Livro | O Pequeno Príncipe (Impressões)

Toda Majestade da Pureza de um Menino

Em tempos em que a literatura tida como “Autoajuda” domina as vendas de livros, com títulos prometendo revelar os “segredos mais secretos jamais relevados” para te tornar uma pessoa mais feliz, mais rica, mais inteligente, mais interessante, mais magra, mais respeitada, mais bonita, mais calma, e tudo isso em 10 passos, é um livrozinho fino com uma capa de desenho simples, considerado literatura “infantil” que possui as “dicas” para te tornar um ser humano melhor, esse livro se chama “O Pequeno Príncipe”.

O livro foi escrito pelo francês Antoine de Saint-Exupéry (tente dizer esse nome com a boca cheia de paçoca) em 1943, sendo assim, há exatos 70 anos, e se tornou uma das obras mais vendidas e elogiadas de todos os tempos.

Apesar de hoje ele ser vendido até em prateleiras de Supermercado, tentando tirar um pouco o seu brilho, não se engane, pois esse livro possui um valor inestimável para a humanidade e a magia contida em suas poucas páginas pode ajudar a melhorar o mundo, desde que seja compreendida e aplicada.

O livro possui um conceito de filosofia simples e pura de um menino contrastando com a ignorância complicada e sem sentido dos adultos, transmitindo uma informação de que vamos perdendo valores conforme nos tornamos adultos. Algo como se o seu “eu” com 7 anos de idade estivesse batendo na sua porta para verificar quem você se tornou. Será que ele se orgulharia?

Em determinados momentos você pode sentir que o livro está ficando um pouco difícil de ser digerido, está ficando pesado, mas nesse momento se você refletir, perceberá que o problema não é livro e sim você, ou melhor, aquilo que você se tornou.

Diferente dos populares livros de “Autoajuda” e suas soluções incríveis, “O Pequeno Príncipe” dever ser considerado um livro de “Auto avaliação”, pois é isso que ele oferece, um livro para ser lido, relido e refletido, um livro para se definir se o que você busca na vida é “Valor” ou “Riqueza”.

Tentei falar ao máximo sobre o livro sem soltar nenhum Spoiler sobre o enredo, para que você que ainda não leu, possa degustar todo o livro em sua essência, sem nenhuma informação recebida de outra pessoa, para que cada um possa fazer as análises e reflexões que melhor se encaixam em sua própria vida.

E pra todos que já leram, creio que nunca é demais voltar a visitar esse velho amigo.

Boa Leitura a Todos.

“Todo homem traz dentro de si o menino que foi” – Antoine de Saint-Exupéry

Tags from the story
More from Gustavo Grangeiro

Jogando Xadrez no Celular

The King of  Chess Praticamente todos nós aqui do Portallos já publicamos...
Read More