E se os games de hoje voltassem no tempo?

Lembra quando a arte dos jogos já começava pela capa?

Alguém por aí ainda sente saudades não só dos jogos, mas também das capas bem retrô que a maioria deles que tinha? Eu mesmo na época do Super Nintendo ficava abismado com a box de Street Fighter II Turbo e nem me lembro bem o porquê disso. Dentre tantas outras que eu vi ele era a menos esquisita, mas naquela época me deparar com aqueles gráficos em 16 bits e depois com aquelas artes que mais pareciam pinturas dos personagens, quase como se fossem pessoas reais, me causavam uma certa estranheza, como se eu precisasse diferenciar aqueles pixels de gente de verdade. Sei lá, coisa de criança, eu acho. Com os jogos do Master System foi quase a mesma coisa, a Sega trocou tanto o visual do Alex Kid entre um lançamento e outro que se não fosse o nome dele estampando as capas eu passaria pelas prateleiras daquela saudosa locadora que ficava perto de casa sem saber do que se tratavam. E a box do Double Dragon então? Putz, os caras eram mesmo orientais? Sei não hein, a capa americana do SNES me dizia outra coisa. E o que falar daquelas artes do antigo Ninja Gaiden? Coisa fina é pouco para aquilo.

Enfim, com aqueles gráficos longe de serem o que são hoje, essas artes eram um complemento e tanto pra quem era indeciso demais e julgava tudo pela capa (eu por exemplo). E elas eram mais do que só a apresentação daqueles produtos, eram pura arte também (ainda que algumas coisas esdrúxulas como a foto acima tenham vindo ao mundo). Hoje as coisas mudaram quase que totalmente e essa sensação de surpresa do tipo: ”o que será que vem dentro?” já não existe mais. Em 90% das vezes a gente bate o olho na capinha e já sabe o que vai encontrar quando colocar o disco pra rodar no console, se não antes esbarrando em algum vídeo da internet. E ainda que não pudéssemos contar com ela, os gráficos estão cada vez melhores e obviamente já não precisam mais daquelas artes com cara de pintura para dizer a que veio tal jogo.

Em todo caso, achei essas imagens fuçando o blog do Casado que Joga, são uma pequena amostra do que seriam as boxart dos melhores games que essa geração recebeu aos moldes dos velhos lançamentos. Bateu até um pontinha de saudade da época em que tinha que chorar muito pra convencer os meus pais a me alugarem um joguinho que fosse de Master System. Oxalá pudesse voltar no tempo só para me lembrar daquelas prateleiras coloridas que de longe mais pareciam uma sequência de revistas em quadrinhos.

Tempo bom que não volta mais.

Isso também pode lhe interessar

8 Comentários

  1. Muito bom… As de Skyrim e Fifa 12 ficaram ótimas, bem no estilo de capas antigas.
    Essa de Soul Calibur lembra as revistas do Conan.
    E Demon Souls no xbox? lol

  2. HAUAHUH A capa do Red Dead Redemption me lembrou AUTOMATICAMENTE o jogo Sunset Riders do SNES. Nostalgia foda, pqp. Acho inclusive que essa capa seria melhor que a original do game. xD

  3. Caramba, bateu uma saudade forte aqui. Lembro que já me ferrei várias vezes com essas capas. Quando ia na locadora, pegava as capas mais interessantes e quando chegava em casa o game era uma porcaria. Apesar do Owned, sinto falta dessa época…. Deve ser coisa de gente velha 😛

  4. HAHAHAHAHHAHAHA O DE SKATE E O VIRTUAL TENNIS FICARAM IDENTICOS AOS LANÇADOS ANTIGAMENTE, GTA TBM HAHAHAHA DEI RISADA COM ESSE POST XDDDDDDDDDDD

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.