AssistindoJapãoJogando

1997-1999 | A primeira jornada Pokémon de Ash está no Netflix!

Chega a ser assustador pensar que o Ash está perigosamente quase próximo de estar há vinte anos na TV tentando se tornar um mestre pokémon. E ele nunca ganha uma maldita Liga, independente de quantas regiões surgem no planeta expansivo na qual ele vive. Enfim, para a alegria de muitos adultos nostálgicos e da galeria mais nova que nunca teve contato com a série clássica, o Pokémon de 1997 chegou agora em setembro ao Netflix! 101 episódios empoeirados com a primeira geração de pocket monsters!

É curioso que há alguns anos, acho que uns três ou quatro anos atrás, comecei a reassistir todas as temporadas desse antigo Pokémon. Peguei a fase na qual o Tooncast, canal de desenhos antigos da TV por assinatura, havia começado a exibir diariamente desde o começo o animê. Eu sei que fiquei por mais de um ano acompanhando. Chegou um ponto que não aguentei mais, é verdade, foi uma overdose muito grande acompanhar o Ash diariamente, ainda que fosse 20 minutinhos por dia.

E até gosto desse começo, com a primeira e segunda geração de pokémons. Pra mim o animê realmente fica horrível quando começa a terceira geração, na qual aqueles personagens May e Max surgem. Realmente é uma fase na qual Pokémon parou de ser interessante pra mim. Mais a frente, quando entra a Dawn e a série entra na quarta geração a coisa melhora um pouco. Mas no geral, pokémon é algo que infelizmente com o tempo vai ficando chato justamente pela quantidade massiva de personagens e falta de amadurecimento da série. E olha que de tudo isso, eu ainda gostei da primeira fase de Pokémon Black & White, quando tudo acabou quase sendo rebootado. Já essa nova série X/Y do pouco que vi, nada curti, porém pra ser justo eu deveria ver ela com mais calma e de forma cronológica.

Enfim, clássico é clássico, afinal quem nunca ouvi a clássica música de abertura do primeiro ano do animê!

E vale a pena ver esse animê de 1997?

Um dos grandes riscos de assistir algo tão velho, datado de outros tempos, é arruinar completamente a sua memória afetiva. Eu fiz isso alguns anos atrás com Os Smurfs. Vi alguns episódios no Gloob e não me lembrava de ser tão sonolento (sim, eu acabei dormindo assistindo, hahaha). E olha que tinha um carinho pelos Smurfs…

Porém e esse Pokémon? Bem, eu assisti e não é ruim quanto achei que seria. Admito que nesse caso o saudosismo ajuda e muito a engolir vários episódios ruins. Fora que é bacana relembrar de Charmander, Squirtle e Bulbasaur. Porém os melhores episódios são sem dúvida alguma aqueles de competições e campeonatos. Pokémon até hoje tem muitos episódios de encheção de linguiça, com Ash e amigos perdidos no meio da floresta, conhecendos coadjuvantes desinteressantes e brigando sempre da mesma forma com a Equipe Rocket. Isso realmente cansa bastante na série clássica. E bem, estando na Netflix, é válido pular os episódios mais chatos e irrelevantes.

Enfim, dá para rever sim. Sem medo. Quanto as novas audiências, a galerinha mais nova, eu também me questiono se terão saco para ver algo bem velho, com um ritmo bem diferente dos animês e desenhos de hoje em dia. Fãs de pokémon talvez ainda curtam, mas quem não tem muito contato com a franquia corre o risco de achar um porre. É difícil adivinhar nesse caso.

pokemon-season-1

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.