Jogando

Postando uma imagem… só porque curti!

Deviam fazer um outdoor com isso aí, não acham?

Lá no fórum secreto da equipe é assim, não importa o movimento, esteja ele paradão ou no meio de um divertido ”flame debate” entre o chefe e o Mauri com direito a um gif engraçado do Théo no meio da discussão. Se você tem algo interessante para compartilhar, jogue lá. Afinal é divertido e nunca se sabe de quantas formas diferentes uma postagem pode nascer. Foi isso que aconteceu agora pouquinho quando eu já estava fechando o expediente por aqui e vi o Mauri postando dois links que mais pareciam um só. O primeiro vocês já sabem, é essa imagem ai em cima que já traz uma mensagem bastante clara por si só. E a outro é essa matéria aqui.

Quem deu ao menos uma lida no título já deve entender, o assunto é desinformação. Outro dia eu liberei uma postagem com mais de 3.000 palavras na qual grande parte dos parágrafos nela poderiam ter sido resumidos por essa única palavra. Porque dentre tantos assuntos (e vamos nos ater ao que nos é pertinente, sem essa de que ”o país tem problemas maiores pra se preocupar”) é exatamente isso o que ainda não permitiu que o mercado de games no Brasil crescesse. Desinformação por achar que vídeogames são um produto restrito à crianças, desinformação por achar que jogos como GTA representam tudo que existe numa indústria gigante que já ultrapassou a do cinema há tempos. Desinformação por achar que matérias sensacionalistas vão derrubar quem está com a verdade e tem voz ativa. E sobretudo, desinformação por achar que a solução para os problemas de um país que não investe o suficiente em educação é elaborar projetos de lei que ferem o direito à liberdade de expressão.

Esse é o preço que a gente paga por colocar dinossauros todos os anos no poder. Eles só estão antenados mesmo é nas cifras que vão aparecer na conta com a próxima lei de aumento dos próprios salários que eles mesmos criam e sempre votam em tempo recorde. E a solução pra isso? Ninguém sabe ao certo, mas se a gente começar ao menos a olhar bem quem são os homens que andamos elegendo para representar os nossos interesses lá no poder, quem sabe um dia a coisa não muda para melhor?

Isso também pode lhe interessar

K o n S a m a

Do ser sem razão a essa explosão de emoção, do preguiçoso leitor ao (meia-boca) escritor, do tímido calado ao ator inquieto, do caminho já traçado à esquina do destino incerto. Tentei me definir, mas sem sucesso. Games, filmes, música, animes, são só o começo desse quebra-cabeça sem nexo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.