AssistindoSeriados

Pilotos: The After & Helix

O fim do mundo que você perdeu e uma doença mortal que irá te perseguir!

Seguindo a linha que iniciei nessa postagem há alguns dias atrás, abro espaço para comentar sobre mais dois novos pilotos que andei vendo nestas últimas semanas. Lembrando que a sugestão desse texto não é avaliar a série como um todo, mas apenas dizer se o piloto (primeiro episódio) consegue ser interessante o suficiente para que você compra a história, os personagens e o formato, até porque esse é exatamente o objetivo de um piloto. E os escolhidos da rodada são The After, que é uma das primeiras produções da Amazon para o mercado de seriados e Helix, do canal americano Syfy, onde suas produções sempre possuem essa pegada de ficção científica (daí o nome do próprio canal).

E assim como o post anterior o texto a seguir não contém spoilers!

Resolvi pegar dessa vez duas séries consideradas dramas (ou seja, seguem o formato de 44 minutos aproximadamente) ao invés de fazer como fiz na postagem dos pilotos Believe e Grond Floor, onde uma das séries era uma sitcom de comédia mais tradicional com seus 22 minutos. O fato é que tenho na minha lista de pilotos muito mais séries de 44 minutos do que séries curtinhas de comédia. Não foi uma safra muito boa para novas comédias, até porque há muitas de sucesso lá fora que ainda estão a todo vapor e isso dificulta a entrada de novas com uma pegada original. Porém vou continuar procurando novas séries de comédia para comentar por aqui.

The After, como disse lá no início do post, é uma produção da Amazon, que está começando a investir em séries para vender em formato via streaming através de um serviço próprio em seu site e parceiros. Não digo que é a primeira produção da empresa porque a mesma está investindo inicialmente em mais dois ou três projetos juntos com The After, mas acredito que nesse primeiro momento, essa seja a série que mais chamou a atenção pela internet.

E sem entregar muitos spoilers que podem estragar a sua surpresa em torno do piloto, a série traz a história de um grupo peculiar de pessoas que se encontram presas num elevador, e posteriormente numa garagem, e que precisam sobreviver num mundo pós-apocalipse, sendo que o mesmo ocorreu enquanto este grupo estavam presos nessa garagem. “Como assim?” Pois é!

O seriado trabalha com um monte de elementos inusitados. Você tem um grupo muito estranho de pessoas, indo de uma policial, uma idosa, um palhaço, um criminoso, um advogado e entre outros tipos e figurinhas. Há uma cidade em caos onde todos dizem que o fim do mundo chegou, porém sem ninguém dizer o que diabos está acontecendo. E há elementos incomuns e inexplicáveis que não vou dizer para que não estrague a surpresa ao ver o piloto. Basta dizer que a cena final do piloto me deixou com a boca aberta, já que nada do que vi até então dava a entender que algo assim iria acontecer. É interessante como sempre vamos voltar as bases de suspense e mistério que Lost criou quando surgiu e como a série influenciou quase tudo que é produzido com tais elementos hoje em dia. E tem muita coisa parecido em The After com Lost. Um grupo de pessoas com personalidades peculiares, elementos de mistério que não fazem sentido ao uma situação em si e um cenário dentro da história que dá uma perplexidade ao conjunto da obra.

A má notícia? A Amazon até o momento apenas soltou o piloto de The After, sendo que os demais episódios da temporada receberam sinal verde para serem produzidos há algumas semanas atrás. Então vai demorar um pouco para eles serem lançados (que pena!).

Helix está numa situação totalmente contrária. A série estreou em janeiro desse ano no SyFy e sua primeira temporada terminou no final de março, com 13 episódios. Pra mim é uma excelente qualidade quando uma série consegue se desenvolver em pouco mais de dez episódios, evitando assim o formato mais tradicional dos seriados americanos, onde são produzidos 22 episódios e muito encheção de linguiça para que a história se sustente por tanto tempo e meses de exibição. E a boa é que Helix já foi renovada para uma segunda temporada!

A história é sobre um grupo de pesquisa no Ártico que desenvolve um vírus letal e acabam presos nesse posto de desenvolvimento isolado do mundo. É convocado um grupo de especialistas para lidar com um possível surto causado por uma doença misteriosa, na tentativa de que a epidemia tome conta de todo o posto de pesquisa.

A série em vários momentos lembra um filme de terror, com cenas que tentam assustar o espectador, assim como mortes de personagens e muitas cenas de violência. Mas tudo criado com uma boa dose de ficção científica, sem parecer algo apenas gratuito e inexplicável. Pelo contrário, há muita explicação científica e muito sobre como um especialista em controle de doenças deve lidar com algo tão assustador assim. No fim a série acaba brincando muito com o psicológico dos personagens, que estão isolados do mundo externo e precisam lidar com algo que desconhecem e com uma doença altamente letal e contagiosa. Uma boa ficção com suspense e terror!

Ficam as recomendações. Assista os pilotos, volte aqui e diga o que achou e se não vela a pena continuar assistindo estas séries!

Veja Também:

Curte do nosso conteúdo? Saiba que é possível ajudar o Portallos!
Siga-nos em nossas redes sociais: Facebook | Twitter | Instagram
(Novidade) Estamos começando, dê uma força: YouTube | Mixer
— Entre e participe do nosso Grupo de Leitores no Facebook!
Seja um apoiador no Apoia.se e tenha acesso a conteúdos exclusivos!
Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e do Ponto de Checagem (2014). 32 anos, formato em Direito, vivendo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Em busca de novos apoiadores que curtam estes projetos e a viabilidade deles crescerem!
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.