Dando Nota!Jogando

Impressões | Pokémon Heart Gold / Soul Silver

Por que jogar Pokémon depois de 10 anos?

Já faz um bom tempo que estou jogando esta nova versão de Pokémon, mas minha história é um pouco diferente, o último jogo da franquia que havia jogado foi justamente a Silver/Gold/Crystal, o que traz uma tremenda nostalgia para mim. Não joguei a geração Advanced e nem a DP e só agora estou retornando a essa que é uma das minhas aventuras favoritas.

Colecionar Pokémons, batalhar com Pokémons, criar um time balanceado, ou simplesmente chegar até o final, tudo isso é uma conquista que nos deixa bobos e fazemos isso continuamente a cada novo jogo lançado porque a magia não se altera. Confira o trailer do game abaixo e continue lendo para ver as impressões do jogo!

O que mais estranhei é que são muitos Pokémons novos que foram adicionados em todos esses anos, alguns são muito estranhos outros são no mínimo interessantes. Atualmente estou no continente de Kanto coletando as últimas insígneas. Estou demorando bastante porque sempre paro para treinar meus Pokémons, tento deixá-los fortes e vou trocando Pokémons do meu time para criar um time bem balanceado, e isso me fez registrar mais de 70h de jogo sendo que comprei o jogo por volta do dia 30 de março.

O melhor da brincadeira deste jogo fica realmente por conta do Pokéwalker, que se mostrou uma boa alternativa para capturar bons pokémons, e também para treinar seus monstrinhos, e assim você pode praticamente jogar pokémon o tempo todo.

A mágica do acessório consiste em dar pontos de experiência para seu Pokémon a cada passo, porém seu Pokémon só aumenta um level por caminhada, para você aumentar outro level você deve levá-lo de volta ao DS e reenviá-lo ao Pokéwalker. Mais um detalhe, o golpe que ele for aprender no nível não é aprendido, o que é uma pena, portanto você deve ficar atento a qual o golpe ele aprende num nível antes de treiná-lo com o acessório.

Bem, o Pokéwalker não tem muito segredo, mas é de longe a melhor parte da brincadeira, mas vamos voltar ao jogo.

Bem como dizia, o último título da franquia que eu tinha jogado foi Pokémon Silver e o Crystal no saudoso Game Boy Color, e realmente o que encontrei nas versões remasterizadas foi um salto no gameplay, além de obviamente gráficos mais coloridos. Mas ao mesmo tempo muito similares ao que tem sido feito a tantos e tantos anos, somente com mais detalhes. Pokémon se manteve congelado na sua fórmula por anos, e isso sempre foi garantia de sucesso, mas agora haverá uma alteração na nova versão Black & White.

Um adendo bem bacana desta versão também fica por conta de poder caminhar com qualquer Pokémon do seu time, exatamente como era em Pokémon Yellow, onde andávamos o tempo todo com Pikachu. A proporção dos monstrinhos é uma coisa difícil de respeitar, dado a natureza dos gráficos, mas a brincadeira ainda assim é divertida. Em certos lugares, seus Pokémons tem que retonar para as pokébolas, como no oitavo ginásio do continente Johto, e alguns Pokémons grandes também voltam, quando entram em construções como é o caso de Lugia.

Algo que gostei bastante também são as funcionalidades online, fiz um teste de trocas com a Dakini, foi tudo bem novo, ela me ajudou bastante, sou meio “neuba” nessas funções online, mas ainda não fiz uma batalha para ver como é, mas gostei bastante e achei bem cômodo poder fazer trocas com os amigos mesmo eles estando tão distantes. Receber presentes via Mistery Gift pela Nintendo também é legal, é possível obter bons Pokémons, como o último que disponibilizou um Jirachi e rotas para o Pokéwalker. Essas são boas adições que com certeza aumentam o gameplay e garantem que possamos obter pokémons únicos e difíceis que somente se estivessemos nos EUA conseguiríamos.

Se você tem receios se realmente vale a pena comprar o jogo, asseguro que não só pelo Pokéwalker, mas pela atualização dessa que é uma das melhores aventuras de Pokémon, pelo menos das que joguei. Uma franquia quase inalterada, com apenas pequenas atualizações mas que criam uma atmosfera nostalgiante e renovada ao passo em que mantém a tradição de sucesso da franquia. Confira um vídeo com gameplay para ver como ficou o jogo:

Isso também pode lhe interessar

Pikachu

Gamer e nerd, meus gêneros favoritos são RPGs e Adventures, e claro que adoro Pokémon. Aprecio uma boa música também, em especial o bom e velho Rock N' Roll e o Metal e suas vertentes.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.