Jogando

Mass Effect 3: novas opções de romance e diferentes finais! [+ Capas rejeitadas do 1º jogo!] [PS3/X360/PC]

Mass Effect

Nos últimos dias saíram algumas notícias relacionadas a Mass Effect 3, para não fazer vários posts sobre o mesmo assunto, resolvi reunir aqui as informações mais importantes. Começando pela mais polêmica delas: nessa última parte da trilogia que os personagens masculinos do Comandante Shepard tenham relacionamentos homossexuais. Para quem criou uma Shepard feminina isso não é novidade, já que nos jogos anteriores ela tinha a opção de se relacionar com uma Asari. Essa é – até então – uma opção inédita para os Shepards masculinos.

Sinceramente? Eu achei até estranho que essa opção não estivesse disponível desde o primeiro jogo, já que a Bioware já trabalhou com esse tipo de relacionamento antes – em Dragon Age I e II. Mas acho uma opção bem vinda, irá tornar a experiência de Mass Effect ainda mais diversificada e abrangente. Só espero que agora que a união homoafetiva já foi aprovada aqui no Brasil, não venha políticos cheios de falsa moral querer barrar o lançamento do jogo por aqui.

Continuando com as informações de Mass Effect 3, o produtor executivo do jogo – Casey Hudson – comentou em entrevista a PC Gamer que as suas decisões dos jogos anteriores irão influenciar ainda mais o acontecimentos no decorrer deste jogo, que terá uma espécie de “níveis de sucesso”. Nas palavras dele:

Uma maneira de se pensar sobre isso é que se você tomou decisões logo no início dos jogos, você verá que elas realmente irão afetar os acontecimentos de ME3. E as decisões que você pode querer mudar de idéia e fazer o contrário do que já havia feito, serão ainda mais difíceis de mudar. Por exemplo, se você matou a Rachni você terá algumas oportunidades em ME3 que você não teria se tivesse deixado-a viver. Mas se você tentar fazer algumas escolhas/missões favoráveis à Rachini irá perceber que as coisas serão mais difíceis de serem trabalhadas.

Parece interessante. Dá ao jogador uma sensação verdadeira de escolha/consequência, nos fazendo jogar com muito mais cuidado e analisando com calma as opções de diálogo e o que será perdido caso decidimos seguir aquele caminho ou outro. Sobre os tais “níveis de sucesso” ele explica:

Se você simplesmente ignorar as missões secundárias e ir terminar apenas a missão principal, optando por apenas um caminho de opções, então você conseguirá terminar o jogo. Pode até ter alguma vitória, mas ela será mínima em relação as coisas que você terá sacrificado. Agora, se você realmente se dedicar ao jogo, cumprindo missões e recrutando toda a galáxia para lutar ao seu lado, levando todos os seus aliados para a batalha final, então você terá um final satisfatório e definitivo.

Parece ser um esquema muito semelhante ao de ME2, com as missões de lealdade e os upgrades na Normandy, apenas um pouco mais complexo e com algumas variáveis. Mas ainda assim, Mass Effect 3 está prometendo… E MUITO! É um um universo incrivelmente bem construído, com todos os detalhes bem amarradinhos. Um trabalho impecável da Bioware.

Ah! As capas rejeitadas do primeiro jogo! Essas imagens vieram lá da Game Informer. Eles foram fazer uma matéria sobre ME3 e visitaram a sede da Bioware lá em Edmonton, no Canadá. Rapidamente eles notaram na parede algumas artes conceituais feitas como sugestão para ilustrar a capa do primeiro jogo. Deêm uma olhada na galeria abaixo e tentem escolher uma favorita. Eu não consegui, pra mim todas são infinitamente melhores do que a oficial.

Shepard lutará contra os Reapers tanto no X360 quanto no PS3 e no PC, em algum momento durante o primeiro trimestre de 2012.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Theo Medeiros

Cinéfilo, gamer, adorador de música e entusiasta tecnológico. Acha que Nescau é melhor que Toddy e que bacon é a oitava maravilha do mundo.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios