Lendo

Galeria | Destaques das Mensais dos Quadrinhos Disney – Novembro 2015

Mais um mês, mais uma rodada de mensais dos quadrinhos Disney nas bancas. Como recebi as revistas do meu pacote de assinatura próximo segunda quinzenal deste mês, acabei atrasando um pouco a prévia mensal, mas como elas ainda ficarão nas bancas por mais alguns dias até a próxima semana, ainda vale comentar um pouco seus principais destaques!

Acho que nem preciso ressaltar que em novembro a minha mensal predileta acabou ficando com a do Mickey, que dá um bom destaque ao Indiana Pateta. E como sou fã do personagem e sinto falta de aventuras inéditas dele por aqui, não poderia ser diferente. Esse é um personagem que ainda tem muitas histórias antigas, que por sinal são melhores que as atuais, inéditas no Brasil, entretanto aos poucos elas vão saindo no Brasil, algumas inclusive nos especiais temáticos.

Disney Outubro 2015 - 018

Este mês as mensais estão bem… normais. Para não dar qualquer indicação de desgosto, explico: eu gosto da linha e destes quadrinhos, e é claro que quando há histórias especiais a empolgação vai em outro nível, porém quando elas estão normais, elas também me divertem. E sendo franco, não é fácil colocar conteúdos excepcionais todos os meses em seis mensais, especialmente dada as limitações de cada revista, como o número de página das que possuem 52 páginas.

Tio Patinhas, que é um caso à parte, é um bom exemplo do que quero dizer com HQs normais. Há grandes nomes como Pauls Halas, Massimo Fechi, Carlos Mota e Giorgio Cavazzano em novembro, porém nenhuma HQ se sobressai sobre as demais. E as vezes faz falta um diferencial. Foi um mês que por exemplo, senti falta do Marcos Rota na revista.

Porém Pato Donald é um outro exemplo de tradicionalismo, de quase todo mês ser bem semelhante em sua seleção, e ainda assim ela consegue se sobressair em algumas HQs do repertório de cada mês. Fora que foi ótimo encontrar este mês duas excelentes histórias do Arild Midthun na edição, abrindo e fechando a revista!

Disney Outubro 2015 - 040

Há que se fazer justiça a Pateta e Minnie deste mês. Duas mensais que as vezes sinto que os leitores não dão a importância que deveriam. Primeira que Pateta abre a edição com uma HQ desenhada pelo Massimo de Vita, o que é sempre excelente. Em tempos passados, essa seria uma HQ que poderia muito bem abrir uma edição do saudoso Almanaque Disney, sem qualquer dúvida.

Porém em Minnie eu me impressionei bastante com a HQ que abre a edição. Quando é que vemos uma HQ de página dupla em uma revista Disney? Isso é bem raro, e todo o plano de enquadramento da história e dos personagens tem seus lances para fugir do tradicionalismo do formato. Eu não estou habituado com os desenhos do autor dessa HQ, Giampaolo Soldati, porém se ele tiver mais HQs com esse estilo e traço faço meus votos para que seja publicado no Brasil! E além disso, a mensal da ratinha ainda traz uma HQ inédita do Noel Van Horn, que nunca erra a mão em suas histórias. Adoro todas!

Talvez sendo justo, o grande mal as vezes das mensais da Minnie e do Pateta sejam as capas simples, chamadas capas de gags (piadas) que nem sempre faz jus aos grandes nomes e HQs que estão dentro da edição. E imagino que é complicado conseguir capas para os personagens, já que eles não possuem revistas lá fora e já houve diversas vezes que a própria Editora Abril deve que produzir capas inéditas (já faz um tempo em que isso não ocorre, não?), o que é sempre um custo além do previsto.

Disney Outubro 2015 - 025 Disney Outubro 2015 - 026

Por fim, mas não menos importante, há a mensal do Zé Carioca que veja só, pelo segundo mês consecutivo não traz uma HQ inédita em sua edição. Mês passado até tudo bem, pois a revista tinha todo um ar especial ao republicar na íntegra o arco de histórias do Zé na Idade das Pedras, porém aqui em novembro, a mensal do papagaio me pareceu tão… hum… sem charme? Fazendo falta a sua historinha inédita mensal. Perguntei ao Paulo Maffia – Editor das revistas – semana passada e ainda não existe uma data certa para quando as histórias retornam. Que mal, não?

E eu fico mais triste porque não vejo muitos leitores nas comunidades das revistas falando sobre isso. Sentindo essa falta. Eu quero abrir um debate sobre o assunto aqui no site assim que possível, fazendo uma apanhado geral dessa fase na qual a Abril publicou histórias inéditas, sobre a qualidade de algumas e porque aparentemente as pessoas não estão sentido falta delas. Vai pensando um pouco nisso enquanto eu termino de escrever essa reflexão!

Isso encerra esta rápida prévia e comentários sobre as mensais de novembro! Não foi um mês ruim, mas certamente ao longo de 2015 rolaram alguns meses melhores e mais interessantes na seleção de histórias. Sei que eu ganhei o mês com o Indiana Pateta! Mas entendo que talvez as revistas estejam precisando, novamente, de uma reforminha para atrair uma atenção renovada. E não é fácil agora que as outras revistas da linha, como Big e Jumbo, além dos especiais temáticos e dos capa duras, roubando tanto a atenção e audiência. Vou observar os próximos meses com uma maior atenção!

É isso!

Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.