JogandoReflexões & Opiniões

5 dicas para iniciantes em Sekiro: Shadows Die Twice

Aprenda sobre postura e meios de vencer seus adversários

Antes de partir para a minha análise de Sekiro: Shadows Die Twice que deve ficar pronta em alguns dias -, resolvi escrever este (breve) texto com algumas dicas importantes sobre suas mecânicas. Ao conversar um pouco sobre o jogo em nosso Grupo no Facebook, além de ler outros comentários pela internet a respeito de jogadores receosos com o título, dada seu suposto alto nível de dificuldade, percebi que algumas dicas podem a serem úteis para quem deseja adentrar nessa aventura de desbravar o mais novo título da FromSoftware.

É preciso entender que Sekiro não é como Dark Souls, a franquia mais famosa deste estúdio, popular entre seu nicho justamente por ser altamente difícil e punitivo. Pelo contrário, Sekiro é uma produção mais acessível, mais tranquila para qualquer um que quiser conhecer o trabalho da FromSoftware. Claro que, sem querer lhe enganar, a dificuldade existe, assim como toda a técnica e estilo que o estúdio possui com os jogos da série Souls. Porém os padrões impostos aos jogadores são diferentes. Sekiro é mais adaptativo, mais flexível, menos punitivo. Mas só se o jogador entender suas mecânicas e técnicas. Daí o objetivo destas dicas.

  • (1) Entenda sobre a Postura

Talvez essa seja a parte mais importante para se dar bem em Sekiro: entender o que é a postura e como fazer para dominá-la. Todos os inimigos tem essa barra denominada postura. O jogador também a tem. Diferente da estamina em jogos como Dark Souls, que regula o quanto você pode atacar ou se defender, a postura simplifica as coisas, e em Sekiro ele determina o quanto você aguenta se defender sem tomar porrada. Isso vale para ambos os lados, você e seus adversários.

Aqui não há, então, a estamina. Você pode correr, atacar e se defender à vontade. Não há limites para seu fôlego. Tudo que existe é a postura. Quando ela é quebrada, o jogador toma dano em sua barra de vitalidade (saúde). Com o inimigo é a mesma coisa. Muitos inimigos morrem com um golpe fatal ao ter sua postura quebrada, então a barra de energia meio que não importa – a princípio, pelo menos.

Em Sekiro você pode bater, se esquivar e se defender. Este último é um dos mais importantes. Apenas ficar segurando o botão para se defender faz com que sua postura seja prejudicada, mas apertar o botão da defesa antes de tomar um ataque faz com que sua defesa seja perfeita e isso prejudica a postura do seu adversário. Esse é o famoso parry (algo como defletir em nosso vocabulário). Atacar e usar a defesa perfeita são formas eficientes para quebrar a postura de seus adversários, deixando-os vulneráveis para um golpe fatal.

Isso, por si só, já é diferente de Dark Souls, pois neste, a esquiva tem um papel bem mais importante. Se esquivar e procurar uma brecha no ataque do oponente é importante em Dark Souls, já em Sekiro a esquiva não adiciona nada no combate. Esquivar não prejudica a postura do inimigo, pelo contrário, ficar se esquivando apenas faz a postura do oponente se recuperar. E tentar jogar dessa forma, imitando Dark Souls, é o que torna Sekiro mais difícil do que ele realmente é.

A barra de postura é, então, algo que o jogador deve observar. Ela fica na parte superior da tela, no centro da mesma. Bater ou dar parry faz com que essa barra comece a encher. Inimigos mais fracos podem ter essa barra quebrada em dois movimentos, já outros mais fortes, podem ser um desafio aos jogadores. Porém, toda postura pode, e deve, ser quebrada.

Haverá inimigos que vão lhe dar medo ao notar o quão rápido a postura deles pode se recuperar. Alguns em questão de segundos. Você se desviou pra tomar um fôlego, ou usar um item de cura, e o inimigos, normalmente um chefe ou mini-chefe, já estão com a postura de volta a 100%. Isso acontece, mas não é algo que você precise se preocupar.

O ponto é que a postura é regulada por etapas. Os primeiros 25% dessa barra sempre se recuperam muito rapidamente, enquanto que em 50% e 75% ela vai se recuperando bem mais lentamente. Chegar aos 25% de quebra de postura é sempre o maior desafio. Para isso o jogador deve sempre ser agressivo. Entender o movimento do adversário, defletir e atacar sempre que possível. Evitar desviar ou não fazer nada. Não se pode dar tempo para o inimigo respirar. Quando a barra de postura piscar, e for ficando mais escura, significa que mais tempo ela vai levar para se recuperar. Quanto mais dano o inimigo tomar com seus ataques, mais isso também prejudicará sua postura. Então bater também é uma boa opção. Nem sempre só se defender com perfeição será suficiente. Tenha isso em mente.

Você não é bom em parry? Pois é, em Dark Souls eu mesmo sou horrível no tempo de resposta do parry. Mas em Sekiro a janela de tempo do parry é muito generosa. É realmente muito tranquilo conseguir dar uma defesa perfeita. Outra coisa importante no que diz respeito ao sistema de defesa: Contra Ataque Mikiri. Essa é uma das primeiras habilidades que o jogador pode comprar no game. É uma técnica em quê o jogador pisa na arma do adversário e quebra sua defesa, causando um alto dano a sua postura. Ela é basicamente obrigatória em muitos chefes do jogo. Aprenda a usá-la, pois não é nada difícil – basta ir em direção frontal ao ataque e apertar a esquiva.

Sendo assim, para encerrar essa parte, tenha em mente as seguintes regras: não fique apenas se esquivando, ataque e defenda no momento em que for quando atacado, para contar como parry. Use o contra ataque Mikiri sempre que o kanji vermelho surgir na tela (observe os tipos em que isso não irá funcionar, pois há exceções). Se preocupe muito mais em quebrar a postura do adversário do que com sua barra de energia. Até mesmo adversários que se recuperam rapidamente podem ter sua postura quebrada, basta não dar folga para eles até que cheguem a um momento em que sua recuperação de postura irá começar a se recuperar mais lentamente – foque nos primeiros 25%, até ela piscar pela primeira vez, aí é sua vez de tomar um fôlego antes de iniciar novamente a investida.

Aprenda a quebrar a postura. Essa é a regra de ouro para dominar Sekiro.

  • (2) O que você perde ao morrer e como amenizar essa perda

Morrer em Dark Souls é um pesadelo. Você perde seus itens e suas almas (que são os pontos de experiência para subir de nível), sendo que é possível recuperar tudo voltando até onde você morreu e coletando a chama que fica no local onde estaria seu corpo. Em Sekiro as regras são diferentes, basicamente menos tensas.

Em Dark Souls, voltar ao local onde você morreu nem sempre é moleza. É preciso enfrentar o mesmo percurso novamente, e não pode morrer antes de chegar lá, caso contrário você perde tudo que deixou para trás. Isso cria uma tensão terrível as vezes, especialmente quando morre muito distante de um ponto de renascimento, ou em algum chefe. Em Sekiro não tem essa de voltar para recuperar os itens do corpo. Morreu, já era.

A diferença em Sekiro é que nem tudo se perde ao morrer. Morrer lhe faz perder metade da barra de experiência e metade de seu dinheiro. Não é tanto quanto pode parecer. E existem algumas dicas para contornar essa penalidade da morte. Primeiro é que existe uma mecânica que sempre lhe dá uma segunda chance: ao morrer você sempre pode renascer no mesmo local uma vez. A morte só é permanente se você morrer após já ter ressuscitado.

Morreu em um percurso até um chefe? Você pode voltar ao Ídolo do Escultor (que são como as Fogueiras de Dark Souls) e reiniciar área. Isso trará os inimigos mortos de volta a vida, mas também irá recuperar toda sua vitalidade e sua habilidade de ressuscitar. Essa segunda chance é uma flexibilidade gigantesca em relação ao que não se pode fazer em Dark Souls.

Voltar ao Ídolo só é impossível em alguns casos, como nas batalhas contra certos chefes. Aí nesse caso não tem jeito: morrer faz parte do processo para aprender seus movimentos e golpes. Para poder ver os momentos de atacar e se defender. E em situações assim você pode se precaver de perder seus pontos de experiência e o dinheiro ao tomar alguns cuidados.

Primeiro o dinheiro: é possível comprar bolsas de dinheiro que não são perdidas ao morrer. Dá para trocar 110 moedas por um saco de 100 moedas. Você perde um pouco de dinheiro nesse processo, mas ganha a garantia que esse dinheiro não será perdido ao morrer. Vendedores espalhados pelo jogo podem lhe vender estas bolsas, que são limitadas, mas o suficiente para que você sempre tenha uma reserva necessária de dinheiro. Além disso, sempre use o dinheiro para comprar itens essenciais que estes vendedores possuam. Não fique andando por aí com quantias significativas de dinheiro. Compre bolsas ou gaste a grana com coisas úteis.

Quanto a experiência, é preciso entender que não se perde experiência quando a barra da mesma se encher e se tornar um ponto de habilidade. Exatamente! Chegou perto de uma área que você acha que é um chefe e sua barra de experiência está mais de 70% cheia? Retorne a uma área mais inicial, gaste um 10 minutos matando inimigos mais fracos e garanta esse ponto de experiência. Aí vá para o chefe com essa barra vazia. Assim você não perde nada.

Pronto, dinheiro em bolsas ou parcialmente gasto, barra de experiência vazia. Vá para o chefe e morra quantas vezes for necessário. Sem uma perda significativa. Sim, morrer demais infecta as pessoas do jogo e lhe prejudica o Auxílio Oculto – a qual não explicarei aqui -, mas depois de vencido o chefe você pode comprar um item que cura essa praga de todo mundo. Moleza.

  • (3) Inimigos são fortes, porém burros

Os inimigos em Sekiro: Shadows Die Twice são semelhantes aos de Dark Souls: se você marcar bobeira morre de dois ou três ataques fácil fácil. Lutar contra múltiplos inimigos também nunca é uma boa ideia, ainda que seja possível depois que você estiver um pouco mais craque nas mecânicas de postura. Isso porque ao usar o golpe fatal, nenhum inimigo é capaz de lhe interromper, e ainda os assustam um pouco.

Muitas das áreas do jogo podem ser desbravadas apenas correndo e se esquivando dos inimigos. Ou seja, é perfeito caso precise ir para um local ou voltar para um Ídolo para recuperação. Não se prenda em um local só porque tem muitos inimigos. Travou na área? Saia correndo. Exceto, claro, quando há mini chefes que travam a passagem.

Em casos assim é importante lembrar: os inimigos são burros. Quase todo mini chefe pode ser atacado de forma sorrateira. E ao fazer isso o jogador já tira 50% de toda sua vitalidade. Mini chefes normalmente possuem, na parte inicial do jogo, duas barras de saúde. Atacar estes inimigos de forma sorrateira elimina uma destas barras por completo.

Mas como atacar os mini chefes de forma sorrateira? Bem, há várias táticas e várias situações diferentes. Primeiro os mini chefes que estão sozinhos. Tente saltar sobre eles ou chegar por trás dos mesmos. E lembre-se: todos os inimigos do jogo sofrem de problemas de memórias. Basta se afastar e se esconder para que eles se esqueçam de você.

Ou seja, em áreas onde um mini chefe é protegido por inúmeros inimigos você apenas tem que eliminar um a um e deixar o mini chefe por último. Foi descoberto? Volte, se afaste e se esconda. Eles vão lhe procurar, mas logo vão desistir e voltar as suas posições originais. O segredo é nunca atacar o mini chefe antes, mesmo que haja a oportunidade. Pois ele nunca vai lhe esquecer, mesmo que você se esconda. E se voltar demais, a ponto de resetar a área, esse mini chefe também reseta sua barra de vitalidade.

Tem também alguns casos especiais, como um Ogro logo na primeira área. Ele está preso e você não consegue pegar ele de forma sorrateira na primeira vez que o vê. Mas tem um segredinho aí. Não bata nele. Deixe-o escapar. Ele vai lhe ver e partir pro ataque. Não faça nada, apenas afaste-se e se esconda. Espere ele lhe esquecer (e ele vai porque você não fez nada a ele). Ele vai voltar ao ponto de origem, mas não ficará mais preso. Agora você consegue se esgueirar e pegar ele pelas costas, pois ele vai ficar de guarda, mas meio que virado para a parte do abismo, enquanto você pode ir pela lateral, pelas árvores no canto dessa área. Ativar um mini chefe, mais não atacar, se afastar e se esconder também é uma tática para reposicioná-lo em algumas situações.

Bater em retirada, e esperar todo mundo lhe esquecer é uma tática válida quando tudo dá errado. Especialmente quando perceber que não dará conta do confronto.

  • (4) Explore as fraquezas dos chefes e mini chefes

Ainda contra inimigos muito fortes, como os chefes e mini chefes, não se sinta intimidado com seus ataques devastadores. Sempre há um jeito de desviar, quebrar seus ataques e suas estratégias. Todos possuem algum tipo de fraqueza.

Existem casos em que quebrar seus ataques com o contra ataque Mikiri, e logo em seguida dar um parry o fará se ajoelhar – sua postura não quebrou, mas ele fica vulnerável a ataques. Inimigos que pulam podem cair no chão com ataques de shurikens, interrompendo seus ataques, também deixando-os vulneráveis. Chefes com animais podem ter suas montarias assustadas com bombinhas, criando brechas para ataques. Outros tem medo do fogo. Há alguns que se afastam do jogador e podem ser enganchados, fazendo com que percam o equilíbrio por um mero segundo que serve para que você os ataque.

O segredo é sempre testar o que afeta certos chefes. Sekiro tem um braço prostético que possui diversos tipos de recursos viáveis para explorar as fraquezas dos oponentes. Não tenha medo de usar isso. Abra brechas, mas nem sempre para atacar. Em muitos casos, estas brechas servem para que o jogador tome fôlego também. Recuperar sua postura ou consumir um item que recupere sua vitalidade.

Normalmente parry, ataque e mikiri são suficiente para derrotar muitos chefes. Entretanto é sempre bom saber o que pode interromper os ataques dos mesmos para que você tenha preciosos segundos para se recuperar. É uma tática muito melhor do que se afastar demais do chefe para se curar (em Dark Souls é exatamente isso que normalmente se faz), pois ao fazer isso você também está dando tempo para que o mesmo recupere sua postura, o que fará a batalha recomeçar do zero, dependendo do tempo em que você levar para chegar nele novamente.

  • (5) Aumentando sua Vitalidade, Postura e Ataque

Essa dica é mais uma explicação do que uma ajuda em si. Mas nas primeiras horas de Sekiro é normal o jogador querer entender isso logo e o jogo só lhe explicar um pouco mais adiante. A experiência ganha batalhando não lhe garante mais vitalidade, postura ou melhor ataque. A experiência serve para ganhar pontos que são gastos em uma árvore de habilidades. Esta árvore contem novos movimentos, habilidade passivas e melhorias de combate, mas não lhe dá mais status nos atributos mencionados aqui.

Vitalidade e postura se consegue aumentar ao derrotar os mini chefes do jogo. Cada chefe lhe dará uma conta de oração. Ao se juntar quatro destas contas um colar é criado e isso lhe permite ir até um Ídolo e aumentar ambos os atributos. Por isso é importante batalhar contra estes mini chefes. Eles detém um item essencial para ficar mais resistente contra os inimigos mais à frente da jornada.

Nas horas iniciais de Sekiro o jogo irá lhe dar uma área inicial e uma memória do passado para explorar. Intercale sua jornada entre ambos os lugares, tentando bater ambos os mini chefes desse lugares. Isso lhe dará mais contas de oração para quando chegar aos chefes finais das respectivas áreas. E não se assuste: a área da memória é muito mais difícil que a área inicial. Não é impossível, mas é complicada.

Quanto ao poder de ataque. Este só é adquirido ao vencer os chefes de cada área do jogo. Então não é algo que você deve entrar em desespero por não estar melhorando seu ataque. Nesse sentido o jogo até que é bem balanceado. Quebrar a postura acaba sendo mais importantes do que o dano que seu ataque causa a barra de saúde dos adversários. Uma boa dica contra os chefes é adquirir o contra ataque Mikiri e depois seu upgrade da mesma árvore a qual o movimento se encontra.

Mais importante ainda, talvez sejam as sementes da Cabaça curativa. Procure encontrá-las. Assim como as próteses para seu braço. A área da memória detém algumas próteses importantes. Então não deixe para explorar essa área muito tarde no game. Vou dizer que não me envergonho de ter pesquisado no YouTube as localizações das sementes e das próteses. Perder estes itens, por não enxergá-los ao passar por tais áreas, pode realmente deixar o game mais difícil conforme for progredindo na aventura. Fora que a diversão está realmente em usar os recursos do braço e nas estratégias para quebrar a postura dos mais diferentes inimigos.

E é isso. Espero que estas dicas sejam úteis para aqueles que estão iniciando no jogo, ou até mesmo naqueles pensando em adquirir o mesmo. Sekiro: Shadows Die Twice não é tão punitivo quanto Dark Souls. Mas, não se engane, o título ainda é bem difícil e tem todo esse estilo que a FromSoftware se orgulha tanto de ter. Entretanto sua porta de entrada é bem acessível. É um jogo que qualquer um – que se dedicar – consegue progredir e se sentir recompensado após desafios que realmente testam sua agilidade e destreza.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.