Assistindo

True Blood – Os vampiros saem do caixão

True Blood é a mais recente série da HBO. Criada por Alan Ball (responsável pela magnífica Six Feet under/A Sete Palmos) a série já caiu no gosto do público e garantiu a sua segunda temporada.

Imagine se amanhã uns cientistas japoneses anunciassem que desenvolveram um sangue artificial. Por conta disso, os vampiros resolveram se revelar para a sociedade, já que não mais precisam matar humanos para se alimentar. Como se sentiria? Com medo? Empolgado? Curioso em conhecê-los? Essa é a idéia principal da série: os vampiros existem e vivem entre nós.

A história se passa na cidade fictícia de Bom Temps. Dois anos após a revelação, o primeiro vampiro chega a cidade, mais especificamente ao bar Merlott’s, onde a personagem principal Sookie Stackhouse (Anna Paquin) trabalha como garçonete. Sookie sabe muito bem o que é viver com um segredo: ela pode ler a mente das pessoas. Apenas pessoas, não vampiros. Essa é uma das razões por ela se sentir atraída por Bill Compton (Stephen Moyer), o primeiro vampiro de Bom Temps.

O desenrolar da primeira temporada envolve o assassinato de diversas mulheres que possuem alguma relação com vampiros. Devido a sua relação com Bill, Sookie é o alvo principal. Mas True Blood oferece muito mais que apenas um suspense. Temas como preconceito e tolerância surgem várias vezes durante os episódios.

Além de ter um casal principal bem interessante, por várias vezes os personagens secundários chegam a roubar a cena. Dou destaque especial para Tara Thornton (Rutina Wesley) – a melhor amiga de Sookie – e sua relação com a mãe alcoólatra. Tara é desbocada e devido aos problemas com sua mãe, tem dificuldade em se relacionar com as pessoas. Tara é apaixonada por Jason Stackhouse (Ryan Kwanten), irmão de Sookie. Mas Jason é um garanhão, aproveita a vida sem medir conseqüências e isso o coloca em várias encrencas, sendo até indicado como suspeito de assassinato.

A série não se utiliza de todas as mitologias dos vampiros. Crucifixos não os assustam, eles possuem sim reflexo no espelho e alho apenas os irritam um pouco. Aliás, é bem interessante notar a “organização” dos vampiros. Bill é subordinado ao vampiro Eric Northman (Alexander Skarsgård), mais velho e mais poderoso que ele. Eric por sua vez, é subordinado ao Magistrado, um tipo de juiz no tribunal dos vampiros.

Nem preciso comentar das atuações da série: a série já arrebatou três prêmios de melhor atuação, sendo dois deles da Anna Paquin. Todos os atores são ótimos e os personagens são extremamente carismáticos.

A série está sendo exibida pela HBO aos domingos, mas já está no season finale. Com certeza devem reprisar, fiquem de olho na programação. Vale dizer que tem muitas cenas bem picantes, então, vejam com cautela!

Pra finalizar, a brilhante abertura da série:

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Theo Medeiros

Cinéfilo, gamer, adorador de música e entusiasta tecnológico. Acha que Nescau é melhor que Toddy e que bacon é a oitava maravilha do mundo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.