Jogando

Entre realidade aumentada e smartphones, surge Pokémon Go!

Holy crap! Depois de assistir o trailer acima, precisei parar, fechar os olhos e respirar fundo para conseguir oxigenar o cérebro e acalmar o coração. O que diabos é isso que a Nintendo acabou de anunciar? Pokémon Go é um dos primeiros projetos da empresa no mundo dos smartphones (e tablets imagino), totalmente fora de um console próprio. Não que a empresa não tenha dado um jeitinho de enfiar um acessório no meio disso tudo…

Pokémon Go parece uma brincadeira com realidade aumentada. Quem viu o que o Nintendo 3DS fazia com as AR Cards pode imaginar o quão incrível isso é possível de acontecer em determinados tipos de celulares e tablets (será que todos conseguem simular esse tipo de realidade virtual? No mais, fica óbvio que o trailer romantiza ao máximo o conceito do que pode vir a ser Pokémon Go. Nesse ponto você gostaria que os hologramas já estivessem inseridos na sociedade e nos devices portáteis, né?

Eu apenas não sei se toparia essa experiência estranha de sair pelas ruas do bairro caçando Pokémons através da tela do meu celular. Mais bizarro ainda se tiver que chacoalhar o celular tal como fazia com o Wiimote no Wii pela rua tentando “jogar uma pokémon invisível”. Aí não. Vou torcer para não ser assim.

Imagino que com adolescentes isso vá ser um sucesso, ao menos em determinados mercados do mundo. Aqui no Brasil onde tudo é caro, não imagino o quanto esse pin device em uma forma de “gota pokébola” vai acabar custando ao consumidor final. Ainda mais sabendo que a Nintendo continua sem representação no país. O preço oficial do aparelhinho não foi anunciado, mas se os amiibos que lá fora custam a merreca de 12 dólares e aqui estão na faixa dos 120 reais… ao menos o app Pokémon Go será gratuito, com a possibilidade de gastar dinheiro real em itens dentro do game – que não foram revelados o que seria.

pokemon-go-plus-device

Enfim, achei a proposta incrível. Num mundo onde eu fosse mais jovem, estaria pulando de empolgação. Hoje, velho e rabugento, sei que não é um produto pra mim, ainda que admita ter ficado com vontade de testar e ver qualé da proposta. Pokémon Go será lançado em algum momento de 2016, não ficou claro se mundialmente entretanto. Pensando que o Pokémon GO Plus (o nome desse acessório acima) vai precisar chegar em alguns mercados, acho que não vai ser tão fácil assim um lançamento mundial.

Estão envolvidos no projeto o criador do Google Earth, John Hanke, além do Junichi Masuda, diretor dos games da franquia Pokémon, que ficará encarregado de tornar o gameplay do game semelhante aos jogos e interessantes na nova tecnologia. E pelo que dá a entender no vídeo que apresenta o game, terá um pouco de tudo que os games possuem: exploração, captura de pokémons, trocas, batalhas de treinadores, eventos públicos com muitos jogadores etc. As apostas parecem altíssimas.

Pra terminar, vale citar a matéria do B9 que também foi recém publicada, na qual eles lembram que essa história de Pokémon e Google e Realidade Aumentada foi meio que uma brincadeira de 1º de abril há algum tempo atrás. E pelo visto não foi tão mentirosa assim.

E agora, você está pronto para esse novo conceito de videogames?

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.