AssistindoReflexões & Opiniões

Opinião: 24 Horas – 7ª Temporada [Jack Bauer voltou!] Fim da Temporada nos EUA

Esta semana foi o final da sétima temporada de 24 Horas nos Estados Unidos e a série fechou a temporada de forma espetacular. Fez muito bem Jack Bauer ter ficado congelado um pouco mais de um ano na temporada de 2007/2008, por causa da greve dos roteiristas. Ganhamos um telefilme, mudança de cenários, e os roteiristas puderam refinar e aprimorar os detalhes da história. Como a Fox do Brasil resolveu sacanear e exibir o filme “24 Horas Redenção” dublado e sem a opção de legendas em português no dia 31 de Março, eu, sem muita paciência, fui dois dias depois e baixei o filme e os 16 episódios da 7ª temporada que já estavam disponíveis na internet. Revoltei geral.

Aí a série começou no canal e foi disponibilizado a legenda. Mas aí era tarde demais. Já tinha visto 16 semanas de episódios. Não iria esperar mais 16 semanas para ver o resto dos episódios exibidos nos EUA. Bem feito para a Fox, para aprender a não fazer o telespectador de palhaço. Sem falar desse atraso gigante para a série estrear por aqui, enquanto alguns canais estão quase que pau-a-pau em suas séries em relação aos episódios americanos, a Fox insiste em testar a paciência de seus telespectadores.

Enfim, este fim de semana baixei os últimos 8 episódios da sétima temporada e numa tapada só vi todos e cá estou para comentar sobre o sétimo ano. Aviso que se você está acompanhando pela Fox, pode parar por aqui, haverão spoilers e comentários sobre o fim da temporada exibida nos EUA. Continue vendo pela Fox porque essa temporada está excelente e o fim é um dos melhores dos 7 anos da série.

Tony Almeida

O roteiro deste sétimo ano tem suas sacadas geniais. A primeira deles é a volta dos mortos de Tony Almeida. Gostei demais da atenção que ele recebeu neste sétimo ano e da nova construção da personalidade do personagem. Cheguei a ficar meio decepcionado quando logo no início a história desfez o papel de vilão do Tony. Botaram o personagem trabalhando escondido para o bem do país? Não gostei disso, não achei fácil engolir a motivação do Tony aqui. Aí depois num dos climax da temporada que ocorre na Casa Branca e ocasiona a morte do Bill Buchanan, Tony já estava sumido da história. Isso seria motivo para estragar toda a construção do sétimo ano se agora no fim tudo não se revertesse e Tony realmente se mostrasse um duas cara em busca de vingança. Sacana genial dos roteiristas.

A discussão final de Tony com Jack é genial, quando ele culpa Jack por tudo ter dado errado até então. Que ele sim conseguiu chegar no grande vilão da temporada. Que ele é o grande herói da temporada. Sensacional essa distorção da realidade na cabeça do Tony. O pior de tudo é que não deixa de ser verdade. Afinal Alan Wilson só se revelou por causa de tudo que ele fez. Fiquei apenas na dúvida se não deveriam ter matado o personagem no fim. Espero que não o utilizem na 8ª temporada. Tony teve, no momento, o desfecho que precisava. Não o façam vilão de novo. Não agora.

Jack Bauer

Jack Bauer também esteve sensacional nesta temporada. Muito melhor do que na temporada passada. O depoimento dele no Senado americano foi simplesmente genial. Por várias vezes na série ele justificou seus atos cometidos durante todos estes anos. Faz bem ver Jack se explicando. Este sétimo ano deu a ele excelentes momentos. Gostei do primeiro interrogatório dele com Tony, da invasão na Casa Branca e o sacrifício de Bill, sem falar na inteiração dele com Renne Walker. Lá no meio da temporada os roteiristas resolveram infectá-lo com um vírus e começar a trabalhar com o personagem como um secundário em vários momentos. Isso porque fica realmente cada vez mais difícil ver Jack dando uma de Chuck Norris, socando e atirando em 15 bandidos em 15 segundos, sem levar um ferimento significativo. OK, tudo bem que lá no finzinho, ele derrubou algemado a equipe médica do Tony, mas foi uma momento nostalgico. No geral essa segunda parte da temporada trabalhou com ele pelo fundo.

Jack ficou no FBI, virou auxiliar da Renee, não estava nem próximo num dos climax da série que foi a invasão da empresa Starkwood, não foi exatamente o salvador do fim de temporada e não chegou a socorrer a Kim no finzinho. Tudo isso ficou ótimo nesta temporada, porque não saturou o personagem, que já apresenta sinais de velhice. Afinal quantos anos na cronologia da história já se passaram desde que ele começou na CTU lá no primeiro ano? Não faço idéia, mas são muitos.

O personagem está sendo usado como o coordenador brilhante da trama e dos acontecimentos do que o soldado que consegue feitos impossíveis, é uma reviravolta bacana para a série. Melhor ainda ver Jack construindo a personalidade de Renner Walker.

Os secundários

Todo mundo trabalhou bem nesta temporada. Achei a morte de Bill Buchanan importante para segurar a audiência. Também fiquei revoltado com a morte de Larry, o diretor do FBI que praticamente levou uma facada pelas costas pelo Tony, mas foi de extrema importância para dar as justificativas que Renne precisava. Aaron voltou e também mandou bem na Casa Branca desmascarando a filha da presidente. Chloe apesar de não terem aprofundado muito, a cena com seu filho mostra que a personagem carrega um enorme fardo por ser amiga de Jack Bauer. Até mesmo a lembrança de David Palmer quando Jack grita dentro do FBI num surto pela sua doença penetra no telespectador. Ainda acho que um dos maiores erros dos roteiristas da série foi ter matado David Palmer, que era tão importante a série quanto Jack Bauer é.

Renne Walker então se saiu fantástica. Tive um receio de que talvez ela não fosse durar até o fim da temporada, afinal, as pessoas tendem a morrer quando estão ao lado de Jack. Porém a personagem não morreu e recebeu um belo final. Eu daria mais uma temporada para a personagem e sinceramente pode vir a ser uma protagonista principal na série caso resolvam mesmo matar Jack. Ela só precisa de mais uma temporada com Jack Bauer para ficar no esquema.

Até mesmo Kim Bauer me agradou. Me deu raiva ver a personagem atrás do vilão desarmada no finzinho da temporada. Mas como ela não fez nenhuma burrada e ainda usou seus poderes de CTU de temporadas atrás, merece um crédito. Sem mencionar que ela ainda será a salvadora da vida de Jack.

O fim

Basicamente já comentei sobre o fim da temporada. Tony é um vilão, não morre e vai preso. Renne começa a se tornar uma mini-Jack Bauer. Kim salvará Jack. Jack pede perdão por tudo de mal que fez em todos estes anos, podemos nos questionar se ele realmente é um herói. Acho que todas as mini tramas da série se fecharam bem. Seja o problema familiar na Casa Branca, os conflitos FBI versus CTU, e os verdadeiros vilões por trás dos vilões e a dos personagens.

Este final, na minha opinião, perde apenas para o fim da primeira temporada, com a morte de Teri. Mas após este, acredito que o sétimo ano acabou tendo um dos melhores finais para série. Ficou completo para todos os personagens, com um enredo bacana, com todas as reviravoltas e clichês que marcam a série e com mudanças de ares que deixaram a série menos desgastante.

Agora é esperar a 8ª Temporada, que dizem por aí que será a última. Até o momento sabe-se que ela se passará em Nova York e trará a CTU novamente.

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.