Assistindo

The Big Bang Theory: termina com ânimo novo e deixando o público querendo mais! [4×24] [PdS]

The Big Bang Theory: Episódio 24, da 4º Temporada. Exibido nos EUA no dia 18 de maio.

Spoilers à vista! Se não assistiu ao final de temporada, leia por sua conta e risco! XD

Enquanto isso no Brasil: O Warner Channel já voltou a exibir os episódios inéditos no Brasil e deve finalizar essa temporada nessa e na outra semana!

Devo admitir que o final da temporada de The Big Bang Theory foi meio que surpreendente e deixou um gostinho de quero mais!!

E eis que fiquei aqui, super ansioso para ver no que vai dar e feliz por terem dado um desfecho interessante, afinal, foi a cereja no topo do sorvete – após uma temporada em que a série veio se recuperando.

Mas, como assim veio se recuperando? Eu já disse, mas, vamos analisar agora, passo a passo e claro e enfim, falar do último episódio (quero comentários sobre ele!)!

A verdade é que na terceira temporada poderiam ter mudado o nome da série para Sheldon Cooper! Tudo girou em torno dele, embora as história paralelas, dos namoricos, etc., tenham corrido, relativamente, bem. Mas, o centro de tudo, dos comportamentos de todos os personagens, dos assuntos das conversas, sempre foi sob a batuta de Sheldon e suas manias.

Claro que não podemos tirar o mérito da atuação super legal e premiada do ator Jim Parsons, que faz o esquisitão super gênio!

Contudo, a super exposição das maluquices de Sheldon, enfim, encheram um pouco o saco. E ainda devo incluir que exageraram demais nas manias dele: colocaram TODAS de uma vez! Ele é hipocondríaco, metódico, antisocial entre outras coisas e todas juntas!

E o personagem Leonard acabou ficando esquisito: ou ele é nerd e curte aquelas coisas nerds, ou não! Porque ficou sempre um sujeito de fora, dando sacadas engraçadinhas sobre o que os “amigos nerds abestalhados” estavam fazendo. Daí, perdeu um pouco sentido de quem ele é.

De qualquer maneira, na quarta temporada, tivemos grandes episódios, que fugiram um pouco da métrica já pré-estabelecida nas temporadas anteriores, o roteiro acomodado das piadas previsíveis e de uma “base Sheldon” acima de tudo.

O que me incomodou muito, de qualquer forma, foi o modo como os episódios começaram: todos (quase todos) iguais! Uma conversa com assuntos nerds, beeem estereotipados mesmo, para dizer para o espectador: “olhem! Eles são nerds, hein? E gostam de coisas nerds! Achem isso legal!”.

Mas, mesmo os primeiros minutos se repetindo em muitos episódios, a série, para mim, retomou um brilho escondido e antes apagado, ou melhor dizendo, ofuscado, pela supremacia Sheldon no roteiro e fico feliz de ela ter sido renovada, afinal.

Novos personagens, um núcleo feminino, a mãe de Howard (que está impagável), enfim, bons momentos (que também já falamos antes).

E agora indo de vez à conclusão sobre o que achei de toda a temporada e sobre o futuro: encerrou com um desfecho curioso e diferente do que eu esperava! Só temos de ter cuidado com a coisa interminável do “Ross e Rachel” que já discutimos antes, de que a próxima temporada não se torne piegas e recheada de clichês! Ou seja, que saiam do comodismo de fazer rir (sorrir), só um pouquinho, e procurem nos fazer gargalhar, entendem o que quero dizer? Que criem episódios que nos façam comentar com nossos amigos: “cara, você viu aquilo?”, em vez de episódios “legais” e que passam batido (facilmente esquecíveis após alguns dias).

Ah sim! E também tivemos piadas repetidas: piadas com as cuecas de super heróis, remedos experimentais para o Raj, enfim, muuuuitas situações já exploradas nas temporadas anteriores…

Bom, mas, agora vamos falar do último episódio, especificamente:

O diálogo inicial foi super legal, com a gozação involuntária de Sheldon! Foi o começo de sempre: bate papo, mas, foi um bom bate papo, afinal.

A piada com Sheldon auto massageando foi bem “meh” e desnecessária… Embora o fato de terem descrito “como fazer a massagem” de uma maneira mais difícil, tenha sustentado bem a cena.

Bom, mas, no contexto geral (para não ficar falando de cena em cena aqui), gostei da ideia de Raj no apartamento de Sheldon, desenvolveu bom uma história paralela. Eu não curti a ideia de por as setas no chão e tal, não que não tenha sido engraçado, mas, foge totalmente de alguma continuidade na série – já vimos aquelas luzes apagadas mil vezes e nada daquilo fora mostrado nas 3 temporadas anteriores…

Do outro lado, a história de Leonard e Priya, o modo como tudo fica revelado aos pais dela, fica bem forçado, até meio fora do jeito de ser dos personagens em questão.

Howard passando a ser o ´nico “coitado” com título de mestrado e a situação de homem que ganha menos que a mulher foi bem explorada! Acehi as piadas ótimas e a brincadeira com os clichês do assunto.

Agora, sobre o momento derradeiro: do meio pro fim, já dá pra perceber que Penny e Raj vão terminar dormindo juntos… Fica bem claro. Mas, não tira o mérito da ideia e nem a piada de quando eles acordam juntos: “Sério, você ainda não consegue falar comigo?”.

E termina tudo muito misturado: todos agora sabem de tudo, dois relacionamentos, mais personagens ganhando espaço, episódios com não somente duas, mas até quatro histórias paralelas… A coisa toda tem evoluído e espero que continue nesse caminho… E o que vai acontecer?

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Pedro Duarte

Jornalista apaixonado por todas as coisas que existem. Deve ser isso! Não há nada de novo que não demonstre interesse imediato em conhecer: ler, assistir, escutar, experimentar. Tentando viver um pouquinho de tudo por dia e passar a experiência aos nossos leitores!
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.