Lendo

Patópolis em Quadrinhos #01: P.I.A. [Patinhas Intelligence Agency] – Novo Projeto! Download!

Hoje é dia de estrear um novo projeto aqui no Portallos. Projeto que já havia comentado há 20 dias atrás que iria estrear aqui. Inicialmente chamaria ele apenas de HQ Disney, mas ontem mudei de idéia e achei que ficaria bacana batizá-lo de “Patópolis em Quadrinhos”

Para quem acabou de aterrisar aqui, o projeto trata de apresentar os personagens clássicos da Disney a uma nova geração de leitores. Mickey, Pateta, Donald, Tio Patinhas e cia são bem diferentes nos quadrinhos que as suas versões animadas. Nos quadrinhos eles são mais parecidos com a vida real, sem tirar é claro a graça e diversão de uma HQ. Parte disso graças a grandes nomes dos quadrnhos como Carl Barks, Romano Scarpa, Paul Murry, Giorgio Cavazzano entre outros grandes mestres.

A cada edição deste projeto, irei apresentar uma história em quadrinhos, publicada na década de 90 ou em data inferior, scaneada da minha própria coleção de HQs (Tenho mais de 500 HQs da Disney de várias décadas). Irei trazer informações sobre os personagens, a série (se for o caso), os artistas que a fizeram, a data original de publicação, em qual país foi desenhada entre outras informações que não eram publicadas nas revistas da época.

Patópolis para quem nunca ouviu falar é a cidade ficitícia onde todos os personagens deste universo vivem. Não é apenas uma cidade de patos. Humanos e vários personagens do mundo Disney vivem em Patópolis. Mickey, Pateta e cia dependendo do país e roteirista que escreve a história também situa o famoso rato vivendo em Patópolis. Mas em alguns países, existe a cidade de Mousetown, que seria onde passam as histórias do Mickey. No Brasil, os leitores brasileiros sempre viram Mickey em Patópolis. Patópolis se situa no estado fictício chamado Calisota, nos EUA, e claro nestas décadas de histórias, existem outras cidades fictícias dentro deste estado como Gansopólis, cidade rival de Patópolis. Essa origem de cidades, estados e lugares fictícios eu pretendo abordar numa futura edição do projeto. Hoje só estou dando uma passada por cima. No fim, Patópolis funciona para a Disney, como Springfield funciona para os Simpsons.

Patópolis em Quadrinhos #01 estréia hoje com a P.I.A. [Patinhas Intelligence Agency]

Download – P.I.A.: Missão Supersecreta (7MB)

Para ler a história, recomendo o programa CDisplay.

Dados Técnicos:
Revista: Pato Donald, nº 2088
Publicado no Brasil em Junho de 1996
História: Missão Supersecreta
Roteiro: Giorgio Figus
Desenhos: Lucio Leoni
História originalmente publicada na Itália em 17 de Janeiro de 1995.

O projeto começa com uma história muito bacana apresentando a vocês a Agência de Inteligencia Patinhas, ou P.I.A.. Não tenho a história de criação da P.I.A., mas pesquisando no Inducks, maior biblioteca online do mundo sobre quadrinhos Disney, vi que o conceito de missões de espionagens já existiam entre 2 histórias publicadas em 1966 e 1968 respectivamente. Na época o Peninha não fazia parte das histórias, apesar de ter sido criado em 1964, sua primeira participação na série P.I.A. foi acontecer em 1988 numa história chamada Missão Indiscutível, publicada no Brasil em Pato Donald, nº 2110 em 1997. Aqui no Brasil nunca houve preocupação com cronologias das histórias, por isso essa discrepância de quase 10 anos. Curiosamente eu tenho a PT21110, futuramente eu trago esta história por aqui.

Tio Patinhas cria esta agência para espionar potências vilões que podem estar tramando contra o velho muquirana. Claro que para poupar despesas, ele contrata Donald e Peninha. O Professor Pardal também auxilia a agência com seus inventos. Donald vira o agente M-TD [Agente Meia-Tigela Donald] e Peninha responde como agente M-SP [Agente Meia-Sola Peninha] XD. Apesar da participação de Tio Patinhas e Pardal, muitas das histórias da P.I.A. as estrelas principais acabam sendo Donald e Peninha que mesmo agindo como espiões, sempre se metem em encrencas. Claro que o Tio Patinhas não dá moleza para eles, sempre complicando as missões.

Roteiro de Giogio Figus, que trabalhou em várias histórias da P.I.A., e com os belos desenhos de Lucio Leoni, Missão Supersecreta é uma das minhas histórias preferidas. Claro que eu tenho centenas de favoristas na minha coleção.

Curiosidades (Segundo o Inducks):
* Lucio Leoni desenhou 167 histórias Disney, sendo a última em 26 de Setembro de 2006. Após isso, o artista passou a trabalhar na revista Witch, também da Disney.
* Giogio Figus trabalhou em 164 histórias do universo Disney, sendo seu último trabalho em 25 de Novembro de 2008, uma história do Pateta. Giorgio também trabalhou em histórias do Superpato e do Indiana Pateta (lembra desse personagem? Relembre).
* A série P.I.A. ganha histórias até hoje em dia. A última foi publicada em 17 de Fevereiro de 2009, por Carlos Panaro [Roteiro] e Ottavio Panaro [Desenhos]. Veja uma scan desta história aqui.

Com isso encerro a primeira edição de Patópolis em Quadrinhos. Ainda não me decidi qual será periodicidade do projeto, na próxima edição trago mais novidades sobre esse assunto. Ah e quem esperava um perfil de Donald, Peninho ou Tio Patinhas, não se preocupem, haverão muitas oportunidades para isso futuramente. Por hoje já escrevi demais. XD

Mas, ESPERE!, caso você queria conferir as 3 primeiras páginas desta história, sem fazer o download, é só clicar em “continuar lendo”. De bonus, uma fotinho da minha coleção de HQs 😉

Para continuar lendo, e ver as páginas em melhor resolução, basta baixar o o download lá em cima do post.

E de bonus, foto da minha coleção de HQs Disney:

Não vai faltar histórias bacanas para as próximas edições deste projeto. 😉

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.