Dando Nota!Jogando

Análise | Gears POP!

Disponível para iOS, Android e Windows 10

Gears POP! (com exclamação mesmo) é aquele jogo baseado na série Gears of War que os fãs nunca pediram, mas que certamente irão amar. O jogo mobile é uma produção do estúdio Media Tonic em parceria com a The Coalition, e distribuído pela Xbox Game Studios. Foi lançado no último dia 22 de agosto, para iOS e Android, e também para dispositivos com Windows 10infelizmente não há uma versão para Xbox One. Ah sim, e é Free-To-Play, ou seja, qualquer um pode jogar de graça, sem gastar um centavo sequer.

A britânica Media Tonic, para quem não estiver ligando os pontos, esteve recentemente na mídia meses atrás ao anunciar o interessante, e cheio de potencial, Fall Guys, para PC & Consoles, em parceria com a Devolver Digital. Sei que essa informação não diz muito respeito a Gears POP!, porém achei legal enfatizar que parece ser um estúdio que sabe trabalhar com modelos de jogos multiplayer, assim como já tem alguma experiência em jogos mobile. Não é um estúdio independente que surgiu do nada. Eles possuem um belo site, por sinal.

Gears POP! é um jogo mobile de estratégia multiplayer que mistura elementos de batalhas de cartas com o objetivo de defender sua base, enquanto tenda destruir a de seu adversário. Se assemelha muito com o popular Clash Royale a qual já digo aqui que nunca joguei, sabe-se lá porque.

O que chama a atenção em Gears POP! é sua arte, já que todos os personagens do universo da série são aqui representados no estilo visual dos bonequinhos colecionáveis da Funko, os famosos POP!. Arte que a Microsoft devidamente buscou autorização da Funko para utilização no jogo, assim como a própria Funko busca licenças de diversas marcas para o uso em seus colecionáveis, inclusive os oficiais da série Gears of War.

Posicione seu esquadrão

Antes de iniciar qualquer batalha em Gears POP!, os jogadores devem montar um esquadrão com oito cartas (dá para chamar de medalhas ou moedas), que representam personagens ou itens da série (como granadas ou torretas). Aqui não há distinção de heróis ou vilões. CGO e Locust batalham juntos para destruir o adversário do outro lado do tabuleiro. A ambientação no universo de bonecos da Funko parecem permitir essa brincadeira, ao invés de deixar as coisas rígidas demais.

Já na arena tabuleiro, o objetivo é derrubar o líder oponente, que é sempre guardado por duas torretas enormes que não se movimentam. Entre os jogadores há duas fileiras de coberturas, com três muretas para cada coluna. Dominar estas muretas, na linha horizontal, permite que o jogador dominante coloque seu esquadrão a partir delas, caso contrário seus personagem precisam começar lá do início, ao lado do líder. Dominar as coberturas e fazer pressão no adversário é uma tática importante.

Isso porque os jogadores não movimentam seus personagens, que agem por conta própria no tabuleiro. O comando do jogador aqui é apenas colocar e posicionar as peças onde desejar (e for possível). O jogador escolhe qual coluna, esquerda ou direita, dominar primeiro, e em que espaço (dentro do permitido) quer que seu personagem apareça para iniciar sua andança até as bases do adversário.

Estando ativados na arena, os personagens agem sozinhos. Eles se movimentam de forma aos padrões e regras de cada tipo. Há os que dominam a cobertura, outros que apenas as ignoram. Todos os personagem possuem vantagens contra certos tipos de personagens, assim como são fracos a certos tipos. Os jogadores devem sempre estar atento e aprender qual personagem derruba outro mais rapidamente. E eles atacam automaticamente e indiscriminadamente. Não param ou fogem ao ver um personagem que é mais forte que ele.

Nesse sentido, Gears POP! lembra um pouco um jogo de Tower Defense. Os jogadores apenas liberam as peças e as mesmas agem sozinhas. Após isso é uma situação de ação e reação. Ambos os lados observam o que está acontecendo no tabuleiro e reagem as tropas avançando ou aquelas que foram derrotadas. Em muitos casos é melhor esperar e ver o que o adversário vai fazer antes de sair jogando sem saber a estratégia de seu oponente.

A disposição das oito peças que formam seu esquadrão não podem ser lançadas na arena de forma ilimitada e ininterrupta. Há pontos de ação que são necessários, e estes pontos esvaziam e se enchem automaticamente, porém de forma lenta. Queimar todos e ver seus personagens caírem é alarmante, pois você não terá energia na barra para repô-los. E cada personagem tem seu próprio número de pontos de consumo, dentre 1 a até 5 pontos de energia para serem utilizados.

Normalmente os de menores pontos são fracos, porém podem ser convocados em maior número. Estes também sempre possuem estratégias diferenciadas, como um Gear Sniper que ataca de longe. Já os que custam mais, como Cole Train, são mais resistentes e causam grande dano. O problema é que sozinho eles não são efetivos contra inimigos menores que estejam em grande número. As batalhas exigem jogo de cintura, saber balancear personagens fortes e fracos para trabalharem em conjunto.

Além dos personagens, o jogador tem a disposição itens e dispositivos. Torretas adicionais podem ser colocadas em campo, mas são mais fracas do que as fixas que precisam ser abatidas para que o líder fique vulnerável. Granadas também são uma boa estratégia. Há as explosivas de dano imediato, de gás que causam dano contínuo nos que estivem na nuvem tóxica, e até mesmo a de atordoamento, que paralisam por alguns segundos os inimigos atingidos. Há até mesmo uma Seeder, uma criatura Locust, que fica soltando Nemacysts (aquele treco que parecem ovos com tentáculos) para cima de que estiver em sua frente.

As batalhas de Gears POP! são intensas e normalmente explosivas. O jogo consegue ter a vibração dos confrontos de Gears of War. As partidas tendem a durar entre dois a três minutos, sendo que os jogadores podem vencer com pontos, ao invés de abater o líder. Cada torreta fixa vale 1 ponto. Então se você derrubar uma e seu adversário não, e o tempo esgotar, a vitória é sua. Porém se o líder cair, independente dos pontos, a vitória é daquele que manteve seu líder à salvo.

Gaste se quiser, aqui há microtransações

Sendo um título gratuito para se jogar, não é de se admirar que Gears POP! tenha microtransações. Há basicamente três tipos de moedas dentro do jogo. Moedas de prata, um mineral dourado e peças de engrenagens (gears). Há loot e caixas de itens sortidos.

Vencer batalhas garante ao jogador baús de itens. Estes baús possuem moedas de prata e personagens que se acumulam para poderem evoluir de nível. As cartas de personagens não são consumíveis, ou seja, você sempre terá o personagem que destravou, independente das vezes que usar. Tirá-lo várias vezes na caixa é bom para subir o nível deste.

O jogador também tem um perfil principal que sobe de nível, em dois sentidos. Vencer partidas lhe rende engrenagens, que destrava arenas e novos personagens. Mas há também um outro nível que lhe destrava novos modos de jogos, como a Horda no nível 2. Esse nível só sobre atualizando o nível de suas cartas.

Inicialmente é meio caótico entender tudo isso, mas não chega a ser um grande problema ou sequer estressante. Vá jogando e eventualmente tudo acaba sendo destravado. Jogos mobile tem destas. Quanto mais se joga, mais tem acesso a coisas diferentes.

Voltando as vitórias, como mencionar, vencer garante ao jogador baús de itens sortidos. O ponto é que estes baús não podem ser abertos logo de cara. Eles possuem um tempo de espera, de 2 até 12 horas, dependendo de sua qualidade. O jogador pode usar o mineral dourado para queimar esse tempo e abrir logo de cara. No baús há moedas de prata, que são usadas para subir os personagens quando há uma quantidade razoável de cartas iguais.

Então já disso como se ganha engrenagens e moedas de prata. E quanto ao mineral dourado? Este sim é mais raro. Você ganha fazendo metas de missões diárias (matar tantos inimigos, conquistas tantas coberturas e afins) e só. E para que mais serve o mineral dourado além de matar o tempo de espera dos baús? Ele também dá uma segunda chance aos jogadores no modo Horda. E também para comprar itens na lojinha do jogo.

Na lojinha o jogador compra moedas de prata e mineral dourado, com dinheiro real. Assim como baús aleatórios. Moedas e mineral também podem ser usados na lojinha para comprar personagens, o que é um ponto positivo, já que assim não gasto dinheiro de verdade. Só que é uma compra ponderada. Os itens são caros e acumular estas duas moedas do jogo é trabalhoso.

Gears POP! é pay to win? Você gasta dinheiro de verdade para lhe dar uma vantagem? Hum, mais ou menos. Se alguém compra a moeda do jogo, aos montes, obviamente tem uma vantagem contra aqueles que vão preferir esperar para abrir baús e ver o que há neles. Comprar personagens na loja também agiliza a possibilidade de subir o nível de personagens mais rapidamente. E sim, personagens mais fortes, de nível mais alto, possuem uma vantagem dentre os de nível menor.

Porém pra ser sincero, ainda não encontrei nada absurdo nas partidas de Gears POP!. Sim, já bati de frente com personagens com dois ou três níveis acima do que estava, e fui surrado. Porém, não é tão comum assim. O jogo parece estar balanceando bem o pareamento com jogadores de níveis semelhantes. Até porque se alguém pagou para ter seus personagens em um alto nível, seu nível no perfil também subiu, e com isso ele vai batalhar com outros jogadores neste nível avançado. O que de certa forma é algo inteligente de se fazer.

Dá para concluir que as microtransações não são predatórias em Gears POP!. Elas existem e podem colocar os jogadores em níveis mais avançados mais rapidamente, porém não parecem estragar a experiência daqueles que não querem gastar um centavo dentro do jogo. E sim, os diversos tipos de subida de níveis, assim como as diferentes moedas podem ser meio confusas inicialmente. Mas não é nada que quebre ou atrapalhe a performance do jogo.

Versus ou Horda?

Gears POP! é, essencialmente, um jogo mobile com foco na experiência multiplayer online. Há duas modalidades single player bem simples, um treino tutorial, e um modo com desafios táticos que o jogador pode realizar para ganhar algumas moedas de prata. Claramente não são modalidades que você vai querer passar muito tempo.

As coisas ficam mais interessantes no modo Versus ou no modo Horda. Versus, é basicamente tudo o que mencionei mais acima. É um jogador contra outro jogador tentando derrubar o líder adversário. É a modalidade competitiva. Mas Gears POP! possui, veja só, um modo cooperativo: a Horda!

Atingindo o nível 2 do sistema, é possível se afiliar a um clã, que é composto por 50 jogadores. Isso irá habilitar que estes jogadores formem duplas para tentar o modo Horda, que consiste em algumas ondas em que o jogador desse derrotar alguns chefões do jogo. No caso, só encontrei algumas partidas contra o General RAAM, mas imagino que haja outros chefes.

É uma modalidade um pouco mais demorada. Pode levar de 15 a 20 minutos. Então quando for jogar é preciso separar um tempo e ter certeza de que não precisará parar, caso contrário você irá atrapalhar o seu parceiro de combate. O que não é legal.

O modo Horda funciona por meio de um item consumível, que funciona como um convite. Jogadores mandam para os membros do clã que estão online, e estes podem ou não aceitar. Estes convites são obtidos em caixinhas de loot. Normalmente o jogo lhe concede um ao notar que você não tem nenhum.

A Horda consiste em vencer então um chefe. Não é tarefa fácil, devo admitir. As regras do modo versus se aplicam aqui. Há uma barra de pontos de ação, e você vai colocando personagens conforme for recarregando essa barra. O chefe também manda tropas e possui ataques devastadores. Ao todo são três ondas de combate (ao menos nas que participei) e em todos o caso não consegui passar da segunda.

É uma modalidade surpreendentemente legal. Brutal, mas legal. As recompensas são diretas as mostradas em tela. Nada de baús sortidos. O ponto é que não é uma modalidade que se consegue jogar sem um parceiro. É preciso ter um convite ou receber um, e sempre jogar com outra pessoa. Não dá para brincar sozinho. Acaba sendo um pouco mais restritiva por conta dessa regra.

Mas na maior parte do tempo os jogadores devem mesmo ficar no modo Versus. As partidas são pareadas muito rapidamente. O balanceamento tem se provado eficiente. Há bônus por vitórias, o jogador pode armazenar até quatro baús simultaneamente (o que é muito melhor do que se fosse apenas um), até que o tempo de cada um permita que sejam abertos.

Considerações finais

Gears POP! é inesperadamente divertido. Admito que quando as primeiras telas foram reveladas, alguns meses atrás, elas não me empolgaram. Felizmente isso se provou errado e o título é divertido. Não posso comparar o quão parecido é com Clash Royale, pois como disse, nunca joguei este outro, e como fã da série Gears, somado ao charme dos personagens POP!, certamente tenho um apelo maior pelo que me é mostrado neste jogo aqui avaliado.

Há sim muito do DNA, que não necessariamente é positivo, do modelo mobile de muitos jogos hoje em dia. Requer tempo e dedicação ou dinheiro do jogador que não tiver paciência com os dois primeiros elementos. Você não progride exatamente por competência própria, mas de acordo com o loot e as regras de consumo de itens do jogo. Mas é menos frustrante do que muitos outros títulos que existem nestas plataformas portáteis. Ao menos você não precisa de fichas virtuais para jogá-lo após um certo tempo… odeio quando os jogos mobile fazem isso.

E esta é só a primeira fase do lançamento. Certamente o jogo irá continuar sendo alimentado com novos personagens, dentre outras novidades a longo prazo. O que já me deixa curioso para o que poderia vir à seguir.

Quanto ao sistemas utilizados. O testei no sistema Android, em um Asus Zenfone Max 3, e sua performance foi excelente. Não é super rápido, porém não é lento. As vezes requer uns 5 segundos pensando antes de me deixar abrir um menu ou mudar a tela do jogo. Houve duas ou três situações que o jogo se auto desligou, mas nunca no meio de uma partida. E as partidas rodaram (quase todas) de forma bem suave, sem lentidão ou lag.

Já no meu iPad Air (primeiro modelo, já um tanto velhinho), a performance do jogo foi menos satisfatório. A resolução não me agradou, os pixels estouraram na tela, e tive bastante lentidão. Não recomendo. Em ambos os sistemas, Gears POP! ocupa aproximadamente 300MB de espaço, o que achei bastante razoável – não me atrapalha em nada.

Também gostei do fato de que o save do jogo é cross-plataform, ou seja, posso jogá-lo tanto no iPad quanto no meu Asus, que o save vale para ambos. O jogo se conecta a minha conta na Xbox Live (não é preciso pagar para ter uma, caso esta seja sua dúvida), e suas conquistas são integradas a plataforma, o que também é legal.

Ufa, e acho que isso é Gears POP!, um jogo que poderia soar muito estranho ao universo dos brutamontes com sentimentos da série Gears of War, onde o sangue jorra por todo canto, mas não é. O título entende muito bem o carinho dos fãs pela série e ambienta muitos elementos dos jogos principais em uma divertida disputa mobile. A política do matar ou morrer de seu viciante multiplayer se faz presente aqui, assim como a importancia da cobertura ou do exagero de seus personagens e a forma como batalham. Gears POP! é, de uma certa forma, uma divertida reinterpretação do intenso combate do multiplayer dos jogos de Gears of War. Baixe no seu celular e teste por si próprio. Não tem como odiar. Pelo contrário, é adorável e charmoso.

Dando uma nota

É de graça, e as microtransações não criam barreiras para a diversão - 8.5
Todo charme da Funko POP dá personalidade ao seu visual - 9.5
É um título multiplayer, requer estar sempre online - 8
Viciante e divertido, com um sistema de estratégia bem planejado - 8.5
Sistema de cobertura adiciona uma boa ideia em suas mecânicas - 8.8
Tem as mazelas de jogos mobile, como aquela progressão lenta e desastrada - 7
Modo Horda é uma surpresa interessante - 8.5

8.4

Divertido

Gears POP! é uma aventura mobile inesperada. A fórmula baseada em Clash Royale gera um ótimo resultado, somado as novidades inseridas pelo estúdio que desenvolveu o título. O sistema de cobertura é parte essencial tanto da franquia, quanto é aqui neste jogo. O charme do visual POP adicional personalidade, enquanto o sistema de gratuito para jogar abre as portas para qualquer um, enquanto microtransações não parecem ser uma barreira para a diversão. A essencial de Gears está aqui, mas em um novo formato. Vale a pena ver se lhe conquista.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.