JogandoRapidinhas

Terra-Média: Sombras da Guerra | Revendo o anúncio e descobrindo a cidade de Minas Ithil

Apesar de ter publicado o comunicado oficial do anúncio de Terra-Média: Sombras da Guerra aqui no site, quando o mesmo foi anunciado em 27 de fevereiro, não tive na época a oportunidade de escrever a minha opinião – com base em puro hype, obviamente – a respeito dessa inesperada revelação.

Inesperada porque não era um título que acredito que alguém estivesse esperando para 2017. O jogo foi anunciado e já vai estar disponível esse ano mesmo, mais precisamente em agosto. Uma espera de apenas 6 meses desde a revelação. Isso é raro na atual indústria de games. Mesmo quando a data do anúncio e o lançamento são próximos, o burburinho de que “vai ser lançado ou anunciado algo” começa muito antes, seja como rumor, seja como teaser. E não foi isso que rolou com Sombras da Guerra.

Apesar de que, parando para pensar, dá para racionalizar hoje que devido ao sucesso do primeiro game, Sombras de Mordor, que agradou a crítica especializada e a comunidade no início dessa geração, já meio que era certo de que o game teria uma sequência. A surpresa então é mais pelo silêncio que se passou desde essa constatação até a revelação do novo game.

Enfim, desde 27 de fevereiro, mais algumas novidades surgiram, revelando maiores detalhes de como o game está evoluindo em relação as premissas e bases criadas a partir do primeiro título lançado em 2014. Lembrando que Sombras de Mordor (ou Shadow of Mordor para quem não curte títulos traduzidos) foi um game de transição de gerações de consoles, estando disponível tanto para Xbox 360 e PlayStation 3 quanto Xbox One e PlayStation 4.

Tomando como ponto de partida esse fato significa que agora que Sombras da Guerra estará disponível exclusivamente para a atual geração de consoles o game já não terá as limitações e amarras que precisava ter no primeiro jogo, na qual precisava rodar em consoles que não aguentam o tranco dos títulos da atual geração.

Isso ficou bem claro em 8 de março, quando a Monolith Productions, estúdio que desenvolveu o primeiro game e está cuidando de sua sequência, apresentou o primeiro vídeo de revelação das mecânicas de gameplay de Sombras de Mordor. Um vídeo de 16 minutos, mostrando muito das novidades e da ambição presente na nova campanha.

No vídeo é possível ver que o sistema de inimigos está bem diferente, mais robusto e dinâmico. Com os aliados tornando influência no combate, tornando assim a experiência diferente para cada jogador e seu leque de aliados. Matar ou dominar um rival? Parece ter um peso maior agora. O trailer ainda menciona que aliados podem ser fieis ou eventualmente lhe trair, o que parece ser algo bem interessante.

E a dominação de áreas e fortalezas parece muito mais intensa agora. A sensação é de algo em grande escala. Está bem diferente do primeiro game, na qual o jogador sozinho (basicamente) invadia bases e simplesmente caçava seus líderes de forma mais furtiva. No vídeo o jogador bate à porta do lugar com seu exército e sai atrás dos líderes do lugar, enquanto seu exército faz um estrago com as tropas menores.

Já outro aspecto que dá para ver nesse longo vídeo – assista abaixo se tiver um tempo para ver com atenção, mesma em inglês vale a pena – são as mecânicas de mobilidades do jogador. Escalar em qualquer lugar parece muito mais simples do que já era tranquilo no primeiro game, além disso há muitos novos golpes envolvendo a utilização do anel. Dá para se teletransportar a si mesmo ou trazer inimigos de outros telhados para onde você estiver, matar dois alvos simultaneamente de forma furtiva, pulo duplo (quem diria!) e a desaceleração do tempo ao usar o anel parece bem mais intuitiva aqui. Está incrível.

Também achei bem legal a ideia de que o Overlord que está dominando a fortaleza não é único. Vai depender da campanha individual de cada jogador, sendo que dependendo de quem está no comando da fortaleza acaba determinando o tipo de batalha e a arena que o jogador irá encontrar quando for batalhar contra o mesmo.

Não me parece que os desenvolvedores retiraram nenhuma mecânica do primeiro game. Tudo está de volta, como montarias, movimentos, inimigos, porém a escala do game cresceu. Novos inimigos, mais batalhas, mais golpes, mais tipos de montarias (dragão!), cenários maiores, melhorias na mobilidade, sistema de líderes inimigos aprimorada, um novo e dinâmico sistema de aliados e assim por diante.

Sombras da Guerra tem bastante potencial para vir a se tornar um dos melhores games de 2017, que até o ano passado nem sequer cogitaríamos isso! Eu realmente estou perplexo com o fato do game já estar chegando aos consoles no começo do segundo semestre do ano.

Indo adiante, ontem (12 de abril), a IGN US liberou um novo vídeo do game, com os produtores apresentando e falando um pouco mais de como eles querem representar as batalhas do game, na forma como a trilogia do Peter Jackson impressionou aqueles que foram ver Senhor dos Anéis no cinema. E de quebra revelam que a cidade de Minas Ithil estará presente em Sombras da Guerra.

Dá para ver muito pouco de Minas Ithil no vídeo, mas já é o suficiente para aumentar o hype do game. O visual parece bem fiel ao que foi apresentado pela visão do Peter Jackson na trilogia original, porém eles tomaram o cuidado de que ela fosse funcional em um game de mundo aberto, permitindo ao jogador explorar toda a cidade – já que a experiência cinematográfica dos filmes o telespectador normalmente vivencia um passeio mais controlado, fixo em pontos narrativos.

Há também um papo a respeito da inclusão de um exército formados pela classe dos humanos, na qual o game irá explorar mais essa possibilidade, que era ausente no primeiro título. Afinal o jogador não está lutando apenas por Orcs e outras criaturas estranhas, mas pelos humanos, pelas pessoas do bem. Nada mais justo do que mostrar um pouco mais desse lado humano dentro da trama. Curti.

Para terminar – já me dou por satisfeito ter conseguido extravasar um pouco o hype que estou por este game – recomendo darem uma olhada no site oficial do game, que já está em português (o game será lançado no Brasil localizado). No site tem algumas informações sobre as diversas versões que estarão presentes no lançamento do game e dos conteúdos adicionais já prometidos para cada edição.

Terra-Média: Sombras da Guerra estará disponível a partir de 22 de agosto para PlayStation 4, PC e Xbox One, sendo que este último irá funcionar no sistema de Xbox Play Anywhere, o que significa que quem o adquirir no Xbox One poderá baixá-lo no PC na loja do Windows 10 e vice-versa.

Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.