Jogando

Review: Castlevania Order of Ecclesia (NDS)

A série Castlevania já possui dois ótimos jogos para o Nintendo DS: Dawn of Sorrow, continuação para o aclamado jogo de GBA Aria of Sorrow e Portrait of Ruin que também foi bem aceito pela mídia e pelos fãs. Com dois sucessos já estabelecidos no portátil da Nintendo, será que Order of Ecclesia conseguiu superar as expectativas dos fãs e da mídia ou será a primeira grande bomba da série no DS? Clique em more para descobrir.

Dados Técnicos

Plataforma: Nintendo DS
Jogadores: 1 ( 2- online)
Gênero: Platformer
Desenvolvedora: Konami
Lançamento: 21 de Outubro/08

Castlevania Order of Ecclesia acontece em uma época onde o clã Belmont já não existe mais e o chicote sagrado está perdido. A humanidade para se proteger das forças do mal (também conhecidas como Drácula para novidade da série), cria diversas organizações para pesquisarem métodos para defenderem a humanidade contra o Lorde das Trevas. Entre essas diversas organizações criadas está a Ecclesia.

A história gira em torno de três membros da Ecclesia: Shanoa, Barlowe e Albus. Barlowe, líder da Ecclesia, anuncia ter conseguido criar um poder capaz de derrotar Drácula, este poder foi chamado de Dominus. Barlowe então convoca Shanoa para receber Dominus através de um ritual, porém Albus interfere o ritual e rouba Dominus alegando que o poder e a missão de derrotar Drácula haviam sido prometidos a ele por Barlowe. Como conseqüência da interferência de Albus, Shanoa perde todas suas memórias e emoções.

Order of Ecclesia não possui uma história muito complexa por focar apenas em torno de três personagens principais, mas é o suficiente para manter jogadores interessados até o final do jogo.

O poder dos Glyphs e a vila de Wygol.

Glyphs são as grandes novidades quanto à jogabilidade para este novo jogo. Glyphs são “símbolos” utilizados para conjurar armas e poderes mágicos. Glyphs são normalmente pesquisados e utilizados por membros da Ecclesia, portanto todos os golpes de Shanoa dependem de Glyphs que são obtidos ao longo do jogo.

Glyphs são obtidos matando determinados inimigos, destruindo algumas estátuas especiais ou encontrando-os espalhados pelos vários estágios do jogo. Os mesmos são associados aos botões Y, X e R do portátil, sendo possível unir dois Glyphs (pra cima + Y ou X) para um ataque ainda mais devastador. Algumas uniões resultaram em ataques especiais que podem servir muito bem contra chefes.

Até o momento percebe-se que o sistema de Glyphs é baseado primeiramente no sistema de almas que data desde Aria of Sorrow. Assim como AoS, o uso de Glyphs consome MP, portanto todo ataque de Shanoa terá um certo custo em MP, porém para evitar que jogadores devam ficar longos períodos sem atacar o MP de Shanoa recupera-se rapidamente.

Diferentemente dos jogos anteriores da série no DS, Order of Ecclesia possui uma brutal dificuldade. Os chefes do jogo são desafios difíceis, forçando ao jogador a aprender rapidamente seus padrões de ataque e fraquezas. Não espere fechar esse jogo sem morrer algumas vezes.

O jogo possui várias áreas para exploração, algumas grandes e bem variadas entre ambiente externo e interno. As áreas do jogo são selecionadas através de um mapa e ao se avançar no jogo, você poderá retornar para áreas anteriores para realizar quests ou visitar algumas partes antes inacessíveis.

Entre os mapas disponíveis está a vila de Wygol, cujos habitantes foram seqüestrados por Albus. Shanoa deve resgatá-los nos vários outros mapas do jogo e ao fazer, a pessoa retorna para a vila e oferece algumas quests que podem ser feitas. As quests do jogo consistem em coletar alguns itens especiais, tirar fotos de inimigos, entre outros e como premio a pessoa que pediu a quest fará itens como armaduras e poções que serão vendidos na loja da vila.

Realizar quests, treinar Shanoa e dominar o uso de Glyphs faz desse Castlevania uma experiência duradoura e desafiante.

Novo Castlevania, novo visual.

Ao contrário de Dawn of Sorrow e Portrait of Ruin que possuem um visual anime, Order of Ecclesia opta por um estilo de arte mais gótico e mais fiel as raízes da série e que ficou muito bem no jogo, sendo que graficamente OoE é levemente superior aos jogos anteriores do NDS. As animações dos personagens estão melhores, os cenários estão mais bonitos e variados e os efeitos das armas e mágicas estão melhores

O som do jogo também está muito bom e também possui vários trabalhos de voz de boa qualidade.A trilha sonora muitas vezes impressiona e nunca deixa o jogador cansado, minha recomendação vai para a musica de Minera Prison Island.

Infelizmente (ou felizmente para alguns), OoE quase não possui nenhum uso para a tela de toque do DS. Uma pena, pois a mesma já havia sido bem utilizada em Dawn of Sorrow e é um dos recursos mais interessantes do console.

Assim como outros Castlevania no DS, OoE possui uma boa quantidade de extras ao se fechar o jogo como Boss Rush Mode, Albus Mode e uma dificuldade hard para os que realmente querem provar a habilidade. Além desses há o modo online que consiste em disputar corridas com seus oponentes ou vender/comprar itens das diversas lojas online. Além disso, ainda haverá a possibilidade de se conectar OoE com Castlevania Judgment para liberar ainda mais extras.

Acertos e Erros.

* O novo sistema de Glyphs é muito bom, mesmo sendo muito similar ao sistema de almas de AoS e DoS. Há uma boa variedade de Glyphs e as uniões tornam o sistema ainda mais interessante.

.

gold

* Um novo estilo de arte, gráficos, som e trabalhos de voz de boa qualidade fazem desse título um dos mais bem produzidos no DS

.

* Não faz praticamente nenhum uso da touchscreen e um modo online que não é dos melhores.

.

* Vários estágios, side-quests, fases secretas e extras ao se completar o jogo. Uma dificuldade brutal e que deve manter jogadores presos ao jogo por um bom tempo.

Conclusão

Castlevania Order of Ecclesia é um dos melhores jogos para o DS e com certeza um dos melhores jogos da série. O novo sistema de Glyphs é interessante, há muito extras no jogo e uma ótima direção de arte fazem desse jogo mais um grande jogo para o NDS. A exploração é incentivada, os chefes são difíceis e desafiadores e a história é interessante. OoE entrega aos jogadores um novo Castlevania que inova em alguns conceitos e que agrada os jogadores antigos da série. Não deixe de conferir um dos melhores jogos para o portátil e um dos melhores Castlevania já criados.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios