Assistindo

Rá! Episódio de Halloween de Castle brinca com Firefly e Buffy! [2×06] [PdS]

Castle: Ano 2, Episódio 06. Foi exibido no Brasil, pelo canal AXN, dia 19 de Maio: “Vampire Weekend”. Horário: toda quarta-feira às 22h.

Enquanto isso nos EUA: Nossa, esse episódio foi exibido por lá em 26 de Outubro do ano passado. A segunda temporada de Castle já terminou por lá com 24 episódios, sendo o final da temporada no dia 17 de Maio. AXN bem atrasado, mas não faz mal, Castle não é uma daquelas séries que precisam de episódios pau-a-pau com os EUA na minha opinião.

Aviso: Continue apenas se você já assistiu ao episódio 2×06 de Castle. Haverão spoilers!

Não conhece o Papo de Série? Basta clicar aqui e ficar por dentro do projeto. Depois do “continue”, a gente conversa mais.

Esta não é exatamente a primeira vez que falo sobre Castle aqui no blog. Eu comentei sobre ela em fevereiro deste ano, um pouco antes da atual reforma do Papo de Série. Foi jogo rápido, mas servia como uma rápido introdução para quem nunca ouvi falar desta série. Para ver o post anterior, basta clicar aqui.

Pois então! A primeira temporada, curtinha com apenas 10 episódios acabou e o canal AXN já emendou a segunda temporada, tirando um pouco do atraso da estréia da mesmo por estas bandas. Agora até entendo porque seguraram a primeira temporada por um ano. Realmente com apenas 10 episódios, ficaria chato assistir e depois ficar esperando a segunda temporada. Ainda assim, é claro que poderia ter sido exibido um pouco mais cedo.

Mas a série é uma comédia! O ritmo é a velha fórmula de casos policiais, misturado com um pouquinho do clima meio Scooby-Doo, onde os suspeitos são apresentados e cabe ao telespectador descobrir o assassino antes que o episódio acabe. Tudo regado com muita comédia, pelo personagem Richard Castle, interpretado por Nathan Fillion! Cada episódio um caso. Nada de trama entrelaçada feito novela para obrigar o telespectador a voltar toda semana. Eu mesmo gravo os episódios e assisto quando estou com vontade de ver algo mais descontraído na TV (e aí o motivo deste PdS atrasadão).

Castle é um autor de livros, que por ser amigo do prefeito conseguiu autorização para ficar como uma espécia de “parceiro” de Kate Beckett, detetive da divisão de homicídios da delegacia do distrito de Nova York (“NYPD” na sigla exta). O motivo é que Beckett é uma personagem fictícia em sou atual livro (best-seller) policial. Mas Castle também é muito bom para adivinhar e supor pistas, sem contar seus contatos pela cidade, e ao invés de servir de estorvo, acaba ajudando e muito na solução de alguns casos. Tudo regado com extremo bom humor que o ator Nathan Fillon faz tão bem.

Veja por exemplo este episódio de Halloween, que começa com uma genial homenagem à Firefly, onde Nathan Fillon se veste de Malcolm Reynolds, papel que ele mesmo interpretava na lendária série de Joss Whedon produzida entre 2002/2003. Putz, não sabe o que é Firefly? Que tal um post bem velhão aqui do Portallos para clarear a referência? Clique aqui. E o imperdível momento em Castle:

Para deixar tudo ainda melhor, o caso do episódio traz um homicídio onde a vítima foi apunhalada no coração por uma estaca de maderia. Rá! Adoro episódios de Dia das Bruxas em séries! Entre a brincadeira do episódio, além de ser mencionado a série Buffy uma vez em determinado momento, que alias Nathan Fillon também participou na sétima temporada da série, Castle e Beckeet ainda vão a uma seita de pessoas que se fantasiam de vampiros, encontram um caixão de vampiro numa fábrica abandonada e ainda falam daquela doença onde a pessoa queima em contato com o sol e por isso é chamado de à doença do vampiro. Muito legal mesmo esse episódio com tantas referências e temática de halloween. Para deixar o episódio mais nerd ainda, a vítima era um desenhista de uma Graphic Novel, como costuma-se chamar os quadrinhos de luxo hoje em dia. Até Grant Morrison é citado no episódio. Fala sério!

Para quem ficou curioso, mais abaixo a promo do episódio:

O caso de homicídio do episódio em si foi interessante até um certo ponto, quando todos mitos e lendas acabam caindo sendo solucionados, vira um caso como outro qualquer do episódio, mas as situações de comédia ainda continuam até o final do episódio.

Acho legal também que a série vem dando uma maior participação aos personagens Detetives Kevin Ryan e Javier Esposito, que eram meros coadjuvantes quando a série começou. Eles agora aparecem mais, zoam mais o Castle e até participam às vezes dos casos que Beckeet e Castle investigam. Quanto a história principal, se Castle vai ficar com Beckeet ou não, isso não tem tanta importância mais, depois de 5 temporadas acompanhando Bones e vendo os protagonistas nesse vai e não vai, é legal ver que em Castle, os roteiristas estão mais preocupados é com as situações de comédia que essa situação entre a dupla gera do que levar o romance a sério mesmo.

Também gosto da relação de Castle com a sua filha, sempre no bom humor, mas levando a série quando algo acontece com a menina. É uma harmonia bacana para a série, não deixando policial demais e nem familiar demais.

Castle não é uma série que eu acabe recomendando para se ver toda a semana, mas vez ou outra, em especial estes episódios como este de halloween, são imperdíveis para dar um relaxada com tanta série dramática na TV atualmente. Nada como uma série brincalhona, mas ao mesmo tempo inteligente e meio nerd diga-se de passagem.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.