Japão

E começam os jogos de guerra! Grupo MAR contra os Peças de Xadrez! MAR – Volume 05 [MdQ]

Último MdQ do ano? Quem sabe? Ainda faltam alguma horinhas para o final de 2010, logo, não confirmo nada, mas indo direto ao ponto, da última em que conversamos sobre as aventuras de Ginta e sua turma, a equipe MAR havia acabado de ganhar um novo membro e de também comprar uma briga antecipada com os Peças de Xadrez, onde mais uma vez o grande vilão assiste a tudo de camarote, mas desta vez acompanhado de seus parceiros.

Quando o volume 04 terminou não achei que os jogos de guerra se desenrolariam por um sistema de lutas por equipe, basicamente um torneio, é uma idéia meio batida, quando a gente ouve falar de algum torneio num anime, logo vem a cabeça Dragon Ball, mas querendo ou não isso é também uma forma saudável de mostrar um pouco de cada personagem, se ele possui potencial ou não na trama, sua personalidade e por ai vai. Como o volume todo só se focou nisso, vou então me limitar a comentar os vários embates que tivemos nele.

Leno vs Alviss

Nesta luta nada demais, já estava mais do que na cara que o Alviss não teria o menor trabalho contra Leno, ele é o mais experiente do grupo, é ex-membro da Cross Guard e já presenciou tudo o que uma verdadeira guerra em Mar Heaven pode oferecer, ou quase tudo, já que rolou um rápido flashback mostrando como o personagem, ainda pequeno, adquiriu a maldição que ele carrega até hoje (lembrando que Alan também carrega uma, a maldição de dividir o mesmo corpo com um cachorro), pelo que deu para entender ele tem um espécie de tatuagem que está corroendo seu corpo (hum… onde eu já vi isso?), provavelmente, só a morte de Phamtom irá curá-lo.

Jack vs Pano

Nossa, fala sério, adoro o Jack, acho que ele é um dos personagens mais carismáticos e engraçados da história, compararia ele ao Usopp de One Piece, parece um cara muito inteligente, só precisa de mais experiência de luta para poder virar um braço direito a altura do líder, não sei o que vai fazê-lo se fortalecer daqui em diante, mas espero que ele continue sempre assim, divertido em tudo o que faz, quanto a luta, por escolher a única garota do grupo, logo ficou claro que ele ia pegar uma boa maciota, só não sabíamos que ela seria tão boa assim, a idéia de usar as plantas num momento de extrema desvantagem foi surpreendente e com certeza este foi apenas um dos  muitos truques com as plantas que o personagem aprendeu enquanto trabalhava na horta de  sua casa, infelizmente, num momento de muita distração e humor, o Jack acabou sendo pego de surpresa, e que surpresa, fechando a luta do jeito que gosto de ver, com o seu lado cômico  em alta, só foi uma pena ele não ter ganho, mais sorte na próxima.

Ginta vs Garon

Essa luta foi bem morna na minha opinião, achei que iria rolar algo mais, o Ginta vem embalado por várias vitórias, será que já não seria o momento de balançar um pouco o protagonista? Se bem que ele é o líder da equipe neste momento, e segundo as regras, caso ele perca, automaticamente todos perdem, então acho que o autor deve reservar algo de impactante para ele somente quando  o grupo se defrontar com Phamtom, o que ainda deve levar algum tempo, mas que com certeza ocorrerá, acho que teremos uma prévia da luta final ainda nestes jogos de guerra, até lá só resta aguardar, no mais, foi estranho o Ginta já ter de apelar para o seu último e mais poderoso ARM nesta luta, será que a habilidades dele como estão agora ainda podem evoluir ou ficarão na mesma? Se for assim, logo o autor vai nos mostrar outros apetrechos nas mãos do garoto, e por falar em apetrechos, o que aconteceu com a forma normal do Babbo? Aquele lance de lançá-lo com uma enorme bola pesada presa a uma corrente também era legal e o fato dele poder mudar de tamanho acho que continuaria a ajudar em futuras lutas, o jeito inicial como ele o manuseava não parecia tão inútil como todos falavam, mas enfim.

Um ponto importante a se destacar e que não envolve as lutas foi fato de Ginta já estar ligando as peças e desconfiar que seu pai um dia também já foi a Mar Heaven, mas também pudera não é? Depois de todas aquelas conversas sobre ele e as histórias que ele contava e o fato dele também ter sumido repentinamente, não poderia ficar por menos, tudo o que resta saber agora é se ele foi Danna ou um membro qualquer da Cross Guard, eu aposto fervorosamente na primeira hipótese, quanto ao mistério em torno de Phamtom, acho que só descobriremos algo quando Alan ou Alviss ficarem cara a cara com ele, isso se algum dos 2 presenciou a luta final entre Danna e ele na guerra anterior.

Snow vs Fuhgi

Segunda rodada da guerra e mais um personagem sem poderes (tão) extravagantes na trama que vai depender mais de sua inteligência do que qualquer outra coisa, a diferença dela para o Jack, é que Snow já tem alguma experiência em batalhas, e como em todo bom shonen não pode faltar muita determinação para vencer, a princesa se inspirou no protagonista e deu um banho de água fria (ou gelo, como queira) nas pretensões de Fuhgi, só achei meio sem graça o modo como a luta terminou, pois ninguém tocou em ninguém, e apenas esmagando o oponente a luta terminou, afinal de contas, quanto pesa um boneco de neve daqueles? Durante a luta rolou outro momento interessante, finalmente deu as caras a pessoa que Dorothy tanto persegue, que nada mais, nada menos, é a mesma pessoa responsável pela fuga de Snow do castelo de Lestava lá o início da trama, engraçado foi ver a classificação dela dentro da organização, ainda não ficou claro quem é o verdadeiro cabeça do grupo, e como sou uma negação em xadrez não sei dizer se existe Rei no jogo, portanto até segunda ordem o nível mais alto deve ser o da Rainha, se bem que na hora do “couro comer” quem vai tomar a cena sem sombra de dúvida serão os peões, fiquemos ligados.

Nanashi vs Loco

Dando continuidade as comparações, Nanashi está me lembrando cada vez mais o Sanji, a diferença é que ele não parece ter papas na língua e não se esforça para bancar o cavalheiro com as mulheres, será que ele dobra a Dorothy até o fim da historia? Quanto a luta, o Nanashi deu uma de “joão sem braço”, ficou nítido que ele esconde um poder ainda maior do que o que ele demonstrou até agora, porque ele perdeu? Somente ele sabe, talvez pela imagem de criança que a Loco passa, o que não condiz com o que há dentro dela, afinal a mesma afirmou que usa de uma habilidade especial para manter a aparência jovem. A desculpa de querer pegar o Peta ao invés dela não colou.

Enfim, perdendo de propósito, Nanashi automaticamente passou a responsabilidade de fechar a rodada com uma segunda vitória para Dorothy, que aparentemente vai pegar o páreo mais duro de todos, o que vai rolar? Só no ano que vem para saber, e você que ainda não descobriu o que é MAR não perca tempo, tire um tempinho nestas férias e corra atrás do mangá, eu recomendo, é divertido, gostoso de ler, tem personagens carismáticos, está cheio de lutas e ainda guarda bons ganchos para muitas reviravoltas, nada de muito inovador e tão pouco o clichêzão grudento de sempre, fica a dica e até o ano que vem, que já está logo ali, virando a esquina.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

K o n S a m a

Do ser sem razão a essa explosão de emoção, do preguiçoso leitor ao (meia-boca) escritor, do tímido calado ao ator inquieto, do caminho já traçado à esquina do destino incerto. Tentei me definir, mas sem sucesso. Games, filmes, música, animes, são só o começo desse quebra-cabeça sem nexo.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios