Jogando

Far Cry 3 | Eles são crueis, eles são selvagens…

… e eles também são os maiores filhos da pu#$@ dessa ilha!

Multiplayer, CO-OP, pfff… sério mesmo? Pra mim Far Cry 3 inovaria mais se deixasse esses detalhes de lado e se focasse no que realmente interessa, ops… perdão, no que realmente ME interessa. Sei lá, eu bato o olho no jogo e não vejo nada demais. Com exceção da selva e do santo direito de poder nadar, podiam me dizer que isso aí era mais um jogo da franquia Call Of Duty que eu acreditaria sem questionar. Pra mim os FPS já não tem muito mais pra onde correr não.

Mas eu gosto do que ando vendo sobre esse terceiro Far Cry no que diz respeito ao singleplayer. Na verdade desde a demo apresentada na E3 desse ano que eu assumi o compromisso de ficar de olho nesse jogo. Ele parece ter ação na dose certa, do jeitinho que eu gosto e uma história interessante até. A abordagem parece que vai ser mais adulta e isso desperta o meu interesse já que esse é mais um dos poucos games do gênero que tratam de trazer situações diferentes sem abordar o já arrastado tema de guerra, conflito entre nações e blá blá blá.

Também gostei dos personagens, mais precisamente dos vilões. Os heróis pra mim em jogos de FPS tem que falar muito e serem agraciados com diálogos realmente interessantes, do contrário eles não passam de corpos vazios na minha visão. Como uma simples carapuça que você vai vestir e então assumir a responsa dentro daquele universo. E cá no meu mundinho dos achismos Far Cry 3 me parece exatamente isso, o que não é de todo ruim nesse caso. Porque se os trailers não me serviram para criar uma relação ou algum interesse pelo protagonista e sua namorada, o mesmo eu não posso dizer dos antagonistas.

Os últimos vídeos que andei vendo já definem bem o quão filhos da pu#$@ serão os donos dessa ilha. Em especial esse aí do cabelo moicano. Ele é o chefão dessa bagunça toda e me parece aquele tipo de vilão que vai te fazer comer o pão que o diabo amassou do começo ao fim. Só que ele não vai ser emblemático só por conta disso, e sim pelo excentricidade, pelas piadas e todo aquele têmpero de uma boa história que te faz valorizar a caçada pela cabeça de um chefão final que desde o início mostra a sua personalidade e te provoca, te faz entrar no clima. Te faz… vestir a tal carapuça que está vazia e chamá-lo de cretino mesmo sabendo que ele não vai te escutar.

E enfim… se esse for o seu plano querida Ubi, SHUT UP AND TAKE MY MONEY.

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

K o n S a m a

Do ser sem razão a essa explosão de emoção, do preguiçoso leitor ao (meia-boca) escritor, do tímido calado ao ator inquieto, do caminho já traçado à esquina do destino incerto. Tentei me definir, mas sem sucesso. Games, filmes, música, animes, são só o começo desse quebra-cabeça sem nexo.
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios