Jogando

Frostbite 2.0 mostra do que é capaz apresentando Battlefield 3 ao público na GDC 2011! [PC/PS3/X360]

Quando eu acho que já vi o bastante, acabo por descobrir que não vi nada ainda. Battlefield 3 só dará as caras mesmo no finzinho do ano. Sem data de lançamento certa ainda, tudo o que nos resta é apreciar mais uma prévia de mais esse FPS que se assemelha de forma incrível com a realidade. Também não é pra menos, para esta sequência o jogo já está usando a Frostbite 2.0, versão atualizada do motor gráfico que foi desenvolvido especialmente para dar vida e realismo a Battlefield Bad Company 2. Para os produtores da DICE, não há porque esperar por um PS4 ou XBOX 720 (?). O futuro dos gráficos mais realistas já vistos, o que seria o próximo passo para a evolução gráfica dos consoles, poderá ser conferido ainda nesta geração com Battlefield 3. Se a declaração se trata apenas do mais do mesmo já visto em outros títulos, isso eu não sei, mas que a ambientação é extraordinária e de encher os olhos, ah… isso é (maior imersão, só se for em 3D).

O trailer abaixo foi divulgado na GDC 2011 (que ainda está rolando), ele faz parte de uma minisérie de prévias sobre o gameplay do jogo (porque criar ‘aquele’ hype não é mais uma opção, é uma regra) que serão liberadas aos poucos, cada uma com data marcada. Agora mais do que nunca a briga pelo topo na preferência do público por jogos de FPS esquenta novamente. A EA já leva a melhor na eterna luta pela supremacia dos games de futebol com FIFA. Poderá ela abocanhar para si mais esta posição no mercado de games? Medal Of  Honor bem que tentou, mas não obteve sucesso. Vejamos como Battlefield 3 vai se sair (e não esqueçamos que a Activision e seu Call Of Duty não está morta). De qualquer modo, ao menos uma coisa já está bem clara antes mesmo desta disputa recomeçar: os que ganham com isso, não são outros se não nós, gamers de plantão.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

K o n S a m a

Do ser sem razão a essa explosão de emoção, do preguiçoso leitor ao (meia-boca) escritor, do tímido calado ao ator inquieto, do caminho já traçado à esquina do destino incerto. Tentei me definir, mas sem sucesso. Games, filmes, música, animes, são só o começo desse quebra-cabeça sem nexo.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios