Japão

Animê | Primeiras Impressões: Katekyo Hitman Reborn!

Eu não vou lembrar agora, mas foi um leitor do Portallos que me recomendou esse anime através do e-mail de contato do blog. Se ele ainda estiver por aqui, por favor se manifeste. Em todo caso, faz alguma semanas que comecei a assistir Katekyo Hitman Reborn e o anime me surpreendeu além do que eu esperava.

A série iniciou em 2004 na famosa revista japonesa Shonen Jump e o anime estreou em 2006. No momento já conta com quase 150 episódios. O autor de Reborn se chama Akira Amano e de acordo com a biografia do Wikipédia, Reborn é sua primeira série grande de sucesso. Katekyo Hitman Reborn ainda não tem previsão de término, seja no mangá ou no anime.

Mas vamos continuar após o “continue” que o textinho ficou maior do que eu pensei que ficaria. XD

A história, pelo menos no início é bem simples, a coisa só vai ficar mais complexa mais tarde. O enredo gira em torno do “Bom-em-nada” Tsunayoshi Sawada, que como seu apelido diz, não é muito bom em qualquer coisa que faça. Mas Tsuna na verdade pertence a mais poderosa organização da Máfia do mundo, a Família Vongola e um dia ele será o chefe de toda essa organização. Para isso a Máfia manda para o Japão um tutor para Tsuna, o personagem que parece uma criança chamada Reborn. Futuramente o enredo vai explicar melhor sobre Reborn, tudo é levado mais para o lado da comédia no início e por isso não deve ser levado tão a sério o traço de personagens como o Reborn.

A partir daí a história começa a explorar bastante a convivência de Tsuna e Reborn no Japão, onde Reborn irá treinar Tsuna para um dia se tornar chefe da família Vongola. Nesse meio tempo, outros personagens vão entrando ao enredo e dando cor a série. Apesar dessa temática de mafiosos, a série não explora o tema como uma Família Sopranos. O tema é apenas para servir de pano de fundo para o amadurecimendo de Tsuna e para ficar mais palpável a existencia de tantos personagens bizarros. XD

Destaque para a vaquinha (?) Lambo, que tem cabelo black power que ele tira quantas granadas quiser e tem uma bazuca com que faz ele trocar de lugar com si próprio 10 anos no futuro. Hilário. Mas todos os personagens criados dentro da série tem uma certa simpatia. Tudo é feito de forma original e criativa.

A série leva tudo para a comédia na primeira e segunda temporada. Eu ainda estou no episódio 40, tem muito que me atualizar ainda, mas gostei bastante do final da primeira temporada, onde as coisas ficam mais sérias e o anime corta um pouco a comédia para dar lutar a lutas com bastante ação e criatividade. Sem mencionar que Reborn sério e lutando parece um outro personagem. Totalmente fantástico. No momento eu estou na segunda saga, dos Anéis Vongola. Ainda não terminei, mas o quebra pau vai começar novamente.

Pretendo mais para o futuro fazer um post com mais detalhes, com mais detalhes sobre outros personagens da série e com mais imagens. Esse foi só um preliminar. Quero terminar todos os episódios já lançados primeiro para depois fazer um review completo. Também não acompanho o mangá para dizer o que difere do anime, vou pesquisar mais para o futuro, mas dei uma folheada nuns capitulos recentes dele e vi que a série anda um pouco mais voltada para a ação e menos para a comédia, o que parece ser o caminho certo para o amadurecimento da mesma. Estou empolgado. XD

Fecho o post com a segunda abertura da série, que achei mais bacana que a primeira.

Fica a recomendação e aguardem mais sobre a série aqui no Portallos. Um ótimo anime para quem está um pouco cansado da mesmisse do Naruto e dos Fillers intermináveis de Bleach. Sou tarado por animes de longa duração e Reborn já está na minha lista de anime que irei ver por muitos anos!

Próximo anime que vou comentar aqui no blog será Death Note, que vivem me pedindo. Atualmente terminei de ver os 37 episódios do anime e estou no meio do volume 11 do mangá. Acredito que até a semana que vem, já devo estar com o especial engatilhado. 😉

Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.