Jogando

O aniversário de 25 anos da série The Legend Of Zelda confunde os games com a mais pura arte!

Quando alguém duvidar, discordar, ou simplesmente fizer chacota com você, ao afirmar que o mundo dos games e a mais diversas expressões de arte mundo a fora andam lado a lado, não se irrite, tão pouco parta a cara do sujeito ao meio (influências do Chaves), em vez disso, apenas mostre esta imagem acima para ao dito cujo, e se ainda assim, isso não for o suficiente para convencê-lo,  entre em ação com o plano B e convide-o para ver o incrível vídeo que está logo abaixo. Agora, se ainda assim, nada disso der certo, aí sim, só uns bons cascudos vão resolver o assunto.

Hoje não é dia de eu tomar o lugar da Dakini e postar um wallpaper do dia, e já tivemos PicArt hoje, mas como trata-se de mais uma homenagem a série The Legend Of Zelda, e considerando que estou um tanto atrasado para dar os parabéns (que foi ontem e acabou abafado pelo aniversário do blog), o jeito é postar hoje mesmo, o autor dessa pintura soberba atende pela alcunha de AG+, o japonês fez até mesmo um vídeo mostrando o making of da obra que ficou muito massa e foi feita em homenagem (claro) aos 25 anos da franquia. Daí você me pergunta: mas o que há de tão impressionante nessa pintura? Muito simples, ela está cortada, a imagem original tem 1200×6566 de tamanho, pesando 7.2Mb no seu disco rígido, (daria uma belíssimo pôster) com uma infinidade absurda de personagens ocupando o mesmo espaço e contando um pouquinho do que representa uma das maiores franquias da Nintendo. Se você se interessou pela obra em tamanho família, pode pegar a imagem em formato compacto que está aqui ao lado, se não, basta entrar no site do autor e baixar a versão completa em alta definição, depois é só você viajar pelos detalhes dessa pintura incrivel e contar quantos personagens do universo de Link você realmente conhece, trabalho árduo?  Não para quem é fã de verdade.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

K o n S a m a

Do ser sem razão a essa explosão de emoção, do preguiçoso leitor ao (meia-boca) escritor, do tímido calado ao ator inquieto, do caminho já traçado à esquina do destino incerto. Tentei me definir, mas sem sucesso. Games, filmes, música, animes, são só o começo desse quebra-cabeça sem nexo.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios