Conversa de Mangá: Bleach 585 à 587 – The Headless Star 4 – 5 – 6

Texto recomendado para quem está acompanhando os capítulos semanais de Bleach e que já tenha lido até o de número 587, ou para aqueles que não se importam com spoilers.

Quase 600 capítulos, faltando pouco para 15 anos de mangá… sinceramente já não sei mais o que achar de Bleach. Tenho a impressão de que sem nem mesmo ter terminado ele já aparenta ser um mangá que envelheceu mal. Ao menos essa fase mais recente, porque a minha memória afetiva ainda adora as duas primeiras fases da história do mangá.

Bleach 585 à 587 – The Headless Star 4 – 5 – 6

O capítulo 587 dessa semana meio que prova essa impressão pessoal. Ichigo gritando com o Ishida, sem entender porque diabos ele trocou de lado, e nem a gente que é leitor entende direito e isso porque não é um bom momento para o autor ficar fazendo todo esse mistério e segurando a trama que já devia estar em ritmo de finalização. Aí tem Chad e Inoe chegando e sendo eles mesmos, tem Urahara aparecendo do nada e criando uma solução para ir a um lugar que ninguém conseguiria ir, facilitando o desenrolar da trama no melhor estilo na qual o personagem se propõe. Até sobra espaço para aquele Ichigo com sua personalidade meio baixo astral que é sempre um saco. Corta para aqueles inimigos que ninguém consegue decorar o nome, sem qualquer carisma (eu ainda não consegui pelo menos, talvez o melhor ali seja realmente o cara do dedos flamejantes), com Rukia e Renji trocando algumas piadinhas (sorri, vai, ao menos isso admito) e partindo pro ataque naqueles quadros de explosões que parecem o fim do mundo, mas a gente sabe que é só fumaça, barulho e poeira.

Aí paro e penso… eu já vi tudo isso e em mais de uma vez lendo esse mangá. Será que isso ainda é tão legal quanto era há, sei lá, 5 ou 4 anos atrás? Bleach realmente não tem mais fôlego para criar situações, cenários, momentos diferentes de tudo que ele vem fazendo há mais de uma década? São quase 600 capítulos poxa!

Quer um exemplo? Vamos pegar Naruto e One Piece, já que Bleach num passado remoto já fez parte da santa trindade da Shonen Jump. Naruto em seu capítulo 587 estávamos vendo Sasuke e Itachi derrotando Kabuto, pense em tudo que o mangá passou então nestes 587 capítulos. Quantas sagas, quantos saltos cronológicos, o quanto a história avançou e cresceu. Enquanto isso em One Piece, o capítulo 587 estávamos vendo a história de Luffy, Ace e Sabo! Já havia rolando sagas épicas no mangá, Enies Looby, Impel Down e até mesmo Marinford. Tudo bem que talvez One Piece seja um ponto fora da curva, mas ainda assim, é a mesma quantidade de capítulos.

Se você imaginar que cada mangá precisa de seu próprio tempo para trabalhar com sua narrativa, talvez Bleach não precise destas comparações. Porém pare e pense no que o mangá nos apresentou até o momento? Ichigo e Rukia se conhecendo, o resgata de Rukia, depois um repeteco com a Inoe, enquanto isso o Ichigo continua treinando, mudando de roupa e muitas coisas mal explicadas. Aizen cai, surgem uns antagonistas estranhos numa saga que mal serviu pra alguma coisa a não ser cancelar a versão em animê do mangá e aí chegamos na saga final, que já se desenrola por mais tempo do que deveria e é isso. Em comparação com alguns outros mangás, me parece que Bleach demorou tanto tempo para chegar a algum lugar, que é fácil entender porque fico cansado de ler e porque espero tanto que ele acabe de uma vez. Só pra saber qual vai ser o final, ainda que devido a previsibilidade de tudo, talvez eu posso chutar alguns e acabar acertando. Mas isso fica para uma outra vez.

Agora comentando um pouco os últimos acontecimentos dessa saga. Não digo que não tiveram alguns acontecimentos emocionantes. Eu estava curtindo a lutinha da Yachiru e até fiquei preocupado com o que aconteceu com ele após a batalha do Zaraki (e isso ainda não foi mostrado – o que achei meio anticlímax). No que diz respeito ao Zaraki, gostaria de ter visto ele numa batalha mais de espadas em si e não com um pirralho que luta com a imaginação. Queria ter visto um oponente mais hardcore ao seu estilo. Também achei muito bacana os últimos momentos do capitão Komamura, mas achei que toda a explicação para seu poder, para essa história do clã dele, foi repassado tão rápido em curtos capítulos. Gostaria de ter visto mais disso. E esse é um problema que Bleach sempre teve, na qual o autor prefere gastar tempo demais naquilo que todos já vimos incansáveis vezes do que pausar e fazer algo diferente e trabalhar num segmento diferente da história.

E há tantos personagens nesse universo e numa narrativa tão arrastada que tenho dificuldades para lembrar onde estão todos. O que aconteceu mesmo com o pai do Ichigo? Cadê mesmo o Ganju que tinha retornado lá no começo da saga? Que fim levou o Kon? O Shinji apareceu recentemente, mas já esqueci o que aconteceu com a Hinamori. Só pra citar alguns exemplos. São personagens demais que somem por meses e até anos se você acompanhar o mangá semanalmente – coisa alias que não faço mais.

No fim, Bleach podia ter sido tanta coisa diferente e no fim, vai acabar se tornando um mangá que vamos esquecer que existiu depois de alguns anos quando ele terminar. Espero apenas que o Tite Kubo aprenda com tudo isso e que seu próximo mangá seja aprimorado nestes aspectos de narrativa e repetição de sagas e clichês do mundo dos mangás, porque é óbvio que talento ele tem de sobra!

É isso, mais pra frente a gente conversa mais sobre o destino dessa saga e alguns outros personagens em específico! Por hoje já deu. Deixem nos comentários o que estão achando dos capítulos atuais e o que esperam daqui pra frente.

Bleach587 Chad Ichigo

Isso também pode lhe interessar

14 Comentários

  1. Bleach já acabou, só esqueceram de avisar o Kubo.
    Eu leio semanalmente ainda pq a dinâmica dos capítulos me permite acabar a leitura em 2 ou 3 minutos então não consome meu tempo, mas eu já não lembro o nome de 90% do elenco e nem gosto de 80% das lutas que são apresentadas. A verdade é que eu não gosto mais de Bleach, tenho achado o mangá desde a derrota do Aizen uma completa porcaria. Se não fosse o tempo ínfimo de leitura por capítulo eu já teria largado mas como não me atrapalha em outros afazeres eu sigo esperando ver o final disso. Pq essa é a única coisa que move a minha leitura, a curiosidade em ver o final.
    Apesar disso eu venho esperando o capítulo 600 só pra ter um ponto em que eu realmente não esqueça qual foi o último capítulo que eu li pra fazer uma pausa e só retomar quando o mangá acabar. Bleach se arrastou demais e desenvolveu muito poucos dos mistérios lançados durante a trama. Quando a paciência acabou e o mangá perdeu sua força, Kubo se viu forçado a finalizar de maneira corrida mas nem isso ele consegue. Ele joga uma coisa ou outra com um desenvolvimento porco de 4 ou 5 capítulos, descarta o personagem pq resolveu suas pendências e depois volta a narrativa arrastada até que faça isso com outro personagem. Ler Bleach ficou chato.

  2. Quem aqui já leu Bakuman tem consistência da forma como a indústria do mangá trabalha, todo mundo aqui sabe que Bleach acabou na batalha contra Aizen e tenho certeza que o Kubo também, mas a Shonen não, provavelmente por questões contratuais obrigou o Kubo a continuar um mangá terminado e estamos nessa lástima de saga final. Pelo menos sempre teremos as 2 primeiras sagas para nos lembrarmos de um mangá que tinha um grande potencial.

    1. Li Bakuman mas não compartilho da sua opinião. Quando acabou a batalha contra o Aizen ainda havia muita coisa que havia sido jogada durante a trama a ser explorada. Uma boa parte delas vem sendo trabalhada como o Isshin, a Zanpa do Zaraki, a origem do Komamura, a divisão 0, o Rei das Almas, os Quincys. O problema é que a história se arrastou demais pra fazer do Aizen um vilão onipresente e boa parte das lutas com os Espadas foi muito fraca, seguida de um arco horrível que foi o Fullbringer e agora nos Quincys o nível baixo perdura. E isso acontece muito graças ao ritmo que o Kubo emprega. São meses, as vezes mais de ano em um arco fraco onde os capítulos semanais agregam muito pouco ou nada ao desenvolvimento do roteiro. Claro exemplo disso é o arco Fullbringer pra fazer o Ichigo recuperar os poderes que poderia ter durado uns 15 episódios e se arrastou muito tempo fazendo muita gente largar de vez e levando a qualidade que já estava baixa ainda mais pro fundo do poço.
      E esse arco atual é tão cheio de coisas subaproveitadas justamente pq o Kubo não sabe dar ritmo. Ele intercala os assuntos ao invés de leva-los paralelamente ai acaba que o ichigo termina o treinamento com o esquadrão 0 no início do ano e retorna pra Soul Society e só chega em junho da sua queda livre. E nesse meio tempo só lutas toscas como a do Zaraki, a da Rukia e a do Quincys bizonho da luta livre lá.

    2. Bleach não acabou com a batalha do Aizen, tinha como fazer mais historia boa mas o autor não foi competente o suficiente para produzir uma material de qualidade. :/

  3. Kubo Tite tem um traço muito bonito mas aproveita muito mal as páginas. Não é raro ver uma página dupla com um imenso espaço branco (ou preto) com algum detalhe como explosão ou algo do gênero. Página inteira com um olhar também não é algo raro de se ver em Bleach. Com isso o desenvolvimento da história fica mais arrastado ainda, e o resultado é o que vemos hoje, um mangá que já está em seu quase seiscentésimo capítulo que tem uma história porcamente desenvolvida e uma penca de personagens totalmente ou parcialmente esquecíveis. Esse capítulo dessa semana, em especial, me deu um gosto amargo de decadência do que já estava em franca queda de qualidade.

  4. Sobre o cap 587:

    A unica coisa que presta é que Juhabach não levou muitos capítulos para chegar na dimensão do rei. Bora logo ver o que a RG pode fazer ! Achei meio exagerado este burn finger 4, mas enfim.

    Outra coisa se Urahara pode entrar neste Bodega a moda Brasil…. vai ser muito fail. Acho que vai ser este lance da roupa especial do Ichigo mesmo ou então, veja abaixo:
    O que o mangá criou até agora foi:

    _ A utilização daquela chave (Ouken) – O General seria o único a ter a informação.
    – Sacrificar 100.000 almas para criar a Ouken.
    – “Pulo do Gato”…. do Juhabach

    Lembrando que a Ouken em si é um “ser vivo”, lembram o que o RG careca falou ? Urahara pode saber quem é esta “Ouken”, esta informação está com o atual general da SS, Ou Kyoraku revelou esta informaçao ao Urahara ou este simplesmente descobriu quem seria o tal “ser vivo”.
    O que me intriga mais, é o fato de Aizen e Urahara já terem visto o Rei Espiritual…. Como foi isto ??

  5. Concordo inteiramente com a sua análise e com o comentário do Rafa Silveiro, é uma pena um Manga como Bleach ter chegado ao que chegou. Sinceramente tenho alguma pena de quem acompanha o Manga semanalmente desde o inicio de Bleach, eu conheço Bleach alguns 6anos e bem sei o que custa esperar uma semana para ler um capitulo que se resume a uma leitura de 2m de vez em quando e ainda demora isso porque gosto de olhar para os desenhos de Kubo :s

    É uma pena Bleach e Naruto chegarem a este ponto, o que vale é que pelo menos tenho: One Piece, HxH, Toriko e Berserk que me dão alegrias 🙂 Só espero que continuem sempre assim até ao fim.

  6. Gosto ainda de Bleach e Naruto mas esses longos capítulos de batalha e sem uma pausa para historia me enche um pouco. A guerra ninja de Naruto anda me tirando o gosto do mangá e bleach ainda não chegou nesse ponto mas está caminhando para o mesmo da mesma forma que aconteceu na batalha de inverno da saga do Aizen em que só continuava lendo pela curiosidade sobre as possíveis bankais que apareceriam e para saber o fim da historia.

  7. Fico feliz com o retorno do Conversa de Mangá, mas ao mesmo tempo fico pensando em o que comentar ou discutir, pois Bleach anda tão ruim que o máximo que a discussão vai chegar é sobre como o mangá caiu de qualidade e os motivos para tal, meio que tirando a graça de comentar as coisas interessantes ou teorias. Hoje só leio Bleach porque acompanho um divertido canal do youtube chamado video quest onde toda quarta-feira os caras comentam ao vivo sobre Naruto, Bleach e One Piece.

  8. Francamente, eu até entendo o seu ponto de vista, mas o argumento de repetição não acredito que seja válido. Se você avaliar One Piece (uma das melhores séries, na minha opinião e acredito que na sua também), as sagas são praticamente idênticas. A cronologia de acontecimentos é igualzinha.

    Eu to gostando de Bleach, acredito que essa última saga veio para deixar tudo mais profundo do que estava com o Aizen. Eu tinha a mesma opinião que você, um mangá arrastado que eu queria que acabasse logo, mas quando reli a última saga mudei completamente de ponto de vista.

    Então é isso, discordo de você em alguns pontos, mas é opinião própria e cada um tem a sua, claro. xD

  9. antes da luta entre Yamamoto e o Rei (e pra que aquela luta no fim das contas?adorei a luta, mas pra que matar o veio?ele era um otimo personagem que poderia fazer muito pela saga ainda) o manga tava numa montranha Russa de emoções mas estava bem otima, depois disso não foi mais nada, a historia realmente travou de vez.

    eu curti todo o trabalho com ichigo e a justificativa dos poderes malucos e tanto chaos na vida do cara, foi uma explicativa razoavel, e otima dentro dos parametros do manga.

    mas e ai? quando kubo tenta escapar do comum dele, ele acaba voltando, não sei se intencionalmente ou não, veja a Luta da Yachiru, era simplesmente algo bem interresante, era empolgante e até mesmo a Yachiru achou isso, “eu senti um tipo de calafrio igual ao zaraki”, cara isso foi incrivel, mostrou o que a menina realmente é e o porque dela e zaraki se dar tão bem, mas ai da um golpe de espada pra garota e pronto, chega o Zaraki e cabou, por que não manter a luta, por que Zaraki não gritou “Porra Yachiru, levanta ai e soca esse desgraçado”, além de ser a cara do personagem, não quebraria o ritmo da luta.

    são coisas assim que quebram bleach, literalmente, ele demora pra engrenar, e quando consegue, quando a coisa começa realmente a andar e voce perceber isso, kubo muda o foco pra outra luta outro lugar, e volta pra marcha lenta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.