JogandoRapidinhas

Em busca de uma sequência, Albert & Otto está chegando ao Xbox One e PS4

Gosto de ver indie games que existem apenas no PC chegar nos consoles, independente do tempo em que isso leva ou os motivos pelos quais isso ocorre. Quando mais acessíveis, melhores são as chances do jogo chegar a maiores audiências, essa é a verdade. E com isso, Albert & Otto, desenvolvido pelo estúdio independente K Bros Games, lançado em 2015 no Steam, está chegando esta semana (dia 10) no Xbox One e na próxima semana (dia 16) no PlayStation 4.

E tem mais. Há uma certa honestidade nesse lançamento, pois no comunicado liberado pela Digerati, empresa que em parceria com estúdios indies faz a distribuição global de inúmeros indie games para diversas plataformas, se mencionada o fato de que Albert & Otto surgiu como um projeto que deveria perdurar quatro episódios individuais, mas que infelizmente somente o primeiro conseguiu ganhar vida. Os desenvolvedores esperam que com a chegada do título aos consoles isso possa inviabilizar a produção de uma sequência para a história. O que acho muito legal se vier a ocorrer.

Albert & Otto é um indie game com aquela atmosfera visual similar a Limbo, onde se brinca muito com sombras em um cenário side scrolling, na qual se tem o controle de um garoto em uma aventura em busca de sua irmã. A história se passa em 1939 na Alemanha, ainda que não saiba dizer exatamente qual o contraponto da trama com fatos históricos. No trailer dá para se perceber que é um game com puzzles envolvendo plataformas e até mesmo fuga de um grande lobo. Parece interessante.

No Steam é um game de 10 reais, o que certamente é um preço atraente para quem curte o estilo de jogo. Resta saber por quanto ele chegará aos consoles. Também não está claro se o game tem ou não localização em português, já que essa mesma informação na página do Steam está um tanto contraditória, dizendo que não tem na aba superior, mas no menu lateral diz que tem. Estranho.

É um indie game que parece valer a pena dar uma olhada agora que ele está chegando a novas plataformas. Segundo as informações técnicas, não é um game muito longo, podendo ser vencido em 3 ou 4 horas de jogo e os puzzles envolvem algumas variações entre levitar objetos, escapar de monstros, iluminação de locais escuros e outros com mecanismos e magnetismos. Fiquei curioso.

Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.