JogandoRapidinhas

Ficha Indie | Mutant Year Zero: Road to Eden, dos desenvolvedores The Bearded Ladies

Eis um anúncio interessante realizado esta semana, em quê um trailer cinemático despertou bastante a atenção para um novo jogo de aventura tático em um cenário pós apocalíptico com personagens mutantes, dentro eles humanos e animais antropomorfizados. É o tipo de coisa que desperta a curiosidade, não? Bem vindo a Mutant Year Zero: Road to Eden.

Favorece bastante o fato de que a animação do trailer, que não tem nada de gameplay, é muito bem dirigida e produzida. Se isso fosse uma animação para o cinema com certeza estaria dizendo que iria conferir na telona sem dúvida alguma. Claro que estou velho e calejado nesse mundão dos games. Sei que não é um belo trailer cinemática que vai dar certeza da qualidade de um jogo. Como marketing isso funciona muito bem, mas na prática há mais que precisamos ver.

Os desenvolvedores The Bearded Laids, lá da Suécia, possuem na equipe profissionais que trabalharam em Hitman e também o designer do primeiro game da franquia Payday, Ulf Andersson. A influência de gênero para Mutant Year Zero vem diretamente de XCOM, um dos grandes games da atualidade quando se pensa no gênero de combate tático por turno. Bem, tudo parece engrenado quando se coloca estas peças no tabuleiro.

As primeiras imagens, liberadas juntamente com o fantástico trailer que pode ser conferido mais abaixo, também reforçam o gênero e se provam fiéis a atmosfera que é visto no vídeo de revelação. Boa atmosfera e bons cenários. Resta somente um vídeo de gameplay para que os jogadores confiram tudo isso em ação. Considerando que o game está previsto parar ser lançado ainda em 2018 acho que em breve veremos um trailer de gameplay.

Uma curiosidade interessante é que o jogo é baseado em uma IP clássica (na qual nunca ouvi falar, mas é famosa em alguns grupos) chamada Mutant, que existe desde a década de 80. Tem aí a página na Wikipédia que não me deixa mentir. Eu não quero nem tentar explicar como a IP veio parar nas mãos do estúdio atual, mas basta entender que a Funcom, que também distribuirá o game globalmente, e que também é a empresa responsável por games como Conan Exiles e Secret World Legends, é uma das detentoras da marca. Em todo caso, tenho a sensação de que Mutant Year Zero trata-se de uma releitura, destas que não deve obrigar ninguém a conhecer os games antigos da franquia, o que acho ótimo.

Ainda não há detalhes específicos da história, mas o que foi revelado é que se passa em uma realidade histórica alternativa, onde o mundo teve seu armagedom nuclear em 1945 e o que restou do mundo foram cidades destruídas e mutantes, dos mais diversos tipos. Sua missão é controlar esse grupo de sobreviventes para um mítico refúgio que pode nem sequer existir.

O game tem como proposta não ser apenas um XCOM genérico, mas conseguir mesclar o gênero tático com elementos de jogos de aventura, conseguindo envolver o jogador em uma história que o faça seguir adiante, e não apenas simplesmente por meio das mecânicas de batalhas táticas. Os produtores ainda esperam que o jogo tenha muitos elementos de furtividade e exploração. Enfim, soa meio vago, eu sei, mas como disse, o marketing deu certo, me deixando curioso o suficiente para querer acompanhar as próximas notícias e ver mais a respeito do título.

Mutant Year Zero: Road to Eden ainda não tem um mês certo de lançamento, mas a previsão nesse momento é algum ponto de 2018. Confirmado para PC, PlayStation 4 e Xbox One.

links.

Para saber mais sobre Mutant Year Zero: Road to Eden reúna seu esquadrão de mutantes até a trilha para o site oficial do game. Sua página oficial no Steam  também já está no ar e com diversas informações sobre o jogo já com tradução em português, indicando até mesmo que quando o game for lançado terá localização em nosso idioma (gosto disso). O estúdio de desenvolvimento não tem um site oficial, mas dá para acompanhar eles em sua página oficial no Facebook. Já a Funcom, que é distribuidora, tem um belo site com seus jogos que vale a pena visitar. Não são muitos links, mas são o suficiente para se manter informado!

trailer.

imagens.

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!

Artigos relacionados

Fechar