Manual Oficial do Pokémon | Você reconhece isso? Seja meu convidado ao início de tudo! (Impressões)

Em 1998 Pokémon estava alcançando seu auge nas telinhas brasileiras! Sucesso nas manhãs do programa Bom Dia & Cia, quando ainda era apresentado por Eliana, Pokémon (o anime) estava também em sua melhor fase: o início!

Quando a premissa era se tornar um Mestre Pokémon, quando 150 monstrinhos eram o sonho de todos e saber o nome e os detalhes de cada um era nossa obrigação! Eu lembro dessa fase com saudades, quando a história fazia mais sentido e claro, quando tudo era novidade (isso faz uma diferença boa também).

Assim, as editoras brasileiras aproveitaram a situação e lançaram muito material relacionado ao assunto. Algumas coisas descartáveis, mas outras inesquecíveis, não só pelo conteúdo, mas pelo acabamento e pelo cuidado da produção.

Entre os títulos, saiu o Livro Ilustrado, pela Panini (o qual eu tenho completinho!), a Revista Pokémon Club (que também era bem legal e bonita) e o Manual Oficial do Pokémon!

E é sobre essa obra prima que, mesmo treze anos após o seu lançamento, mantém as páginas intactas e não amareladas, que vamos falar após o continue lendo!

Se você não viveu aquela época, quando a história de Ash ainda era exclusiva da TV Aberta e o acesso a internet era caro (mais caro!), lento e o conteúdo disponível era bem menor, você não sabe do que estou falando! Mas, não tem problema. Com um pouco de imaginação, tudo é possível.

Eu era doido, absolutamente alucinado para ter uma Pokéagenda! E ela existia, mas, era impossível comprar no Brasil! Era preta e branca, sem interatividade, nem nada. Era basicamente um catálogo digital, bem tosco. Mas, ainda assim, um sonho!

Eu também tive as primeiras cartas do Card Game do Pokémon, oficial do Brasil, em português mesmo… Quando as cartas de energia faziam uma diferença e tanto e ter um Charizard valia mais que ouro! E lembro que quando “ganhei” a primeira carta exclusiva, distribuída para quem comprou ingresso para “Pokémon – O Filme”, o “primeirão” de todos, no cinema, fiquei super animado. Mas, coisas do Brasil, a distribuição do Brasil foi interrompida, não tínhamos acesso a comprar do exterior (e também eu era em criança) e o tal “sonho pokémon” foi desaparecendo da minha lista.


Pokéagenda (pokedex) antiga! Mais parece uma calculadora, não?! Era tão linda…! XD

Para mim, o desenho funcionava perfeitamente, o jogo era algo a mais (o de game boy) e os acessórios extras, de consumo mesmo, ficavam no imaginário.

O anime teve mesmo momentos que se imortalizaram em minha memória e no de muita gente, mesmo tendo vivenciado depois do lançamento: a despedida de Butterfree, os pokémons iniciais: Charmander, Bulbassauro e Squirtle, os fofinhos “pika pika” pronunciados por Pikachu (que eram uma novidade daquelas, que até as mamães reproduziam!), os textos declamados pela Equipe Rocket, a aparição de Psyduck (um dos meus prediletos até hoje), evoluções, conquistas, piadas, enfim.

Era para ter terminado naquela fase, com Ash tornando-se um mestre Pokémon, no maior torneio (e único) da primeira fase. Ou ele perdendo e tentando de novo e aí sim teríamos um ganho funcional para outras temporadas, sem muita invenção.

Nessa época, Professor Carvalho era chamado de Professor Carvalho! XD E eram mesmo 150 + 1 do primeiro filme (+ outro que seria Mew – embora fosse surpresa mesmo que ele iria aparecer).

Mas, tudo que dá dinheiro tem que render por mais tempo… Então, entraram as tais insígnias, saiu Brock, voltou Brock, mudou o uniforme e, mesmo quando eu ainda era criança, a magia se perdeu aos poucos… Digo isso para você leitor, não achar que sou um cara saudosista daqueles que dizem: “Na minha época as coisas eram assim, assado, etc”.

Perdeu o significado, mesmo naquela época. Não ficou ruim, entende? Passou a ser apenas divertido e deixou de encantar, é isso que quero dizer.

Mas, voltando ao Manual Oficial do Pokémon: super interessante! Uma obra completa, com um super mini pôster interno, com todos os Pokémons, curiosidades da série, ficha de todos os Pokémos e suas evoluções, fichas dos personagens, uma listinha para você marcar os Pokémons que capturou, uma seção de perguntas frequentes que todo treinador faz (bem divertido isso) e por último, e também super legal: a Licença Oficial de Treinador Pokémon, que você tinha “direito” ao adquirir e apreender o conteúdo do livro!

Tinha ainda 10 dicas para cuidar do seu Pokémon, um guia de todos os ginásios e seus líderes, entre outras coisas legais. Impresso em papel de boa qualidade, o Manual Oficial do Pokémon se manteve novinho e guardado todos esses anos até que reabri uma gaveta e surgiu a ideia do post!

[nggallery id=561]

A autora, Maria S. Barbo, faz um introdução rapidinha e depois assina como se fosse o Professor Carvalho, com todos os ensinamentos vindos da cidade de Pallet, para quem quer se tornar um Mestre Pokémon.

Foi super legal ter redescoberto esse guia e verificar que mesmo após tanto tempo ele continua bom (porque tem cosias que você gosta quando é criança e, já mais velho, acha um pouco tolo, sabe?). E através do Manual, pude fazer toda essa retrospectiva com vocês, de umas das minhas séries prediletas, assumidamente mesmo: porque me irrito quando alguém associa, erroneamente, as mazelas de determinada geração ao anime que menciono aqui: “isso é da geração Pokémon”, sabe?

Espero que tenham gostado!
Agradecimentos especiais para minha mulher, que me ajudou com as fotos internas, para não amassar a relíquia que é esse é Manual Oficial do Pokémon!

Isso também pode lhe interessar

60 Comentários

  1. Epic…

    Nesse anime de Pokémon eu peguei do programa da Eliana quando passava na record era legal, Cindaquil!

    Mas aí depois tudo se perdeu…

    Eu já cheguei a ver o começo de Pokémon num canal local aqui, mas é, divertia mas com meus 12 anos não era igual de quando eu tinha 7/8…

  2. Epic…

    Nesse anime de Pokémon eu peguei do programa da Eliana quando passava na record era legal, Cindaquil!

    Mas aí depois tudo se perdeu…

    Eu já cheguei a ver o começo de Pokémon num canal local aqui, mas é, divertia mas com meus 12 anos não era igual de quando eu tinha 7/8…

    1. XD Legal Paulo!
      Mas, não vendo não!
      Aí é a Capa dele mesmo, do próprio!
      Passo ele no futuro, faço até doação para alguém que vai cuidar dessa relíquia, mas, vender, não vendo!
      Valeu!

  3. Eu tenho esse manual. *_*

    Eu era criança quando o vi na loja e pedi de presente pro meu pai, prometendo que se ele me desse eu nunca mais pediria nada na vida (ahuhauhaehuah).

    Eu lembro que os meus irmãos mais velhos desprezavam o desenho, mas eu gostava demais. Sempre torci pela equipe Rocket (isso não é estranho, é?) e fazia birrinha com Digimon logo quando estreou, se bem que depois eu me apaixonei por Digimon também. XD

    Será que se eu procurar, eu acho esse manual? Devo tê-lo lido umas 20 vezes e sonhava com o dia em que o Ash teria que enfrentar aqueles quatro grandes mestres (lembro que havia uma Ágatha e uma Lorelei, parece) no final do desenho. 😀

    1. Digimon era mais lento, mais “sério”, na medida do possível. Também era legal, mas, estenderam muito com argumentos muito loucos! Mesmo que Pokémon, eu diria…

  4. Eu tenho esse manual. *_*

    Eu era criança quando o vi na loja e pedi de presente pro meu pai, prometendo que se ele me desse eu nunca mais pediria nada na vida (ahuhauhaehuah).

    Eu lembro que os meus irmãos mais velhos desprezavam o desenho, mas eu gostava demais. Sempre torci pela equipe Rocket (isso não é estranho, é?) e fazia birrinha com Digimon logo quando estreou, se bem que depois eu me apaixonei por Digimon também. XD

    Será que se eu procurar, eu acho esse manual? Devo tê-lo lido umas 20 vezes e sonhava com o dia em que o Ash teria que enfrentar aqueles quatro grandes mestres (lembro que havia uma Ágatha e uma Lorelei, parece) no final do desenho. 😀

  5. Eu tenho esse manual. *_*

    Eu era criança quando o vi na loja e pedi de presente pro meu pai, prometendo que se ele me desse eu nunca mais pediria nada na vida (ahuhauhaehuah).

    Eu lembro que os meus irmãos mais velhos desprezavam o desenho, mas eu gostava demais. Sempre torci pela equipe Rocket (isso não é estranho, é?) e fazia birrinha com Digimon logo quando estreou, se bem que depois eu me apaixonei por Digimon também. XD

    Será que se eu procurar, eu acho esse manual? Devo tê-lo lido umas 20 vezes e sonhava com o dia em que o Ash teria que enfrentar aqueles quatro grandes mestres (lembro que havia uma Ágatha e uma Lorelei, parece) no final do desenho. 😀

  6. Que nostalgia ver a primeira temporada de Pokémon, eu ainda continuo vendo as temporadas (estou atrasado em uns 17 capítulos) não tem nem 1/4 da graça e magia que tinha antes, só vejo mesmo porque depois de jogar os novos jogos, eu fico querendo saber quais o Ash vai capturar, e se ele ganha a liga.

    Nunca soube da existência desse manual, mais se eu soubesse antes (uns 8 anos antes) com certeza iria fazer de tudo para consegui-lo. Os pokémons das 2 primeiras regiões eram tão mais legais, na 3º ficou zuado e na 4º e 5º ficaram legais também (minha opinião). Mais quem assistiu a primeira temporada não deve se esquecer do Bulbasaur, Charizard e Squirtle. (e obvio o Pikachu)

    Desenhos antigos, ou melhor da época da minha infância eram tão bons, nunca tentei reve-los para saber se era porque eu era criança, ou eles eram bons mesmo.

    1. Tu disse uma coisa que é verdade, tbm acho que as duas primeiras gerações foram as melhores, a terceira foi muito fail, e as duas últimas são legaizinhas. E não tenho a menor saudade do Pikachu (XD), mas o que deixou o Picachu TÃO IRRITANTE foi justamente o número interminável de sequências que a série tem e ainda vai ter.

    2. Tu disse uma coisa que é verdade, tbm acho que as duas primeiras gerações foram as melhores, a terceira foi muito fail, e as duas últimas são legaizinhas. E não tenho a menor saudade do Pikachu (XD), mas o que deixou o Picachu TÃO IRRITANTE foi justamente o número interminável de sequências que a série tem e ainda vai ter.

        1. O Pikachu ainda está no Pokémon xD.
          É ficou um pouco confuso, mais está sim, e o Charizard também, só que somente de vez em quando o Ash chama ele para apelar e destruir tudo. 
          Pokémon sem Pikachu não é Pokémon 😀

        2. Desculpe a confusão! Ele ainda tá sim, o que quis dizer é que ficou cansativo pois somente ele é “reciclado” pelo Ash. Ele sempre tá lá. Depois de um tempo eu cansei dele. ^^

  7. Eu lembro dessa época que Pokémon era o fenômeno.
    O livro infelizmente na época eu não pude comprar, mais lembro que tinha o álbum no qual eu completei através de um feito que poucas vezes vi na vida, precisando de 4 figurinhas brilhantes para completar o álbum, eu consegui tirar todas as 4 num mesmo pacote. Achei aquilo espetacular.XD
    Eu lembro que na época colecionei também as miniaturas que vinha com o guaraná antártica, pôsters, revistas e de como todo primeiro de Janeiro era sagrado para os fãs da série,que podiam acompanhar via TV a Cabo, quando o CN(em sua melhor época) exibia maratonas de episódios para as estréias de novas temporadas.

    1. Cara! Eu ainda tenho as miniaturas! Guardei só algumas, mas hj não consigo me desfazer delas mesmo! Hoje só tenho o Togepi, o Eevee e o Vaporeon, mas já tive muitos, dos que consigo me lembrar são: Onix, Dragonite, Dratini, Poliwirhl, Seaking, Hypno, Bulbasaur, Charmander, Pikachu, Oddish, Vulpix, Jigglipuff e Chansey. Me dá uma tristeza lembrar que não os tenho mais… T_T

  8. Eu não lembro desse manual muito bem… mas seria muito legal ter hoje. Ainda gosto muito de Pokémon, mas é inegável que a primeira temporada foi a melhor. Muitos momentos ficaram na memória tbm como a despedida do Squirtle, as batalhas do Bulbasaur usando o Solar Beam, o nascimento do Togepi, o Lapras (que saudades…), entre muitos (milhares) outros. =D
    Valeu aí, Pedro, por esse post espetacular!

          1. Momento top foi o lançamento do primeiro filme. Tdos estavam ansiosos para conhecer o pokemon mais poderoso do mundo. Fikei puto que com as novas gerações mewtwo perdeu seu prestigio.

  9. ô se lembro dessa epoca , sabia todos os 151 por nome e n° , vcs lembram da revista pokemon club? tenho varias aq. 

    sempre quis ter uma pokedex dessa , a minha era de papelao q vinha de brinde com uma revista. 

    gosto bastante qdo apercem no portallos esses posts nostalgicos pra relembrar a infancia , vleu pelo post xD

  10. concordo….pkm pra mim so serve as duas primeiras fases…dps fikou muito monotomo…perdeu a magia como vc disse…eu sigo fiel aos jogos…mesmo os pkms sendo novos so pego pkm da primeira versão XD
    saudade dos tempos d criança

  11. Também já fui um Pokemaniaco… Comprava tudo de Pokemon, revista Pokémon Club, detondos da Nintendo Wold, Pokebolas de brinquedo, miniaturas, não lembro se tive esse manual, mas acho que não… Bons tempos…

    Hoje vejo alguns trechos de episódios de Pkemn Best Wishes, mas só por curiosidade e ver algumas lutas, porque o anime continua fraco…

    Pra mim a luta final e que gostei muito foi Ash vs Gary, 6 x 6, na liga Johto, Charizard x Blastoise… épico… Depois disso tem outras lutas legais, mas desde pequeno eu esprava por essa luta e pra mim aquilo poderia ter sidoo final… Outra luta épica que poderia ter sido o final ou uma especie de semi-final foi Ash vs Drake das ilhas Laranja, tmb foi épica, final entre Pikachu e Dragonite… Muito legal, pena que “acabou”…

  12. Cara como eu gostava desse desenho, apesar de estar muito novo nessa época pra conseguir comprar ou até mesmo sonhar com esses itens citados, eu assistia ao desenho todo dia e até hoje se ver alguns dos pokemons antigos, consigo lembrar o nome.
    Realmente era um desenho muito bom.

  13. Pokemon liga indigo, laranja e johto trazem boas recordações. As temporadas seguintes foram umas merdas, mesmo em hd. Boa lembrança quando ocorria o especial de final de ano no cartoonnetwork, uma semana direta de episodios de pokemon, e no ano novo, aparição de um espisódio inedito. Meu primeiro jogo de gameboy foi de pokemon, e passava o dia todo jogando para me torna o maior treinaor de todos os tempos, XD. Como trouxeram boas recordações…

    1. Essas ligas que você citou, para mim, já fugiram do propósito original do desenho e meio que desvirtuou o sentido de tudo.

      Eu achei que foram forçadas demais, para render por mais tempo, só conseguindo mesmo que o público passasse um período até enjoado, sabe?

      Que bom que o Manual te trouxe boas recordações!

  14. Pokemon liga indigo, laranja e johto trazem boas recordações. As temporadas seguintes foram umas merdas, mesmo em hd. Boa lembrança quando ocorria o especial de final de ano no cartoonnetwork, uma semana direta de episodios de pokemon, e no ano novo, aparição de um espisódio inedito. Meu primeiro jogo de gameboy foi de pokemon, e passava o dia todo jogando para me torna o maior treinaor de todos os tempos, XD. Como trouxeram boas recordações…

  15. Eu nunca tive o manual, mas fazia coleção da Pokémon Club, era viciada… mas depois realmente perdeu a graça, sempre achei que o problema era que eu estava ficando mais velha, e o desenho era sempre voltada para a mesma faixa etária.
    Hoje até me divirto com Pokémon, com os jogos e os mangás, mas o encanto que o anime tinha no começo, realmente acabou se perdendo.

  16. Esse guia era um sonho de consumo *–*
    Eu colecionava a Pokemon Club e realmente, a revista era muito bem feitinha. Não só a revistinha, mas tudo que saía relacionado a pokemon era bem feito. Tinham aqueles chaverinhos que eram uma miniatura de pokémon dentro de uma pokebola, super cheio de detalhes. Amava todos *–* mas minha mesada só me permitiu ter o pikachu e o bulbasaur… (e mesmo assim me malocaram o pikachu aaaafff). Sem contar os jogos de tabuleiro, as cartinhas como você disse aí. Tudo muito bem produzido, cheio de detalhes e com um material de boa qualidade. Ouso dizer que foi o pokemon que iniciou essa onda de brinquedos bem produzidos sobre anime no Brasil. Antes dele as coisas que saíam eram bem específicas e caras.

  17. Esse guia era um sonho de consumo *–*
    Eu colecionava a Pokemon Club e realmente, a revista era muito bem feitinha. Não só a revistinha, mas tudo que saía relacionado a pokemon era bem feito. Tinham aqueles chaverinhos que eram uma miniatura de pokémon dentro de uma pokebola, super cheio de detalhes. Amava todos *–* mas minha mesada só me permitiu ter o pikachu e o bulbasaur… (e mesmo assim me malocaram o pikachu aaaafff). Sem contar os jogos de tabuleiro, as cartinhas como você disse aí. Tudo muito bem produzido, cheio de detalhes e com um material de boa qualidade. Ouso dizer que foi o pokemon que iniciou essa onda de brinquedos bem produzidos sobre anime no Brasil. Antes dele as coisas que saíam eram bem específicas e caras.

  18. Que onda, essa semana tava me batendo uma nostalgia em relação a pokémon… ^^
    Portallos identificando o pensamento dos leitores desde 2011 lol xD

  19. eu nunca tive nenhum produto de pokemon  nao (talves porque quando eu descobri oque era pokemon eu tinha uns 4 anos na epoca (atualmente tenho 12) mas assisti filme de pokemon no cinema mas realmente eram bons tempos pena q depoi da geraçao pokemon ficou muito comercial (nao que ja nao fosse)

  20. Nooossa, pensei que era o unico que tinha esse @_@ 
    Realmente muito bem feito, super detalhado pra época, perdi muito tempo apreciando essa obra xD

  21. ei o pokémon best wishes (nova serie) ficou BEM diferente dos passados bem vou começar: 1 a equipe rocket n e tão retarda (e engraçada) como antes.
    2:os pokemons n são mais estilos fofinhos (so alguns) agora SAO ABERRASOES FEIOSAS.
    3:agora eles n se perdem em todos os episodios na floresta como antes.
    fora isso e igual mesmo a e o rival do ash (pera n quero ser um spoiler então assistão:http://www.ligapokemon.com/2009/07/pokemon-filmes-online.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.