AssistindoLendoMiscelânea

Harry Potter: final com cara de novela?

Ainda não engoli final mais “trouxa” do que “bruxo”!

Eu estava assistindo ao último filme de Harry Potter: Harry Potter e As Relíquias da Morte – Parte 2 e relembrando de algumas coisas do livro.

Antes de qualquer coisa, devo dizer que sou leitor de HP desde criança, tenho aqui em casa a primeira edição nacional do primeiro livro – que à época custava cerca de R$15! Para mim, marcou a vida, mas não daquela forma emo que citam por aí: me ajudou a gostar de ler, a procurar outros livros, não só infanto-juvenis, mas, grandes autores, grandes obras que trouxeram reflexão à humanidade de forma geral, enfim.

Sendo assim, esperava um final bem legal para a série. Assim como muitas pessoas também. E não me convenço de que aquele final foi realmente o melhor que ela poderia ter escrito! Não tem jeito. Não consigo ver Harry e todos os amigos dele, após passarem por tanta coisa, como pais de família comuns, com funções ordinárias, levando os filhos a escola.

Para mim, não sei… Um cargo elevado? De auror? Mega professor contra artes das trevas? Enfim, qualquer posição “mais bruxa do que trouxa”, envolvendo toda a experiência de vida dele, teria sido mais aceitável.

A autora declarou, após o livro ter sido lançado, etc., quais as funções dos personagens, o que realmente acontece com eles no futuro, após toda a história que conhecemos… Mas, essa declaração posterior à finalização de uma série de livros não conta. HP é maior do que a autora. É maior do que ela pode dizer. Mesmo sendo ela a escritora, ela não pode chegar e dizer, “por fora”, que o que acontece é isso ou aquilo. Teria de estar ali escrito, registrado. Você não ouve Tolkien falar sobre Frodo e os outros porque , bom, ele já morreu e em sua época não foi uma celebridade tão grande quando Rowling (digo em termos midiáticos, afinal não tinha internet e tudo o que você já sabe). Então, o que conta é o que está ali, no papel.

Assim, fico meio chateado com o final meio ao estilo novela da série, do tipo que passa o tempo em super velocidade e mostra a família, unida, bonitinha, como opção para a felicidade e realização. Para mim, a autora se perdeu com isso. Poderia ter passado o tempo e, não sei… Talvez já de dentro de Hogwarts, com HP e talvez Hermione, ensinando algo, conversando com alguma foto legal ou fantasma… Enfim, interagindo mais com o mundo bruxo do que com o mundo trouxa. Tomando uma cerveja do Beco…

Acho que é isso…

De qualquer forma, tem um povo louco no youtube e que, através de animações simples (e muito bem feitas, humoradas, dubladas etc.,) estão recontando os finais de filmes. E HP é um deles. Achei muito divertido e resolvi compartilhar com vocês. Não seria o meu final, claro! Porque se fosse do jeito que eles mostraram, nem teriam tantos livros! Mas, é legal de assistir…

Você mudaria algo em HP?

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Pedro Duarte

Jornalista apaixonado por todas as coisas que existem. Deve ser isso! Não há nada de novo que não demonstre interesse imediato em conhecer: ler, assistir, escutar, experimentar. Tentando viver um pouquinho de tudo por dia e passar a experiência aos nossos leitores!
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.