JogandoLendoMiscelânea

Virando o mês… #0001


poucas emoções em abril…

Saudações caros leitores.

Cá estou novamente, testando um pensamento. A verdade é que não há pauta preparada para esta postagem, sendo a minha intenção apenas escrever alguns rápidos pensamentos, que talvez com o tempo e oportunidade possam se tornar ponto de ignição para futuros textos.

Ando com a impressão de que a internet como meio de entretenimento/notícias andou meio devagar nestas últimas semanas de abril, ao menos nos locais que frequento cotidianamente. E quando digo isso me refiro a grandes notícias, grandes revelações, grandes surpresas na área de games, TV e até mesmo comics.

Parte disso é normal dessa época do ano, afinal estamos muito próximos da E3 – Electronic Entertainment Expo – que chega no início de junho e promete esquentar um pouco a mal iniciada oitava geração de consoles. Maio também é o mês em que os grandes canais de TV nos Estados Unidos reservam para anunciar a grade para a temporada 2014/2015, oficializando quais séries foram renovadas e quais foram canceladas. Fora que muitas séries terminam suas temporadas entre maio e junho. Enfim, sempre tenho a impressão de que abril é um mês meio parado mesmo.

Claro que algumas coisas sem muito impacto surgiram aqui e ali, mas nada que despertasse a minha profunda curiosidade. O mês de abril teve alguma notícia de impacto para vocês? Se sim, deixe aí nos comentários. Poderia citar a Microsoft brincando num aterro da Atari no Novo México ou seu comunicado das séries que estará produzindo para a plataforma Xbox, mas o que foi apresentado até então foi algo bem… superficial. Tem o anúncio oficial do filme da Liga da Justiça, mas é difícil ficar gerando expectativa com tamanha antecipação sendo que nem mesmo o filme do Superman/Batman ainda provou que será algo bem feito e não vão cagar tudo como fizeram com o Lanterna Verde.

Aí resolvi comentar um pouco o que andei fazendo ao longo desse mês, enquanto não estava aqui blogando qualquer coisa:

* Terminei há poucos dias Assassin’s Creed Brotherhood. Aí alguém diz: “Caraca, como assim tu só terminou essa velharia agora?”. Pois é, a franquia AC sempre foi problemática pra mim. Só terminei ACII ano passado. Jogo devagar demais e sempre perco tempo demais nas coisas secundárias. Agora preciso começar Revelations, e já estão aqui na prateleira o ACIII – que todos dizem ser horrendo – e AC Black Flag (Xone). Pressa pra quê?

* Também finalizei Rayman Legends na versão do Xbox One. E que delícia ficou esse Rayman, não? Esse jogo é a prova real de que o gênero plataforma 2D está longe de parecer ultrapassado ou xarope. Gráficos absurdamente lindos, jogabilidade precisa e fluida e diversidade entre fases e ritmo constante de desafio, com a aventura podendo ser jogado de forma não linear – você pula mundos, fases, joga desafios, fases clássicas de Origins no seu próprio ritmo, sem seguir uma única linearidade absoluta. E as fases musicais então? Não dá para descrever em palavras quão fantásticas elas são e como ficou insano as versões 8-bits que são destravadas após o término do game.

* Voltei a ler a fase Os Novos 52 da DC Comics, depois de meses lendo apenas mangás e quadrinhos Disney, bateu uma saudade das aventuras de super-heróis. Só que estou atrasadíssimo na leitura, dando uma olhada na rodada 5 dessa fase (atualmente Os Novos 52 estão lá nos EUA no 30º mês/rodada). O estímulo de voltar a ler foi saber que lá fora a DC voltou com a ideia de uma publicação semanal (Batman Eternal) e que vai rolar uma saga que se passará 5 anos no futuro da atual cronologia (The New 52: Future End). Também ando afim de voltar a ler Homem Aranha que parei de ler anos atrás…

* Pow finalmente parei no Cartoon Network e consegui assistir alguns episódios do Titio Avô e mantenho as impressões que escrevi no blog nesse texto aqui. Vi muita gente dizendo que depois de alguns episódios do show fica a impressão de ser algo muito boboca e sem graça e que não poderia ser comparada com programas como Hora de Aventura e Apenas um Show. Preciso dizer que discordo totalmente de quem teve essa impressão. Respeito tais opiniões, mas continuo com a impressão de que Titio Avô é uma produção no mesmo ritmo e química dos programas de sucesso atual do canal, apresentando doses absurdas de surrealismo e piadas e situações toscas que moldam o humor das produções originais do CN. Então, a minha impressão inicial do show não mudou depois de ver mais episódios. Boas piadas, situações nonsense e até coisas absurdas, no nível do personagem aparecendo sem cores, dizendo para as crianças colorirem ele e depois dizendo que não ficou bom e pedindo para pegar o “martelo de apagar” (ou algo assim) e atirando contra a tela da TV.

* Apesar de não comentar ou ficar atiçando a situação atual do blog, que anda sem colaboradores e com um ritmo de conteúdo muito baixo para os padrões na qual gostaria de ter, estou sempre preocupado e pensando nos rumos do Portallos. Já comentei algumas vezes por aqui que estou cursando um básico de Web Design porque sempre tive vontade de entender melhor os bastidores da configuração de um site/blog e sempre fui dependente demais de ajuda externa para poder ditar rumos estéticos e até mesmo práticos do blog. Ficar sozinho cuidando dele é até uma missão pessoal na qual acredito que preciso passar. E esse mês comecei a aprender o básico do básico da linguagem de HTML no curso, depois de meses mexendo apenas em programas de edição de imagem (algo que já entendia o básico), finalmente o curso entrou no que realmente quero aprender: linguagem de programação. Com essa injeção de aprendizado, tive várias ideias para o Portallos 3.0, em relação a formato e layout. Mas é um projeto que só devo levar a sério para 2015 mesmo. Ainda há muitos outros módulos (CSS, PHP, Javascript etc) que devo encarar no curso antes de sair botando o dedo. Mas que fiquei mais empolgado em renovar as coisas por aqui depois disso, realmente fiquei. Enquanto o blog continuar sendo um hobby e passatempo, é algo que posso sonhar e não ter a menor pressa.

Enfim… até tinha outras coisas a serem mencionadas, mas já deu o tempo aqui. A vida chama. Agora passo a vez para vocês. O que andaram fazendo ao longo desse mês de abril?

É isso!

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.