JogandoRapidinhas

A importância da série Sonic para o mundo dos games (Opinião)

Ao contrário do que se pensa, a série Sonic é comercialmente uma das mais fortes do mundo dos games até hoje. Dificilmente um título não chega na casa dos “milhões de cópias vendidas”, sendo uma verdadeira fábrica de fazer dinheiro, e a grande maioria dos jogos rendem mais dinheiro a SEGA do que os últimos resultados das loterias.

Tanto que, a série está no top 10 das mais bem sucedidas comercialmente, com mais de 140 milhões de unidades vendidas e, mais recentemente, a SEGA divulgou que a série já rendeu 800 milhões em distribuições se contar relançamentos, jogos gratuitos para celular, e todos os games que envolvem a “marca Sonic”. Para efeito de comparação, séries famosas como Resident Evil estão “na casa” dos 70 milhões de cópias vendidas, enquanto MegaMan tem 30 milhões e Castlevania, 20 milhões.

No entanto, os últimos jogos da série não andam tão bons quanto sempre foram, e isso prova que o Sonic está decadente, certo? Errado! A série Sonic continua tão forte quanto sempre foi.

Sonic em 3D é ruim, Sonic 2D é bom… será?

Enquanto um jogo de qualidade técnica como o Sonic Unleashed HD foi dito por diversos canais do mundo inteiro como um jogo fraco, recebendo inúmeras notas baixas injustamente, um título como Sonic 4 Episódio I que conta com baixo orçamento, poucas fases, músicas de qualidade duvidosa, pouca longevidade, gráficos medianos, pouca criatividade em relação aos cenários, que somado a uma física que deixa a desejar foi bem avaliado, já que era o jogo que continuava a saga do Mega Drive.

Com isso, chegamos facilmente à conclusão de que o problema da SEGA e da série Sonic não está na qualidade de seus títulos, mas sim em seu prestígio. A imagem da empresa ficou manchada após a saída dela do ramo de consoles.

É evidente que a SEGA já lançou jogos ruins do mascote, isso é algo natural em uma franquia com 25 anos de existência. A série Mario também conta com jogos de qualidade questionável. Mas, tanto para o ouriço quanto para o encanador, esses jogos infelizes sempre foram uma minoria.

Sonic é velocidade e plataforma

Resumir Sonic a “um personagem que corre” é desconhecer sua proposta.  A trilogia do Mega Drive possui dois diferenciais no gameplay comparado a outros jogos da época: a velocidade e a física, sendo que esta última é facilmente perceptível nos jogos quando ganhamos velocidade descendo uma ladeira ou quando observamos o impulso necessário para passar por um looping.

Quanto ao level design, cada um dos jogos da trilogia original valoriza diferentes características: Sonic 1 foca em plataformas; Sonic 2 se baseia na velocidade;  Sonic 3 & Knuckles procura um meio termo entre os dois anteriores, dando ao jogador a liberdade para escolher entre o caminho mais rápido possível ou a opção de explorar o cenário.

Apesar das características específicas, os três games possuem um sistema básico de level design que premia o jogador dependendo de suas escolhas: o caminho superior é o que conta com mais anéis e vidas, porém, também exige uma habilidade maior do jogador; o caminho do meio apresenta um nível de dificuldade médio, com obstáculos e anéis; já o caminho inferior (onde o jogador costuma cair acidentalmente) possui um número maior de obstáculos e inimigos.

Nascido para o estrelato

O presidente da SEGA, Hayao Nakayama, queria criar um mascote para a empresa e um game que vendesse pelo menos um milhão de cópias. No entanto, é importante lembrar que Sonic não foi a primeira tentativa da empresa de possuir um mascote:

Flickie, Psycho Fox e Alex Kidd também foram candidatos, sendo este último o mais bem sucedido dos três. Mesmo com bons jogos, nenhum deles conseguiu ter a mesma força da série Sonic. As razões para isso são debatíveis, mas dificilmente seria apenas pelo carisma do ouriço azul com seu rosto marrento.

Uma série não se mantém forte comercialmente e com uma legião de fãs das mais variadas idades durante tantos anos se ela não possuir valores que vão muito além do puro marketing.

O carisma do protagonista e dos seus amigos é inquestionável, mas este é apenas uma das qualidades da franquia. O talento da SEGA em desenvolver jogos de qualidade, que se refletem em seu sucesso comercial, é ainda mais louvável quando notamos que  a mídia tenta denegrir a imagem do ouriço numa tentativa de ter audiência.

Como podemos ver, a qualidade da série Sonic sempre se manteve constante e os jogos possuem boa jogabilidade, gráficos de ponta, uma trilha sonora marcante, um enredo mais elaborado em alguns casos, e por aí vai. Jogos bons e ruins estão presentes em todas as gerações, e o mesmo acontece com séries como Mario, Mega Man, Crash Bandicoot, etc.

— post criado em colaboração com Jean Filipe

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.