraria daquela dor de cabeça de ficar ligando pra reclamar de combos e taxas adicionais. Porém pedi para  a atendente da Claro TV esperar um dia, pois iria colocar no papel todos os preços e pacotes do serviço e ver o que valeria a pena pra mim. Fiz muito bem em não assinar direto na afobação do momento (de me ver livre da Sky). Acabei descobrindo que o receptor HDTV da Claro TV vinha com HDD interno, com o mesmo espaço e horas que tinha na Sky+, e que o preço não seria tão alto como pensei.

Acabei assinando um pacote chamado Família HD, que contém todos os canais SD do catálogo do serviço, mais todos os Canais HD que a Claro TV teria, exceto os Telecine e HBO (que sempre são vendidos em pacotes a parte em qualquer empresa) e, é claro, com o receptor HDTV que não precisaria das maracutais de pendrive do receptor SD. O preço ficou por R$ 120 mensais. Preço justo, na minha opinião, pela quantidade de canais ofertados e por todo o recurso que receptor oferece. Ainda levei 8 meses na faixa com dois canais HBO, e o receptor de módulo para canais HD da TV aberta (o que na minha região não tem muitas opções, só Band HD e Globo HD).

Já estou há dois meses então na Claro TV, com muito mais canais para assistir, sendo que na Sky estava pagando quase R$ 100 por meia dúzia de canais (quase tudo estava travado), com um receptor com recursos de gravação que são bem melhores do que o antigo Sky+. Esse receptor da Claro TV permite que eu programe horarios (ao invés de programas) de gravação regulares (diários, semanais ou finais de semana) e na qual posso nomear esse agendamento da forma que quiser e guardá-los em pastas separadas das gravações randomicas, facilitando o acesso. Por exemplo, atualmente ando gravando diariamente os episódios da Liga Laranja de Pokémon, que passa todos os dias no Tooncast. Eles ficam separados numa única pasta no receptor, e mesmo que o guia eletrônico do menu dê problemas, como o agendamento é feito por horário, o receptor grava sem dar problema. Não sei informar se o receptores de HDTV da Sky atualmente possuem essas opções de gravações (creio que sim), pois a minha experiência era com o antigo Sky+, mas fiquei muito contente com as opções do receptor HDTV da Claro TV. Superaram as minhas expectativas.

Admito que assinei esperando um serviço bem inferior ao da Sky, com menus feios, imagens de qualidade duvidosa, gravações mais limitadas. Mas o que encontrei foi algo acima do esperado. O menu eletrônico é muito estiloso, deixando sempre uma tela exibindo o canal em que você está assistindo (coisa que não tinha no Sky+). A imagem dos canais SD não é de todo ruim, mas como meu receptor agora é HDTV, parece que eles sofrem um pequeno upscale, ao menos em relação a um receptor SD. O sistema de gravação até o momento não me deixou na mão e é muito bem estruturado.

A única coisa que vejo reclamação na Claro TV é em relação a falta de opção de mudar áudio e legendas em alguns canais. Na Sky tinha alguns canais que dava pra tirar a dublagem e colocar o audio original com legenda. Na Claro TV existe isso no controle, mas poucos canais dão o suporte apropriado. Vi alguns notícias na web dizendo que a Claro TV tem a intenção de melhorar esse serviço, mas ainda está longe do ideial. Outra reclamação comum dos assinantes do serviço seria com relação a poucas opções de canais HD. Enquanto a Sky já anda com mais de 30 canais HD, a Claro TV estava com apenas 15 canais. E isso melhorou a parti de ontem (04/dez), já que 06 novos canais HD entraram na Claro TV: Sony HD, Discovery Channel HD, The History Channel HD, AXN HD, Telecine Touch HD e Telecine Fun HD. Já deu uma melhorada, mas ainda gostaria de ver versões de canais como Nickelodeon e Megapix em HD que já existem na concorrência por aí.

Mas essa corrida por canais HD ainda tem muito que percorrer. Não vejo porque ter pressa logo em ter canais HD, sendo que muitos são apenas simulcast, ou seja, exibem os mesmo programas que os canais SD. No dia que os canais HD tiverem programas únicos e exclusivos, aí sim será outra história. Acho que enquanto são apenas simulcast não tem porque ter pressa em ter tudo de uma vez. Eventualmente todas as empresas vão acabar tendo esses canais. A única coisa que me admira é que o Cartoon Network, um dos maiores canais da TV por Assinatura, até hoje não tenha se esforçado pra lançar a sua versão em HD aqui no Brasil. Nickelodeon e Disney já estão com simulcast em HD. Demorou por um Cartoon Network HD.

Cadê você, Cartoon Network HD? Vem logo pro Brasil!

Enfim, é isso. Acho que TV por Assinatura é algo legal de se ter (se você tem condições). Tudo bem que hoje em dia existem serviços como Netflix e Crunchyroll que estão crescendo e mudando novamente a forma de ver TV (e custam uma merreca por mês). Tudo bem que exista a internet e seus torrents e legendas pontuais de tudo quanto é programa internacional (menos do Reality Show Top Chef, que é muito bacana e acabo vendo no canal Sony por conta disso). Mas não consigo ficar sem a TV Paga porque ela oferece uma quantidade enorme de programas que nunca descobriria pela internet, em especial alguns desenhos animados, programas de variedades e filmes antigos. É verdade que ela também apresenta muitos problemas que já se enraizaram no serviço, tais como reprises incansáveis, atrasos na exibição de programas em relação a internet/exibição internacional, além do alto preço que os pacotes melhores custam. Porém esse é um período onde mudanças estão sendo feitas, seja na qualidade da imagem, nas opções de aúdio e legendas, na transmissão mais ágil de programas lá de fora (The Walking Dead na Fox é mais rápido que que a minha disposição pra baixar no torrent e ver na TV – via Xbox 360 –  no final de semana de exibição do episódio americano). Canais como Tooncast são uma memória viva da minha infância. Ou seja, ainda há alguns benefícios que me agradam em ter esse tipo de opção em casa. Mas é preciso ficar de olho pra não acabar pagando mais do que deveria pagar por esse tipo de serviço. Eu cheguei no meu limite com a Sky e mudei pra Claro TV. Acontece.

E deixo o espaço dos comentários em aberto para vocês comentarem se possuem TV por Assinatura, quanto pagam e o que a sua assinatura lhe oferece. Acha justo o quanto paga? Sente falta de canais que não tem no pacote ou no serviço? Possuem sistema de gravação no receptor? Assim como eu, você também acha que esse é um recurso que faz toda a diferença quando se fala em TV Paga?

 

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios