Japão

Recomendação: Rurouni Kenshin da JBC

A volta do Battousai em grande estilo!

Desde que fiquei sabendo do relançamento de Rurouni Kenshin, também conhecido como Samurai X pela JBC, meus olhos brilharam. Um dos melhores mangás de todos os tempos está de volta!

Sem spoilers da história! Podem ler sem medo!

Na primeira vez que o mangá foi lançado no Brasil eu ainda era muito novo e não tinha o espiríto colecionador e também não entendia tão bem as histórias que lia quando elas tinham uma maior profundidade.

Me lembro até hoje dos dias em que assistia Samurai X encantado com aquela história e personagens no Cartoon Network. Até que um dia uma amiga de infância me mostrou o mangá da série e minha cabeça explodiu!!! O estilo narrativo, os diálogos, a violência, tudo tinha um outro nível no mangá. Mas para minha infelicidade o mangá já estava no final de sua primeira publicação no Brasil e eu odeio comprar algo pela metade. Assisti novamente o anime há uns dois anos atrás e achei que terminava ali minha experiência com o Rurouni Kenshin.

Até que a JBC resolve lançar essa pérola em uma versão linda!

Assim que comprei o primeiro volume desse relançamento já tratava esse mangá como um tesouro e nesse final de semana, após finalmente terminar de ler o primeiro volume percebi que esse mangá sempre será top 5 ou top 3 em minhas preferências facilmente.

Rurouni Kenshin ao mesmo tempo que fala de um samurai arrependido, andarilho e sobre lutas sangrentas de espadas, tem uma sutileza absurda, transmite uma paz que não consigo explicar muito bem. Talvez seja a ambientação do Japão na Era Meiji que me conquiste, mas o fato é que esse mangá tem excelentes personagens, uma história cativante, emocionante e batalhas animais.

Em um determinado momento desse primeiro volume, Kenshin Himura, o Battousai dá uma lição sobre verdades e mentiras que já dá um sinal de como esse mangá passa mensagens legais e sinceras ao mesmo tempo! Leiam e irão entender!

Que me desculpe todos os lançamentos e relançamentos desse ano, mas Rurouni Kenshin é o melhor, pois além de sua qualidade natural como história, a JBC caprichou no tratamento do volume, que só faltou páginas coloridas por também não possui na versão original.

Talvez uma única crítica negativa que possa fazer ao lançamento é algumas páginas que ficaram escuras em excesso, e o papel offset contribui para escurecer ainda mais, mas é óbvio que não estou reclamando da qualidade do papel que é excelente, apenas dando uma dica para tomar cuidado com esas páginas (principalmente de lutas com sague) para não ficar algo que não é possível compreender.

Durante o mangá temos alguns comentários de Nobuhiro Watsuki (autor do mangá), onde ele revela em que se inspirou para criar seus personagens e o mais curioso pra mim é perceber que ele também acha que a Kaoru é uma personagem super básica e ele passa impressão de querer melhorá-la para o futuro e isso realmente acontece como poderemos ver mais adiante nos futuros volumes da obra.

Para esse maravilhoso mangá não vale a pena se estender falando sobre a história, pois só lendo para entender o quão bom ele é. Além disso a maioria assistiu ao antigo anime e em breve poderemos ter um filme live-action da série sendo lançado em terras tupiniquins (ou não).

Portanto é isso pessoal, não façam como eu fiz há alguns anos trás, não deixem de comprar esse mangá pois acredito que depois desse relançamento, não veremos o Battousai retalhando os outros mangás nas bancas tão cedo!

Etiquetas

Rafael Gaara

Apaixonado por blogs, cinema, games, séries, músicas, animes e mangás, não necessariamente nessa ordem! The GodFather, Final Fantasy X, Pokémon Yellow, The Legend of Zelda, Atari, Berserk, Code Geass, One Piece, entre outros, moldaram meu corpo, minha mente e meu espirito.

Artigos relacionados

Fechar