Reflexão: Afinal, jogar no celular vale a pena?

Há tempos tenho refletido com amigos sobre esse assunto muito pertinente e tem tomado mais força nesses últimos tempos com a ascensão dos smartphones, sobretudo o Iphone e celulares android, bem como o Ipod Toch e iPad, mas que já existe há anos em vários celulares.

Quem nunca jogou no celular, seja em momento mais com falta do que fazer, ou por gostar mesmo? Todos sabem como a experiência é, e o objetivo deste texto é tratar dessa experiência gamer que agrada a diversos publicos e talvez muito antes do Wii ter levado a um publico os jogos, eles estavam ali para entreter pessoas que algumas vezes nunca tocaram num console, ou mesmo no PC. Continue lendo, mas antes se atente as palavras de reflexão pré-reflexão.

Atenção! Antes de começar o texto, quero deixar claro que tudo o que será escrito aqui trata-se unicamente de uma opinião do autor, e não deve ser encarada como verdade universal, cabe a você leitor refletir sobre os pontos de vista colocados pelo autor do texto e divagar quanto a ela e discordar e colocar seus comentários acerca do assunto, bem como concordar e também se expressar por meio dos comentários, um espaço democrático disponível no Portallos para você leitor.



As teclas

O clássico Snake! Quem nunca jogou?

Bem como dizia, muitos já se pegaram em momentos em que não tem nada para fazer seja em consultórios que dispôem somente de revistas chatas, Caras, Claudia e tantas outras toscas, e viu como unica fonte para aguentar a longa espera o querido celular com aquele jogo. No princípio por meio das teclas apertadas numéricas, nos viamos entretidos com jogos como o clássico Tetris, Snake e tantos outros, seja em telas de celulares coloridos ou monocromáticos, mas nada assim se comparava as experiencias de consoles.

Convenhamos que o mais desagradável sempre foram as teclas apertadíssimas, e mesmo os cursores nunca ajudaram muito na precisão, mas foram um grande passo, pior ainda que a tecla 5 muitas vezes representa a ação, ou ainda as telcas * e #, bem como o 0, em ambas opções tudo ficava bem espremido e bem limitado a poucas ações por meio dessas teclas, por essas e outras a jogatina móvel nunca se popularizou, e mesmo a empreitada da Nokia com o NGAGE não vingou.

O mais cômodo para mim eram as formas de obter os jogos, não me envergonho em dizer que já comprei jogos no celular e tive bons momentos, mas sempre achei tremendamente caro por jogos tão fracos e muitas vezes rápidos demais, mas barato se comparasse com a aquisição de um jogo em console e até me satisfez por um tempo, jogos de console nesses dispositivos sem chance, poucas teclas e imprecisão.

Tive um N95 e ele foi uma das minhas melhores aquisições com bons jogos disponíveis, mas ainda não estava satisfeito, e somente um DS me deixou feliz. Isso pode ter se agravado devido ao fato de ter possuído um Game Boy Color em meus tempos áureos, e ali sim a jogatina portátil fazia sentido, mas vamos continuar a divagar sobre os dispositivos mobile.

Dispositivos de toque

Os tempos são outros, e agora temos os já quase bem populares celulares com toque, e dentre eles o IPhone. Jogar neles para mim trata-se de um entretenimento rápido, eu possuo um Sony Ericson Xperia X10, um celular equipado com S.O. (Sistema Operacional) Android, e experimentei diversos jogos, mas o único que realmente não dispenso é o bom e velho “Paciência” que demonstra se encaixar perfeitamente em um celular com toque, com uma finalidade anti-estresse, e até nos ambientes mais rápidos ou que requerem certa discrição, como no trabalho ou mesmo no elevador, seja esperando para que ele chegue ou para alcançar o andar pretendente.

Joguei Angry Birds, mas não vi tanta graça assim, é divertido mas não me divirto tanto quanto jogar Pokemon ou Mario no DS, dispenso-o. Mas a experiências nesses dispositivos de toque tem que ser aproveitada da mesma forma que o jogo da Rovio fez: de forma livre e totalmente feita para os dispositivos, não há botões e toda a interação é feita na tela de forma intrusiva.

Uma coisa que acho tremendamente desagradável é adicionar botões na tela dos dispositivos a exemplo de GTA: Chinatown Wars no IPhone, você perde uma parte da tela e tudo se torna um tanto estranho com a ausência de algo mais palpável como botões, isso pode piorar ainda mais se falarmos de emuladores, como a suíte que a Sony pretende lançar para o Android com jogos da linha Playstation, mas com os botões aparecendo na tela, tomando um tremendo espaço, pois o PSOne dispõe de nada mais nada menos que 14 botões: os 4 direcionais, o quadrado, bola, X e triângulo, os L1, L2, R1 e R2 e finalmente o select e start, esse número de botões na tela para mim é inviável, mas há games que convive com essa experiência.

A popularidade dos dispositivos também se dá, devido ao baixo custo para os jogos, e a ausência de barreiras alfandegárias, pois os jogos só podem ser adquiridos digitalmente diminuindo e muito o custo. Para exemplificar melhor, GTA Chinatown Wars é comprado por cerca de U$25,00 para o DS, e cerca de R$120,00 no nosso país, e no IPhone o título custa apenas U$4,99 em uma última promoção que vi, esses números dizem por si só.

Como disse, desde que voçê esteja disposto a enfrentar ausência de botões, o negócio pode valer muito a pena, mas para mim não obrigado.

Para mim jogatina móvel trata-se apenas de um passatempo rápido e em tratando de mobilidade, o DS e PSP fazem mais sentido, mas dispositivos como o futuro lançamento Xperia Play traz uma experiência mais agradável do que mesmo botões pequenos de um teclado QWERTY, e esses jogos só fazem sentido quando a interface de toque é vem usada, mas muitas vezes eles tem um apelo mais casual e um gamer de verdade que já jogou Mario, Resident Evil e tantos outros títulos não ficará satisfeito com a experiência, mas o bolso pode ser um grande atrativo para que viva assim por um bom tempo, se falarmos de botões então, a experiência poderá ser mais traumática e difícil, mas é uma questão pessoal, e pode ser que alguns nem se incomodem tanto com isso.

Isso também pode lhe interessar

18 Comentários

  1. Concordo plenamente, ja baixei Final Fantasy e vários outros RPGs pro iPhone mas acabo nem jogando, o único que não abro mão é UNO que me diverte rapidamente nos momentos necessários =)

  2. Para mim os jogos do android normalmente eram apenas diversão casual. Mas por exemplo recentemente comecei a jogar Pokemon Fire Red em um emulador dele e estou me divertindo muito.

    A questão dos botões na tela não me incomodam pelo visual, é apenas um pouco ruim para controle mesmo, um jogo mais rápido acho dificíl conseguir jogar bem, mas um jogo que nem pokemon ou algum rpg por turnos acho tranquilo.

  3. particularmente nao curto jogar em celular!
    nao sei se pela dificuldade que tive nos primeiros, pelos botoes apertados
    ou pela qualidade dos títulos! Mas o fato que nao uso o celular pra jogar!

    mas o que o simiano fala do pokemon fire red eu fiquei interessado rsrs
    eu sou um completo noob nessas coisas, nem sabia que celular aceitava emulador kkk
    isso vale pra qualquer celular ou tem que ser android?

    1. Em geral acho que deve ter para várias plataformas, isso inclui celulares com Java, mas o negócio é esse com jogos que nem precisem de mta interação.

  4. eu tenho um celular de uns 10 anos atrás… huahuahua o máximo que ele tem, é aquele jogo da minhoquinha… que vc pega um pontinho na tela e ela vai aumentando. Odeio celulares, não tenho a menor vontade de ter um destes de ultima geração (minha mãe e irmã tem uma geração mais moderna, tira foto, tela de toque e um monte de tranqueirada)… então não posso dizer muito.

    Gostaria de ter um ipod e um ipad, mas não vejo motivos pra querer um iphone.

    games no celular então… méh… DS e PSP são proprios pra isso.. e em breve terei um 3DS e um NGP… então…

    1. Eu achava isso até pouco tempo, mas se tem uma coisa que valeu a penas ter gasto uma grana foi nesse celular viu, um Samsung Galaxy S. Quero ouvir música, ouço nele ao invés de um ipod.

      Quero tirar um foto rápida e de uma qualidade razoável tiro por ele. Preciso checar um email ou twitter ou alguma outra coisa (e imagino que para você que comanda um blog isso pode ser útil) eu posso fazer com ele a qualquer hora.

      Posso jogar alguns joguinhos até interessantes como passatempo. Preciso de um GPS, posso usar ele também. Comecei a ver alguns animes nele também, estou assistindo alguns episódios de Reborn e fiquei bobo com a qualidade e como a tela pequena comparada a uma TV não é ruim como achava que seria. E fiquei mais bobo ainda quando rodei sériados em HD nele.

      Resumindo fiquei realmente empolgado como não achava que ficaria com um celular assim, foi uma grana muitíssimo bem investida. Claro, no meu caso eu não tinha iPod, não tinha DS nem PSP, não tinha GPS, não tinha modem 3G, então ele se mostrou muito útil por agregar tudo isso em um aparelho. Para cada um pode ser diferente né. Sei que tem muita gente que compra um celular assim apenas por status, isso sou radicalmente contra.

      1. eu ainda não acho interessante… até porque, por exemplo, eu fico mesmo o dia todo em frente ao PC… e quando estou em casa, idem, o pc fica ligado sempre (desligo só quando vou dormir)… então e-mail e twitter, realmente acho mais pratico no pc, até mesmo a navegação pela net.

        games… ds e psp como disse. e foto, eu tenho duas maquinas digitais em casa, uma já velhinha mesmo… mas ambas funcionam e tiram boas fotos…

        pra uso externo… na rua… eu jamais iria querer ficar chegando e-mail ou twitter… preciso respirar o mundo real tambem. hhuahauhauhauhauhauha

        talvez se eu não trabalhasse 8 horas por dia em frente ao PC…eu concordaria com vc simiano… aí um celular assim ou palm ou similares, seria importante pra mim.

        1. Pois é como disse depende do perfil mesmo, eu também passo o dia na frente do computador, mas pelo meu trabalho preciso checar emails quando estou em alguma viagem ou algo assim.

          E como falei como não tenho DS, nem PSP os jogos acabam sendo um bom passatempo, bem melhor que quando eu tinha só o da minhoquinha tb huahuahuaha

      2. Uso o celular para tudo o que você disse, mas para games dispenso o uso do celular, prefiro meu DS.
        Musica, GPS, internet, blogar, e inclusive celular. Não vivo mais sem ele, mas para jogo, novamente digo, apenas para passatempo rápido com o Paciência e apenas.

  5. Em meu caso tb, não curto jogar em celular, as teclas em geral são muito pequenas, a tela normalmente é pequena tb, e já perdi meu “encanto” por celular a muito tempo, hoje em dia não tenho coragem (nem vontade) de pagar R$ 600,00 / R$ 900,00 nestes celulares de última geração.

    Pra mim celular so serve para comunicação (falada, pq e-mail tb nem rola), e no máximo ouvir uma musica.

    Axo que nesse ponto eu parei no tempo =D

    1. eu estava assim!
      mas eu ficava puto da vida de perder os jogos da liga dos campeoes pq estava trabalhando e a net é bloqueada pra assistir on line
      entao comprei por 500 o samsung star tv!
      agora meus problemas acabaram auhahuahu

      mas no geral nao uso 5% que um celular ofereci
      nem ligar eu uso, no maximo pra avisar que vou chegar mais tarde em casa
      ou marcar algo! nao sou de ficar mais de cinco minutos em uma ligação rsrs

  6. Eu jogava muito um jogo chamado “Lumines Block challenge” no meu ex-celular Sony Ericsson 580i, era muito bom e eu me divertia com ele, mas hoje em dia possuo um smartphone da Nokia, e não me sinto à vontade para baixar jogos nele, pois é touch screen. :/

  7. Eu sou da seguinte opinião: Celular é pra ligar e receber ligações, videogame pra jogar, câmera pra tirar fotos, som pra ouvir música… Óbvio? Não… o que quero dizer que odeio aparelhos multifuncionais… Acho que um aparelho criado especificamente para um fim sempre tem mais qualidade… A maioria dos meus aparelhos são multifuncionais porque hoje só se acha pra comprar assim… Raramente uso as funções extras dos aparelhos, meu celular tem tv, mp3, mp4, camera, etc e uso basicamente pra ligar e só, em casos extremos uso a tv e mp3, muito raro, posso contar nos dedos quando usei… Nunca uso pra tirar fotos, pra isso tem a câmera digital em melhor qualidade… Não uso pra jogar, pra isso tenho o DS, que em regra terá jogos melhores e melhor jogabilidade… Tenho um MP4 só pra ouvir músicas porque no celular detona a bateria, além de ser ruim de carregar comparado a um mp4 pequeno…

    Tem gente que gosta, eu particulamente odeio jogar no celular…

  8. Meu pai tem um HTC alguma coisa que ele usa para o trabalho. Um dia, só para testar, eu coloquei um emulador de Snes nele. O bom era que o palmtop/smathphone tinha alguns botões físicos, então não precisava usar o o “controle virtual”, mas o “direcional” fica bem no meio, então tinha que ficar alternado os dedos, mas a experiência de jogar Zelda e Yoshi no celular até foi divertida.

  9. Só tenho celular por obrigação de manter contato com o trabalho, se eu pudesse não teria. Não curto jogar esses jogos mais complexos no celular, pra mim só rola os mais simples, tipo jogos de nave, corrida, Pac Man….fora q não consigo gastar muita grana com esses aparelhos bons, pq o índice de roubo é muito grande, cair no chão e foder com a tela, esquecimento por ae, sei lá…pra não fugir do assunto vou parar por aqui msm.

  10. Não tenho um celular, se bem que pretendo comprar um esse ano. (Principalmente, porque todo mundo já estava cheio de emprestar o celular pra mim aqui em casa)

    Na verdade, gostava bastante de jogar no celular do meu irmão, não lembro os nomes dos jogos, (eram bem bobinhos). Mas eram divertidos e não gastavam tanta bateria. Eram jogos que já vinham no celular mesmo, ele nunca baixou nenhum.

    Mas o aplicativo que eu mais uso no celular dos outros é o aquele pra ler livros. Acho que ninguém mais usa, né? o.0 Eu li ao todo uns 5 livros direto no celular. É basicamente o aplicativo mais útil pra mim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.