Lendo

HQ Disney: 4ª rodada de Edições Extras nas bancas! Saiba aqui as histórias selecionadas!


Hora de voltar a falar das edições extras dos quadrinhos Disney que chegaram as bancas na semana passada. Ontem finalmente consegui ter acesso às edições e já trago aqui no blog o conteúdo de cada uma. E algumas histórias conseguiram me chamar a atenção. Vou começar as principais.

Primeiro vale lembrar que as Edições Extras não trazem quadrinhos inéditos, apenas republicações, aproximadamente do período de histórias publicadas no Brasil entre 1999 e 2005, que foi quando os arquivos digitais da Editora Abril começaram pra valer. As histórias que foram publicadas antes desse período precisam de um tratamento de colorização e isso encareceria o gibizinho, que custa apenas R$ 1,50. Disney Big sofria do mesmo mal, mas felizmente a quinta edição do volume passou a ter algumas histórias antes desse período que foram colorizados digitalmente para o volume. (Saiba mais aqui)

Isso faz com que estas edições não sejam tão atraentes pra mim, colecionador dos quadrinhos Disney desde meados da década de 90. Boa parte do conteúdo das edições extras, assim como a de férias, eu já li e tive acesso e tenho em minha coleção. Claro que uma história ou outra, acabo não tendo, já que nem tudo conseguia comprar, seja por falta de verba ou porque algumas edições especiais nunca chegavam na minha cidade. Mas enfim, a seleção da quarta rodada dos quadrinhos extras ficou bacana, divertida e bem selecionada. Vou comentar uma a uma.

Tio Patinhas Extra 04

A do Tio Patinhas acabou sendo desta vez a seleção mais fraquinha do mix, com uma história de 2000, uma do Vicar de 1973 e uma do Tony Strobl de 1968. A única que não possou na minha coleção é da do Strobl, que saiu por aqui pela última vez em 2003 na Novo Disney Especial 09, que não chegou a ser vendida aqui na minha cidade. O que eu não gosto é desse contraste de histórias e traços de décadas diferentes numa edição de 36 páginas. Se o propósito das edições extras é atrair novos leitores pelo preço baixo, talvez as histórias com o Tio Patinhas poderiam ser mais recentes, como a que abre a HQ. Fica aquela sensação bizarra de que as duas últimas servem apenas para “tapar buraco”, mesmo que seja feita por dois grandes Mestres Disney. Sem mencionar que as duas últimas histórias já foram republicadas uma porrada de vezes ao longo das décadas. Gostaria bem mais que a edição extra do Tio Patinhas trouxesse uma daquelas aventuras italianas de 30 páginas que existem aos montes para ser republicadas aqui no Brasil.

A Ameaça Meteórica (Inducks) – 2000
Roteiro: Gorm Transgaard e Desenhos: José Colomer Fonts
História Publicada em Tio Patinhas 431 (2001)

A Loja de Brinquedos (Inducks) – 1973
Desenhos: Vicar
História publicada em Zé Carioca 1235 (1975), Disney Especial 74 (1983), Disney Especial Reedição 70 (1992), Almanaque Disney 353 (2003)

O Retrato Vivo do Tio Patinhas (Inducks) – 1968
Desenhos: Tony Strobl
História publicada em O Pato Donald 910 (1969), Disney Especial 72 (1983), Disney Especial Reedição 68 (1992), Novo Disney Especial 9 (2003)

Pateta Extra 04

Se a Tio Patinhas Extra não se saiu muito bem, a mesma coisa não acontece com a do Pateta Extra, que acredito que conseguiu atingir a melhor seleção de histórias com o personagem até agora. São 4 ótimas histórias, o melhor de tudo é que elas vem de um período nublado das revistinhas do Mickey, quando ela passou a ter somente 36 páginas e muitos fãs e colecionadores pararam de comprar as edições brasileiras pelo péssimo tratamente dada a elas. Então pra mim, três das quatro histórias são praticamente inéditas. Isso é sempre animador!

Uma das quatro histórias tem roteiro do sempre excelente Paul Halas e três delas tem desenhos de Francisco Rodriguez Peinado que manda muito bem no traço do Pateta e nos cenários de fundo dos quadros. E ao contrário do caso acima, todas as histórias da seleção foram produzidas basicamente num mesmo período, entre 1999 e 2002. O que não trás aquele constrate de história velha, como ocorre na do Tio Patinhas acima.

Recomendo mesmo a compra dessa revista, porque ficou sensacional o mix de histórias e o Pateta é sempre muito engraçado, independente da situação em que ele esteja envolvido. A última história, As Brumas do Passado, tem um traço muito bonito, me causou uma excelente primeira impressão.

Sono Difícil (Inducks) – 1999
Idéia: Lars Jensen, Roteiro: Christopher Spencer e Desenhos: Francisco Rodriguez Peinado
História publicada em Mickey 623 (2000)

As Mutações Patéticas (Inducks) – 2001
Roteiro: Stefan Petrucha e Desenhos: Francisco Rodriguez Peinado
História publicada em Mickey 694 (2003)

Rico e Famoso (Inducks) – 2002
Roteiro: Stefan Petrucha e Desenhos: Jorge David Redo
História publicada em Mickey 689 (2003)

As Brumas do Passado (Inducks) – 2001
Roteiro: Paul Halas e Desenhos: Francisco Rodriguez Peinado
História publicada em Mickey 682 (2002)

Pato Donald Extra 04

Vi alguns relatos de alguns na comunidade do Orkut dos quadrinhos Disney dizendo que não curtiram tanto assim as histórias selecionadas para esta edição extra do Pato Donald. Se for pensar nos números anteriores, que já contaram com capa Carl Barks, história rara do Don Rosa e na edição só com histórias de William Van Horn, até entendo porque alguns não vibraram tanto assim com esta edição. Mas eu gostei.

Gosto quando a Editora Abril junta histórias sequenciais, no caso a história dos Bobomons, uma referência clara de Pokémon. São duas histórias, criadas em anos distintos e publicadas no Brasil na revista do Tio Patinhas em duas edições diferentes, então está é a primeira vez que os leitores podem ver as duas histórias em sequência numa única edição. A Abril já havia feito isso em Mickey Extra #3 onde trouxe as histórias relacionadas a batalhas de robôs.

Alias faz algum tempo que não vejo histórias dos Patos pelo casal Carol e Pat McGreal, gosto dessa dupla de roteiristas porque ambos sempre fazem histórias voltada com assuntos mais atuais, a própria brincadeira com Pokémon é totalmente válida, neste domingo cheguei a assistir um episódios de Os Simpsons onde a animação parodiava Bakugan, outro animê japonês com batalha de monstrinhos. Não vejo problema algum ter uma história do Donald com a mesma influência. Pelo contrário, isso faz a fantasia dos quadrinhos Disney um pouco mais pé no chão e condizente com o que a garotada curte hoje em dia. E ambas as histórias tem o traço de Vicar, um desenhista na qual o público brasileiro tem certa simpatia.

A Guerra dos Bobomon (Inducks) – 2000
Roteiro: Carol e Pat McGreal e Desenhos: Vicar
Hitória publicada em Tio Patinhas 428 (2001)

A Volta dos Bobomon (Inducks) – 2001
Roteiro: Carol e Pat McGreal e Desenhos: Vicar
História publicada em
Tio Patinhas 439 (2002)

Mentira tem Perna Curta! (Inducks) – 2000
Roteiro: Gorm Transgaard e Desenhos: José Maria Manrique
História publicada em Pato Donald 2210 (2001)

Mickey Extra 04

Por fim, chegamos a edição que tem a capa mais bonita das edições extras na minha opinião. Mickey me decepcionou ao mesmo tempo me surpreendeu. A decepção veio por conta da capa, com uma arte tão bonita, tinha esperanças de encontrar alguma história italiana dentro da edição extra com esse traço e não é o que aconteceu. Alias esse é um problema com as capas de algumas revistas Disney no Brasil, elas nem sempre correspondem ao conteúdo interno.

Mas passado isso, Mickey Extra trás um história da França, o que é bem incomum atualmente, onde apenas material da Itália e da Dinamarca acabam saindo nas revistas do rato e numa excelente história de 22 páginas temos uma daquelas raras e divertissímas histórias onde Mickey e o Donald são os protagonistas da aventura! Caraca como curto estas histórias!

Recordações, com Mickey e Donald tem roteiros do casal que acabei de elogiar uma edição acima, Carol e Pat McGreal! Adoro vem como Donald sempre fica mais nervoso perto do Mickey, e Mickey também fica bem diferente quando está com Donald ao invés do Pateta, seu parceiro de aventuras. Pra mim, está história acabou sendo a mais especial das quatro edições extras publicadas neste mês de agosto, o que torna a edição do Mickey imperdível para quem ainda não tem essa história na coleção.

A primeira história da edição, a francesa, tem apenas 8 páginas, mas é bem melhor do que as histórias que vinham aparecendo nas edições extras do Mickey, como aquelas feitas quando os estúdios nacionais da Abril estavam fechando às portas. Ao menos tem o Bafo para justificar a presença dele na capa.

O Tesouro do Capitão Barbudão (Inducks) – 2002
Roteiro: François Corteggiani e Desenhos: Maximino Tortajada Aguilar
História publicada em Mickey 691 (2003)

Recordações (Inducks) – 2000
Roteiro: Carol e Pat McGreal e Desenhos: Cèsar Ferioli Pelaez
História publicada em Almanaque Disney 339 (2001)

E encerro o post por aqui. Espero que isso ajude o pessoal que está indeciso quanto a qual das edições comprar este mês. Aos que podem, comprem tudo, já que são revistinhas de apenas 36 páginas à R$ 1,50 cada. Apesar de já ter 90% das histórias acima, eu compro porque o preço é baixo e assim ajudo pelo menos para que elas não sejam canceladas e continuem saindo e tomando espaço nas bancas, que ficam com mais e mais espaço para quadrinhos Disney. A coisa melhorou nos últimos anos, mas ainda carecemos de revistas para material inédito e pelo visto isso só vai acontecer, se o pessoal continuar apoiando e novos leitores passarem a acompanhar estes clássicos da infância de muito marmanjo atual.

Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.