GAMEPLAY | Formas de se contar uma história em SOULCALIBUR VI

Publicado ontem em nosso canal no YouTube, o vídeo acima apresenta um pouco de como funciona os modos de histórias que criam o contexto para o palco de batalhas de SOULCALIBUR VI. São basicamente dois modos, um se chama Crônicas das Almas e o outro Libra das Almas.

O vídeo começa pelo Crônicas, que é um modo mais importante e principal no que diz respeito a história do game. Aqui o jogador viaja pela linha do tempo em que se passa a história, um período do século XVI, pulando entre personagens e acompanhando diálogos e vez ou outra alguma batalha que dá um pouco de ação a modalidade.

Não é um modo ruim, para aqueles que gostam da história de SOULCALIBUR, acaba sendo interessante visitar e entender melhor as origens e motivações de cada personagem. Há até mesmo a inserção do Geralt, protagonista de The Witcher, dentro da trama, mostrando como ele foi parar dentro do mundo de SOULCALIBUR. Tem um pedacinho dessa história no vídeo.

O ponto é que Crônicas das Almas também pode ser um pouco maçante. É esse estilo, característicos de JRPGs japoneses, de contar uma história por meio de telas estáticas, sem muita ação, com mínimas animações, e muitas caixas de diálogos, que me incomoda um pouco. Considerando que outros games de luta, como Injustice 2 (só para dar um exemplo), já fazem nesse geração, essa forma usada em SOULCALIBUR VI acaba soando um pouco ultrapassada.

O alívio, e aqui cabe todos os elogios possíveis, é encontrar SOULCALIBUR VI totalmente localizado em nosso português. Isso certamente tira um pouco do problema que causaria a muitos jogadores caso todo esse modo estivesse apenas em inglês. Ao menos nossa localização acaba dando ritmo para que o jogador acompanhe sem se preocupar com termos em inglês ou interpretações erradas do texto.

Dito isso, há também que dar mérito ao fato de Crônicas das Almas não ser “apenas texto”. Há o narrador contando a história em áudio, enquanto todas as falas dos personagens também foram gravadas por seus respectivos intérpretes originais. Ou seja, não é preciso ficar exaustivamente lendo as legendas.

Diferente, por exemplo, do modo Libra das Almas, que também tem o peso de ser um modo de história, porém mais tímido. Aqui o jogador não controla o elenco do jogo, e sim um personagem customizável próprio, que vai viver uma jornada pessoal em torno das espadas que dão contexto as batalhas do jogo. Com pequenas decisões, a qual imagino que devem influenciar alguma coisa ao fim da história (se ele será um personagem bom ou mau no final).

Menciono diferente, porque em Libra das Almas, não há narração, apenas os diálogos e bem menos animações. É um modo ainda mais estático. Ao menos inicialmente, espero avançar mais pelo mesmo para descobrir se ele se mantém assim até seu final.

No vídeo não gravei muito a história em si, resolvi mostrar um pouco do Dojo, que é onde o jogador pode realizar algumas missões de treinamento, aprendendo assim um pouco de como funciona as mecânicas de luta de SOULCALIBUR VI. As três formas de ataque, as quebras de guarda, os ataques especiais que gastam a barra de especial e também o ataque que funciona como um duelo no estilo pedra, papel e tesoura (novidade desta edição). A personagem do vídeo é criação própria, exagerada em um machado gigantesco, porque achei que seria divertido vê-la usando uma arma tão grande.

Enfim, não estou fazendo esse texto para criticar SOULCALIBUR VI. Estou apenas mostrando como são dois modos presentes no jogo e como é a forma que os desenvolvedores encontraram para contar a história do jogo. Não significa que o jogo seja apenas isso. NÃO É!

SOULCALIBUR VI apresenta também um modo arcade, que não está no vídeo, mas o trarei lá no canal em breve, com mais ritmo e ação, luta atrás de luta, enquanto também tem suas modalidades online, em quê os jogadores batalham com outras pessoas ao redor do mundo. Há também um sólido modo de customização de personagens, podendo criar personagens a partir do zero, em diferentes raças, estilos de lutas e acessórios e equipamentos. Fora que a sua jogabilidade é única e repleta de personalidade, que não se encontra em outros jogos do gênero.

Voltarei aqui para falar mais sobre o título em breve.

***

Curtiu o post comentário de nossos vídeos de Gameplay no YouTube? Então nos dê uma força lá se inscrevendo em nosso canal. Novos conteúdos (diferentes) estão em nossos planos, mas pra isso precisamos melhores nossos números por lá. Ajude-nos!

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
More from Thiago Machuca

Imagens de Gouken em Street Fighter IV!

Melhores telas com o mestre que ensinou tudo que Ryu e Ken...
Read More