AssistindoSeriados

Weeds: Fim do ano 4 e as mudanças…

Atenção aos spoilers sobre as 4 temporadas da série.

A 5ª temporada de Weeds está programada para recomeçar dia 08 de Junho nos EUA. Aqui no Brasil o canal GNT, que exibe a série, terminou a 4ª temporada a mais ou menos um mês.

Weeds é uma série do canal Showtime, assim como Dexter, ou seja, não falta valores politicamente incorretos e muita polêmica na trama, do jeito que o canal adora. Para quem nunca assistiu Weeds a série conta a história de Nancy Botwin, uma viúva com 2 filhos que vive num bairro de classe alta. Com a morte do marido, Nancy passa a vender maconha para sustentar o alto estilo de vida. Essa é a linha principal da trama.

Nancy logo percebe a mina de ouro em que se meteu. Maconha dá dinheiro e como. A série faz questão de deixar isso bem claro. O problema é que quanto maior a aspirações de melhorar seu mercado, maiores são os riscos atrelados a atividade criminosa. Claro que um dos méritos da série é a gama incrível de personagens bizanhos porém carismáticos. Tem tipinhos para todos os lados. Claro que isso não tira o mérito da atriz Mary-Louise Parker [Nancy] que pode muito bem levar toda a série nas costas.

As 3 primeiras temporadas já foram lançadas em DVD aqui no Brasil e são fantásticas. O ano 4 ainda não tem data de lançamento, porém como o canal GNT já terminou sua exibição eu posso comentar um pouco mais sobre os rumos que a trama teve e todas as mudanças, nem sempre boas, que surgiram no quarto ano.

A principal mundança no ano 4 foi fuga do suburbio de Agrestic, que funcionava como um enorme condomínio de alta classe. Nancy tentou crescer demais na industria da maconha na terceira temporada e acabou perdendo tudo no fim da temporada, incluindo sua luxuosa casa em Agrestic. Hora de recomeçar do zero em outro lugar.

Ren Mar, uma cidadezinha ao lado do México é o destino da trama. Nancy acaba indo morar na casa da avó de Andy, irmão do falecido marido de Nancy. E aqui temos a pior jogada dos roteiristas.

A trama perde a sua incrivelmente melosa e pegajosa abertura, que eu achava o máximo, já que não existe mais Agrestic, que era o que dizia a letra da abertura. O estilo da série também perde seu foco já que toda aquela coisa de vida em alta sociedade, subúrbio dos ricos e dos bem de vida também desaparece. Nancy acaba indo morar numa cidadezinha qualquer e sem atrativo algum. Perde um certo charme que a série tinha. Além disso uma gama de personagens desapareceram com a mudança de ares, como Heylia James, Conrad Shepard, Lupita. Os produtores devem ter notado isso e no desenrolar do 4º ano conseguiram trazer alguns personagens de volta. Mas todos fora do ambiente criado pelos produtores no primeiro ano, muitos parecem deslocados. Doug Wilson é um belo exemplo de personagem que rodeou o ano 4 inteiro e apesar de alguns bons momentos, acabou não chegando a lugar nenhum.

Fora isso a trama começa a ficar cruelmente incorreta. Nancy já havia revelado a seus filhos na terceira temporada o que fazia para ganhar a vida, mas no quarto ano a coisa desanda de vez. Não achei tão inteligente assim já que um dos objetivos de Nancy quando a série começou era deixar os filhos de fora de toda essa vida criminosa dela. Shane acaba virando uma criança problemática e Silas um traficantezinho de meia-tigela. Tudo ficou amargo demais no quarto ano.

Nancy acabou se aliando a poderosos traficantes mexicanos, e entrou no negócio de armas, drogas em geral e até mesmo tráfego de mulheres. Baixaria total. Não é para menos que no fim da temporada ela acaba entregando parte do esquema as autoridades, com um acordo de que ela não seria presa é claro, e para não morrer nas mãos do poderoso chefão das drogas, que é prefeito de uma cidadezinha do México, acaba engravidando do cara.

A estética mudou muito neste quarto ano. Não curti os rumos que a trama tomou. O que nasceu como uma série simples sobre a vida politicamente incorreta dos bem de vida, acabou entrando no mundo do tráfico ilegal entre a fronteira México-EUA. A série perdeu parte da identidade que tinha. E isso fez falta pra mim.

Mas Weeds continua sendo um sucesso nos EUA. Mary-Louise Parker já tem contrato assinado até a sexta temporada, então o jeito é ver como tudo isso vai terminar. Rola boatos de que a atriz não quer continuar após o sexto ano e o Showtime não tem interesse em continuar Weeds sem sua carismática protagonista. Mas isso é algo para se preocupar no futuro se você for fã.

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!

Artigos relacionados

Fechar