Japão

C: The Money of Soul and Possibility Control! Até onde o dinheiro pode nos levar? [Impressões]

Como a Dakini já mencionou neste post, eu fiquei mais animado para ver C do que qualquer outro anime da temporada. A sinopse não é lá muito reveladora, mas só a semelhança com Dinheiro e Inteligência, o primeiro mangá que Takagi e Mashiro publicaram como one-shot em Bakuman, me fez baixá-lo.

E bem apesar das grandes emelhanças já adianto que é uma versão aparentemente “Shounenficada” da proposta do mangá de Ashirogi Muto. Mais batalhas reais e menos conflitos mentais. No entanto a carga emocional está presente a todo momento, o que não deixa o anime perder a tensão, nem se distanciar muito da temática adulta que é o dinheiro.

Money of Soul se mantêm numa linha tênue entre o Shounen e o Seinen, intercalando momentos “reais” com o frenesi das batalhas. A morte está presente, ela mora ao lado dos “Empresários” do Distrito Financeiro. O Distrito aparentemente é uma dimensão paralela aonde o dinheiro do mundo circula para chegar de um lugar ao outro. O anime aliás, não se preocupa em explicar o que é essa coisa toda de mundo paralelo e de batalhas com seres que o acompanham, além das projeções de luz nas mãos.

As imagens inicias são para se ter uma ideia do que é o tal distrito e ter um gostinho de como as batalhas são, porque realmente não explicam como de fato são. Fiquei intrigado pelo counter atrás dos lutadores, provavelmente dinheiro que são a “vida” do lutador? Bem o que deu pra perceber é que o Financial District possui aparentemente dois tipos de pessoas: Os apostadores, e aqueles que lutam para multiplicar seu dinheiro mais rapidamente. Isso ficou evidenciado para mim quando o cara de capa fala para o velho que ele não devia ter desistido de apostar e vindo lutar.

SPOILERS A FRENTE!

E o tal do cara de capa parece ser o cara que alcançou a supremacia do Distrito, praticamente invencível. Perceberam o tamanho da projeção de luz da espada dele? Será que tem a ver com o número de vitória ou força? Também, ele possui mais de uma criatura, aquela garotinha, e o minotauro-humano que derrotou o velho. Será que é possível capturar mais seres além od que lhe é concedido junto com o passe para o Distrito?

Misakaki. Acabei sem comentar sobre ele, sem dúvida um dos personagens mais legais que apareceram. É o banqueiro do banco do Distrito, e como a Dakini comentou lembra demais o Chapeleiro Maluco de Alice, e aqueles olhos os do Gato de Alice também. Meio excêntrico mas bem poderoso, aparentemente controla uma boa parte da dimensão monetária. Ele citou algo de talvez cuztar a vida do protagonista, o que me levou a pensar: Será que o velho se suicidou por conta própria ou é algo que faz parte do jogo?

Kimimaro então aceita o convite, e depois de receber a quantia de 500,000 Yen, adentra no táxi interdimensional. Um garoto de 19 anos, com dois empregos, estudante de economia, aparentemente deixado pelos pais, é o escolhido para substituir o velho no jogo. Mas será que a motivação do dinheiro vai motivá-lo até quando? E o tal cara de capa, será que está preso no Distrito? Os cartões parecem ter uma importância fundamental na invocação dos seres.. Gostaria de ver como isso funciona melhor…

E o que eu tenho a dizer é: assistam. Deem uma chance, o anime aparenta ter muita qualidade, ser bem profundo, e acima de tudo é original pra caramba. Se nada disso funcionar talvez o desejo de ver algo próximo de “Money and Intelligence” de Ashirogi Muto, o faça.

A Dakini já mostrou o caminho e me limito a repetí-lo aqui para quem perdeu, faço minhas as palavras dela:

“Eu baixei com legendas em inglês do gg fansubs, através do AnimeTake. Nesse link aí também tem versões de outros subs, fiquem à vontade para escolher. Eu, porém, recomendo esse mesmo que baixei, achei excelente a tradução e qualidade!”

PUNCH! Fansub  em português, é só clicar aqui.

 

[Créditos a imagem que abre o post ao usuário do Pixiv コイツテラアウアウ]

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Rackor

Gamer de fliperamas aos consoles, passando pelo saudoso GB Color e seu Pokémon Yellow. Leitor de mangás, e dou preferência a estes ao invés de animes. Mais recentemente descobri as HQs, e desde então sou fã da trajetória de Geoff Johns em Laterna Verde, entre outros clássicos como Watchmen.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios