AssistindoVídeos & Trailers

Monsters | Filme britânico ganha 3º trailer, Aliens e mistério estão à solta! (2010)

A Vida não é exclusividade da Terra!

O filme britânico parece seguir um bom caminho. Invasão alien é um tema muito comum, mas o filme não se destaca apenas por ele. Monsters promete explorar outras questões que envolvem a reflexão humana, a adaptação biológica, a sobrevivência e o mistério aliado a um dos assuntos mais debatidos: haverá vida em outros planetas do cosmo?

Não quero (nem seria justo) encarar o filme com desprezo por considerar que os efeitos especiais parecem estar um pouco “rudes”, ou melhor, imperfeitos, ou pelo fato do tema ser algo já muito recorrente. Na verdade, tanto os efeitos quanto a história já me satisfazem desde que o filme evolua explorando a sobrevivência, questões filosóficas e o desenvolvimento e descoberta de uma vida extraterrestre que poderia ser a nossa. Fora da Terra, também somos aliens, mesmo que o termo seja de origem terrestre!

O trailer me deixou otimista e animado em relação ao filme dirigido por Gareth Edwards. O orçamento não está sendo muito alto, porque economizaram bastante com os efeitos especiais, aliás, pelo trailer julgo que o filme terá muitas cenas de mistério em que poucos aliens aparecem efetivamente – o mistério e a tensão crescem continuamente. A própria computação gráfica foi realizada por Gareth Edwards que já havia trabalhado com efeitos especiais. Por enquanto, dou um voto de confiança ao diretor.

Um breve resumo da história: Os protagonistas são Andrew (Scoot McNairy) e Samantha (Whitney Able), duas pessoas que se atrevem a entrar em zonas infectadas de quarentena. Tudo começou com o envio de uma sonda espacial para detectar vida extraterrestre. Um tempo mais tarde, a sonda terrestre regressou queimando um buraco na atmosfera e trazendo organismos extraterrestres vivos que infectaram zonas do México (principalmente) e dos Estados Unidos da América – as chamadas zonas de infecção (quarentena). Desde então, as forças militares iniciaram um processo de observação e contenção, tentando evitar o alastramento da contaminação.

Os protagonistas entram nas zonas infectadas. Isso sem esquecer que o filme ocorre seis anos após a infecção, ou seja, nas zonas isoladas os aliens já são residentes e ninguém sabe ao certo o que pode encontrar dentro de cada uma dessas zonas. Andrew é um jornalista cínico que deve ajudar Samantha, a filha do seu chefe, a chegar até a fronteira dos EUA – parece uma jornada ao mundo do “incrível”, ao mundo dos imprevisíveis aliens.

A espécie de polvo gigante que flutua no ar foi estraha mas me pareceu extremamente familiar, só não sei de onde vem esta familiaridade. Mas não importa muito. Há filmes que dependem dos efeitos especiais, como Avatar. Outros, utilizam os efeitos especiais mas conseguem ter qualidade sem abusar muito deles e acredito que esse possa ser um desses filmes.

O filme está com estreia marcada para 29 de Outubro nos EUA.

[nggallery id=232]

Isso também pode lhe interessar

Araphawake

Gamer de nascença, entusiasta do YouTube, cinéfilo e sobrevivente de The Walking Dead. Adoro livros e penso demais nas coisas. Na vida pessoal sou extremamente nostálgico e exagerado. Quem não me compreende ou conhece pode achar que sou antipático.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.