Jogando

Nostalgia N64 #03 – Pokémon Stadium 1 e 2

Pokémon Stadium, eu escolho você!!!

Pokemon-Stadium-02

Olá pessoal!

Continuando nossa série de posts relembrando os maiores clássicos do Nintendo 64, hoje falaremos sobre a franquia Pokémon Stadium.

Depois do grande sucesso de Pokémon no Game Boy era natural se pensar que teríamos um jogo da série em 3D, mas o primeiro jogo dos monstrinhos em 3D para o Nintendo 64 foi Pokémon Snap, game em que você tirava fotos dos Pokémons ao invés de capturá-los e colocá-los para batalhar, algo até mais politicamente correto, que gerou um game até divertido, mas que ainda não era o que os fãs queriam.

Mas para alegria geral da nação Pokémaníaca que estava em seu auge naquela época, em 6 de março de 2000 foi lançado para Nintendo 64 o primeiro Pokémon Stadium, game que simulava com perfeição as batalhas do Game Boy e com belos gráficos para época, ainda que frustrasse um pouco por não conter um modo história e captura de Pokémons como o jogo de Game Boy.

Nessa época Pokémon era exibido no programa da Eliana com uma audiência estrondosa e eram raríssimas as crianças que não assistiam. Tive a sorte de ter um N64 muito cedo, um pai nintendista e assim ganhei o Pokémon Stadium 1.

Acordava 7 da manhã no sábado e começava a jogar, só parava para assistir alguns desenhos clássicos tipo Fly, Dragon Ball e Mega Man, mas o resto do dia era jogando Pokémon Stadium. Quando não estava vencendo os inúmeros desafios nas batalhas de GYM ou contra a Elite 4, estava nos minigames extremamente viciantes e “bonitinhos” para uma criança. A música de seleção de minigames (Kid’s Club) é clássica até hoje com as criancinhas gritando ao escolher um dos joguinhos. Aliás, tanto os minigames do Pokémon Stadium 1, quanto do 2 são extremamente viciantes até hoje, imagine então para uma criança… Que infância divertida!!!

Para piorar a reclusão em casa, foi lançado no ano de 2001, Pokémon Stadium 2, trazendo consigo os Pokémons da série clássica somados ao “novos” Pokémons da série Gold/Silver/Crystal (a minha preferida até hoje). Nesse segundo game da franquia eu utilizava um acessório chamado Transfer Pak (que vinha com o primeiro jogo), onde eu poderia utilizar meus Pokémons treinados no jogo do Game Boy (no meu caso Pokémon Yellow) nas batalhas do Pokémon Stadium 2, ou seja, eu pegava meu Pokés treinados na versão gráficos 8 Bits e utilizava nas batalhas 3D, o que era demais!!!

O Transfer Pak também permitia que eu jogasse Pokémon Yellow na TV e com velocidade acelerada, assim podendo upar os Pokés mais rápido e transferí-los para o cartucho do N64.

Logicamente minha imaginação voava, eu montava times temáticos sempre, como o clássico time do Ash com Pikachu, Charizard, Bulbasaur, Squirtle, Butterfree e Pidgeot (podendo entrar o Tauros, Kingler, Snorlax, Lapras, etc) já cheguei a montar um time com os “dragões” da época: Dragonite, Dragonair, Aerodactyl, Charizard, Tyranitar, Mewtwo (WTF???), etc. Também testei o time “Gold/Silver” do Ash com Pikachu, Cyndaquil, Heracross, Totodile, Chikorita (e evoluções), Noctowl, etc.

Também testei jogar com todos lendários da época, sendo que o Lugia se destacava muito, sua combinação de ataques é devastadora, ainda acho até hoje um Pokémon muito apelão, assim como o Mewtwo.

pokemon-stadium-transfer-pak

Um detalhe muito interessante é que os líderes de ginásio dos dois Pokémon Stadium não utilizavam necessariamente os mesmos times do jogo de Game Boy, além de mudarem esses times conforme você avançava nas diferentes dificuldades do game. Algumas lutas eram verdadeiros desafios de querer quebrar o controle e o jogo, mas joguei tanto esses games que zerei os dois algumas vezes.

Se você não tinha nenhuma versão de Pokémon para Game Boy poderia jogar com os Pokémons Rental ou Pokémons Alugados que já vinham com golpes pré determinados, mas que em geral eram um pouquinho mais fracos que os Pokémons “importados” dos games para os portáteis da Nintendo.

São tantos detalhes que até esqueci de mencionar que o narrador, apesar de um pouco repetitivo, era bastante empolgante e dava uma emoção a mais nas batalhas que geravam uma tensão muito grande.

Talvez o ritmo do game seja um pouco lento se compararmos com os moldes dos jogos atuais, ainda mais por se tratar basicamente de um RPG por turnos, mas na minha visão se você é fã da franquia Pokémon, estes games valem a pena serem jogados até hoje pois contém alto fator replay, alto desafio e muita diversão.

E aí, você jogou Pokémon Stadium 1 e 2? Quais eram seus times de Pokémons preferidos? Chegou a jogar o jogo do Game Boy na tela da TV através do Transfer Pak assim como eu? Qual era seu minigame preferido? 

Se você for fã da série assim como eu, deixe seu comentário e vamos bater um papo sobre esses games e sobre aquela época…

Até a próxima!

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Rafael Gaara

Apaixonado por blogs, cinema, games, séries, músicas, animes e mangás, não necessariamente nessa ordem! The GodFather, Final Fantasy X, Pokémon Yellow, The Legend of Zelda, Atari, Berserk, Code Geass, One Piece, entre outros, moldaram meu corpo, minha mente e meu espirito.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.