AssistindoJapãoReflexões & Opiniões

Animê: Pronto para ver Dragon Ball chegar no Brasil em DVD no pior formato imaginável?

Não é possível! Será que as distribuidores brasileiras de DVD só pensam em lucro, dinheiro e em passar os consumidores para trás? Nenhuma consegue planejar um produto sendo lançado por aqui de forma impecável para fãs e colecionadores? Assumir um compromisso de qualidade e, principalmente, continuidade de uma série até o fim. Você está esperando Dragon Ball, basicamente um dos mais famosos animês do mundo, ser lançado no Brasil em DVD para poder ter na coleção esse inacreditável clássico? Esqueça, eu já desisti. Mas me permitam explicar.

A notícia surgiu no site JBox, que quiser ler na íntegra, aqui o link. Mas posso resumir o que interessa para o post. A Playarte finalmente vai cumpri a promessa feita em 2009 e irá lançar no Brasil, Dragon Ball em DVD. E depois de tanta espera e sem muitas notícias, finalmente foi revelado o formato na qual o animê, que possui numerosos 153 episódios, será vendido aqui no Brasil. A Playarte vai lançar DB por aqui em ridículos Discos Avulsos custando R$ 29,90 cada um.

Qual o problema? Bem, se a Playarte fizer a mesma coisa que faz com os discos avulsos de Digimon Data Squad, será impossível ter toda a série completa por aqui. Não acreditoa. Olhe este link e este e este e este. Percebeu? Cada volume de Digimon Data Squad tem apenas 3 episódios em cada disco. Quase não dá para 1 hora de exibição por DVD. E eu nem quero imaginar quantos episódios essa fase de Digimon tem.

“Ah, mas e se com Dragon Ball for diferente?”, você deve estar pensando. Claro que pode, mas eu dúvido. Lembram da linda coleção de Yu Yu Hakusho? Nos primeiros boxes, cada DVD vinha com um ótimo número de episódios por disco, mas nos últimos boxes a coisa ficou muito ridículo, pois um box com 3 DVDs vinha com 10/09 episódios no total! Sim, o formato DVD com 3 episódios foi utilizado nos últimos boxes do animê. E se lá foi assim, porque acreditar que será diferente com Dragon Ball? Vamos fazer algumas contas.

Se cada DVD de Dragon Ball tiver apenas 3 episódios, serão necessárias aproximadamente 51 caixinhas de DVD com um único disco. 50 caixas!! E se fossem 5 episódios por DVD? O número diminui para 30 caixas de DVD aproximadamente. E 30 caixas ainda é um número enorme se você pensar apenas na série clássica de Dragon Ball. E como fica se algum dia for lançado por aqui da fase Z e a GT? Lá se vão mais 60 caixas de DVD, e olhe lá!

Qual o formato ideal? Não sei dizer. A Warner estava lançando tempos atrás desenhos como Pink e Cérebro, Tiny Toons e Liga da Justiça na média de 8/9 episódios de 22 minutos por disco. É sério. A título de exemplo, lá nos EUA a primeira parte de Tiny Toons – Ano 01, foi vendido numa única caixinha de DVD contendo 4 disco com 35 episódios no total! Não acredita? Estas fotos não me deixam mentir (clique aqui). Nunca vi uma coleção de desenhos animados da Warner ser vendido com menos de 5 episódios por disco. Tudo bem que aqui no Brasil o mesmo box do Tiny Toons foi mutilado e vendido separado (um disco por caixa), mas isso ainda não tira o fato de que cada disco continha 8/9 episódios (176/198 minutos).

Qual seria o formato mais bacana para Dragon Ball? Na minha opinião em caixinhas de DVD duplos. Com cada disco contando o mesmo padrão da Warner, 8/9 episódios. Assim cada volume duplo teria em média 17 episódios. E vamos as contas de novo? Se cada volume tivesse essa média, bastariam apenas 9 volumes duplos para você ter toda a série clássica de Dragon Ball no seu armário. Não 50 caixinhas, não 30 caixinhas. Apenas 09! Preço? A média de preço da Warner quando lançada os boxs duplos de desenho no Brasil eram de R$ 39,90. O que considero um preço mais do que justo. Quando os boxes vinham com 4 discos, o preço dobrava para R$ 79,90. Muito? Basta lembrar que a Playarte vendeu Box do One Piece aqui no Brasil por R$ 69,90 com ridículos 06 episódios em um box com 02 discos.

Um último ponto, para fechar. O licensiamento é caro. É verdade, a Warner é dona de desenhos como Tiny Toons e Liga da Justiça. A Playarte não é dona de Dragon Ball. Mas ainda assim não é desculpa para que isso ocorra no Brasil. Eu dúvido que a série venda assim e que todos os DVDs sejam lançados no Brasil. Neste formato ninguém ganha. A Playarte não ganha porque espero e torço para não vender, a licensiadora não ganha porque os DVDs acabam parando de ser lançados (ganha apenas o que foi pago para permitir lá no início) e os consumidores não ganham, com um produto de qualidade duvidável, no pior formato possível, semelhante à aqueles DVDs de desenhos de Banca de Jornal que em geral também tem 60 minutos de duração com 3 episódios cada. A diferença é que o material da Playarte é um pouco melhor, o que justifica os 29 reais de cada disco.

Quer ver o que é DVD de Dragon Ball de verdade? Olhem estes três links na Amazon (aqui, aqui e aqui). Box com 5 discos, com mais de 700 minutos cada box. São basicamente 30 episódios em média por box. Em 5 box, fecha a fase clássica. ISSO É DIGNO DE COLECIONADOR. E não essa farofada que o brasileiro irá receber em abril.

Brasil dos DVD… falhou de novo. Que vergonha.

Obs: Fanart que abre o post por alfiov do DeviantArt.

1º Box de DVD de Dragon Ball dos Estados Unidos lançado em Setembro de 2009

Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.