JogandoMiscelâneaReflexões & Opiniões

O que dizem os números de Mighty No. 9?

O gênero “Mega Man” ainda não morreu completamente, porém…

Vamos lá! Será que preciso explicar o que é Mighty No. 9 aqui no blog? Admito que a minha vontade sobre escrever sobre tal projeto veio desde o primeiro dia em que Keiji Inafune apareceu no Kickstarter pedindo grana para seu novo game, mas o tempo não favoreceu e só agora surgiu a oportunidade de escrever por aqui. Para quem está boiando (sério, você realmente não ouviu falar do projeto?), recomendo que acesse esse link lá no Kickstarter que tem um vídeo do próprio Inafune explicando do que se trata, incluindo artes conceituais do que será o sucessor espiritual de Mega Man.

Para quem não ligou os pontos, Keiji Inafune é o criador do próprio Mega Man, durante os muitos anos que trabalhou na Capcom. Agora, fora do estúdio, seguindo uma carreira independente, ele quer resgatar a glória do gênero e do conceito que ele mesmo criou quando Mega Man era um sucesso de público e vendas, lá nos anos 80/90. Mighty No. 9 tem então essa pegada e semelhança com Mega Man não por mera coincidência, pelo contrário, é algo totalmente proposital. Pra mim, Inafune quer provar um ponto de indagação que por muitos anos assola os fãs da franquia Mega Man: por que os últimos games do personagem fracassaram?

Não podemos culpar somente a Capcom pelos horríveis games do Mega Man produzidos na última década, afinal Inafune esteve supervisionando todos estes games. O Mega Man sumiu de verdade da Capcom assim que o produtor deixou o estúdio alguns anos atrás. É por isso que projetos como Mega Man Universe e Mega Man Legends 3 foram cancelados. Inafune estava na Capcom quando resolveram fazer mega Man 9 e Mega Man 10 naqueles gráficos escrotos em 8 bits. Ele estava ali quando os últimos games da franquia Mega Man X afundaram a série tão amada pelos fãs. Claro que nunca saberemos até onde o próprio Inafune ditava as regras dos games do Mega Man. O próprio já chegou a dizer inúmeras vezes no passado que a série do Mega Man X durou muito mais do que ele gostaria e que os últimos games a própria Capcom o forçou a desenvolver. É realmente difícil entender então até onde o dedo do Inafune ajudou a afundar os games do robôzinho azul, ou até onde a Capcom o forçou a produzir games e séries da franquia em que o mesmo não queria produzir.

É por isso que Mighty No. 9 é importante para os fãs. Agora temos o produtor totalmente independente fazendo aquilo que ele tem 100% de certeza de que quer fazer. Não há um estúdio enorme por trás dele puxando as cordinhas e podando criatividade ou ousadia. O que temos é um produto sendo feito de acordo com seu criador e pelo feedback dos fãs, que estão apoiando o projeto e participando da comunidade oficial e de olho no processo de desenvolvimento do game.

A última semana e os números…

E essa é a única semana do projeto no Kickstarter. Originalmente se pediu 900 mil dólares para conseguir dar vida a Mighty No. 9. Meta que foi atingida em menos de 48 horas do início da campanha de arrecadação. Hoje, faltando 6 dias, o montante já se aproxima de 2 milhões e meio arrecadados. Parece impressionante, né? Mas será mesmo?

Veja bem. GTA V acabou de ser lançado e já está sendo celebrado o fato do jogo ter vendido milhões de unidades. Todos os grandes blockbusters dessa geração para ser um sucesso precisam ao menos do “1 milhão de vendas”. Até Castle Crashers, que é um título em formato digital, conseguiram ao longo da geração atingir a marca do milhão. Mas muitos games que não tiveram tal conquista.

Muitos dizem que os fãs de Mega Man são numerosíssimos. Mas será que são mesmos? Os números de arrecadação de Mighty No. 9 provam sim que o projeto merece existir, que existe público disposto a pagar por um game do gênero Mega Man, ainda mais sendo criado pelo próprio criador do jeito Mega Man de fases e power-ups. Afinal, são mais 2 milhões de dólares já arrecadados… mas por quantas pessoas?

Ao todo, no momento em que escrevo esse post, o Kickstarter de Mighty No. 9 possui quase 44 mil apoiadores. Sendo que desse número, quase 23 mil são de pessoas que doaram 20 dólares e garantiram a cópia do game. São pessoas normais, como eu e você, que confiam no Inafune e meio que garantiram assim a “pré-compra” do jogo, que só será lançado em 2015.  As doações acima disso são de uma galera com maior poder aquisitivo, que não quer apenas o game, mas algo mais para se lembrar desse momento, pessoas que acreditam que é um passo para o retorno do gênero, são potenciais investidores por assim dizer.

Mas sem dividir o grupo de apoiadores, mesmo assim 44 mil não é um número muito expressivo no mercado de games. Se Mighty No. 9 tivesse sendo lançado hoje e vendesse 44 mil unidades, poderia ser considerado um fracasso ou sucesso? Em termos de Capcom, eu duvido muito que o estúdio diria “sucesso” caso fosse um game do Mega Man. Para um estúdio independente talvez não fosse um número ruim, mas estaria longe de um estrondo comercial de vendas. Ainda mais pensando que Mega Man um dia já disputou o mercado de vendas lado a lado de Mario e Sonic. Super Mario sobreviveu ao tempo e hoje ainda vende milhões. Será que Mega Man merece continuar vivendo com número tão pequenos de vendas? Faz sentido sobre essa ótica os motivos que levaram a Capcom a aposentar o personagem. Quantos outros da época de ouro do NES/SNES já não foram aposentados…

Está certo que os números dizem respeito a pessoas que acreditam na viabilidade do projeto. Que no lançamento de Mighty No. 9 o game vai alcançar um público muito maior do que apenas os que acreditam e apostam nesse tipo de atitude via Kickstarter. Porém, ainda assim, fica difícil imaginar Mighty No. 9 como um título que atinja milhões de vendas nos primeiros meses de lançamentos. Lembrando que quando o game estiver pronto para sair, 44 mil pessoas já terão pago por ele. Então quantos mais ainda sobraram e estarão dispostos a comprar sucessor espiritual de Mega Man? Difícil dizer, não?

É diferente acreditar e pagar por um game que talvez só venha a sair daqui 2 anos? Sim, é. Mas os fãs de Mega Man estão na secura, na esperança, no desespero por um jogo que dê mérito a tudo que Mega Man já foi um dia, que sinceramente, esperava que houvessem muitos mais apoiadores do projeto. Um projeto que diga-se de passagem é global. Não é um Kickstarter apenas para o Japão ou Estados Unidos. Vale para qualquer lugar do globo! Eu mesmo apoiei o projeto dando os 20 dólares ao game…

44 mil pessoas num mundo de bilhões, num mercado de milhões de gamers parece pouco pra mim. E não estou dizendo que o montante de 2 milhões e meio é pouco para que o Inafune realize esse projeto, pelo contrário, é muito mais do que talvez ele merecesse. Mesmo assim, eu esperava que houvessem mais fãs do Mega Man em todo o planeta disposto a dar uma nova chance ao seu criador… será que o pedido dele não chegou a todos estes fãs? Será que o número de apoiadores nestes projetos de arrecadação ainda não serve como base para pensar quantos depois vão querer comprar tal produto? Complicado, né?

Enfim, Mighty No. 9 vai acontecer. Apesar da meta para a existência do game no Xbox One e PlayStation 4 dificilmente seja obtida, duvido muito que lá em 2015 o game não vai para tais plataformas. Ao menos nos consoles desta geração o joguinho já está garantido. Agora é torcer para que nos próximos seis dias a meta da fase e chefe extra sejam atingidos e também do modo multiplayer online. Estou de olho e na torcida…

** Quem se interessou e gostaria de apoiar a iniciativa, corre que ainda dá tempo. Clique aqui e cadastre-se no Kickstarter e dê lá os 20 dólares para garantir o game quando ele sair em 2015.

Obs: a imagem que abre o post é fanart feita pelo MetalBreakdown

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.