Dando Nota!Jogando

Fortified | Proteja o mundo de 1950 contra a invasão marciana! (impressões)

Hoje é o lançamento de Fortified, um game de sistema de defesa em terceira pessoa, baseado em ação estratégica e construção de fortificações que impeçam a passagem dos inimigos, aqui no caso uma invasão marciana.

O game tem um charme singular ao usar uma direção de arte que remete o visual ao de quadrinhos dos anos 50, com um estilo sci-fi retro, como mochilas-foguetes e armas de raio laser.

Talvez uma comparação interessante a Fortified seja perguntar se você conhece o modo Horda da franquia Gears of War, especialmente do terceiro game, na qual era possível gastar recursos e fazer upgrades na base que deveria ser defendida pelos jogadores.

Fortified (2)

Entendendo Fortified!

Fortified tem os mesmo elementos. Não é exatamente um game apenas de estratégia tower defense, onde você gerencia e organiza as defesas e só aí solta a horda e fica olhando se a sua defesa foi funcionar. Com a perspectiva em terceira pessoa, o jogador precisa ir para o front de batalha e derrotar o máximo de inimigos possíveis, tendo como auxílio a bases e construções que se fortifica ao longo das ondas de cada nível.

O game é totalmente pensado para funcionar em modo multiplayer online com quatro jogadores, porém também pode funcionar muito bem no single player. Apesar que achei bem difícil conseguir terminar a campanha principal apenas jogando sozinho e tendo que sobreviver aos 12 mapas que o game possui. Cada mapa possui algumas ondas, com a progressão ficando cada vez mais insana ao se vencer as ondas anteriores.

Talvez pareça pouco só 12 mapas, mas para um indie game isso não é necessariamente um defeito. De fato são 12 estágios com ondas diferentes e percursos distintos. O primeiro, por exemplo, é uma avenida reta, na segunda o mapa é uma bifurcação na qual os aliens vem em duas direções. No quinto mapa os aliens podem vir de três locais diferentes, praticamente lhe cercando para todos os lados. Mais adiante os mapas ficam ainda mais insanos.

Fortified

O objetivo dos inimigos é sempre um, destruir a sua base, que na verdade é um foguete que a humanidade mandará para destruir a nave mãe da invasão, ao menos é isso que imagino.

Cada mapa possui 3 níveis de dificuldade: Normal, Difícil e Insano. Além da campanha com estes mapas, há também o modo invasão, que é uma outra loucura à parte!

No modo Invasão o jogador defende uma base com uma área completamente restrita para colocar fortificações, e os alienígenas vem em um número gigante, com campos de força, com cabeções, todos gigantes e outros modificadores que tornam o modo incrivelmente difícil.

Escolha seu personagem!

Quanto aos personagens, Fortified apresenta quatro classes de personagens, cada um com armas, fortificações e habilidades próprias. O capitão pode alocar soldados, o agente secreto cria armadilhas de choque, o Spaceman se utiliza de armas e fortificações de gelo e a Cientista pode usar armamento e fortificações com pode explosivo, como granadeiras, além do especial que a permite voar com uma mochila à jato.

Fortified (3)

Cada classe de personagem tem sua própria introdução e um sistema de level, que destrava novas armas e fortificações, sendo algumas de outras classes de personagens e assim equilibrando um pouco o jogo para a experiência single player também, já que isso lhe permite usar um personagem e misturar um pouco a classe dele.

E o game sabe equilibrar muito bem o dinheiro de investimento de fortificações e o quanto você recebe em cada fase. É balanceado para não deixar o jogo fácil demais, como colocar fortificações demais, deixando assim nenhuma ação para o jogador. O game se esforça para não ultrapassar esse limite, o que é ótimo.

Para aqueles que não possuem amigos, o sistema de multiplayer online funciona também com matchmaking, reunindo jogadores aleatórios para se juntarem e enfrentarem as hordas de inimigos. Porém, como o lançamento é hoje, e o site recebeu acesso antecipado ao título, não tem como dizer que o multiplayer do game está 100% redondo, sem bugs ou travamentos. Apenas porque não os testei agora que liberou geral.

Pretendo jogar um pouco mais do game pelas próximas semanas e testar isso. Se for um problema, certamente ressalvarei isso aqui neste review. Até tentei me conectar com um amigo (e ex-colaborador do site) online na sexta-feira passada, mas não conseguimos. Mas isso é bem normal quando rola estes privilégios de acesso antecipado a impressa. Como o game não saiu ainda, há alguns status e permissões que ainda não são liberadas ou são, mas limitadas (Ark Survival Edition é um bom exemplo). De qualquer forma em breve eu volto para falar aqui se o multiplayer online está funcionando bem aqui na região do Brasil.

Detalhes equilibrados!

Há também que se falar que o game não tem localização para o português brasileiro. O que não chega a ser um problema aqui, já que há muitos poucos textos e falas. Não é nada que impeça algum jogador de entender os controles e modos do game.

E tem mais uma coisa, na qual já ia me esquecendo: não tem como falar de um sistema de defesa, sem mencionar os tipos de inimigos presentes no game, certo?

Fortified tem uma quantidade interessante de inimigos, e uns diferentes dos outros. Há inimigos como naves, que sobrevoam boa parte das fortificações, robôs que lançam uma espécie de PEM (Pulso Eletromagnético) que desliga fortificações com sistema eletrônicos, há robôs que atiram de longe na sua base, aranhas eletrônicas, naves que levitam inimigos e assim por diante. Há até mesmo robôs gigantes como chefes. E sim, os alienígenas são todos robóticos, no melhor estilo retro de robótica dos anos 50. Enfim, basicamente há inimigos que contra atacam cada tipo de fortificação que o jogador criar. O que reforça o já elogiado balanceamento do game.

Fortified (7)

Fortified chega aos consoles e PC custando 29 reais. O que me parece um preço justo a proposta de um game puramente de Horda com sistema de bases de defesa. É bem equilibrado, bons mapas, inimigos diversificados, classes de personagens distintas e um ótimo desafio, seja single player ou multiplayer.

É totalmente recomendável para quem curte um multiplayer online, se você tem amigos ou não se estressa com matchmakings com desconhecidos. Aos que apenas jogam games em single player já tenho as minhas dúvidas se vale pegar um game assim. É realmente difícil aproveitá-lo 100% com uma experiência solitária.

De toda forma, é um excelente game para quem tem saudades de modos como o saudoso modo Horda de Gears of War 3. E é sempre legal ver indies games que não está apenas apostando em puzzles mesclados a outros gêneros.

Se puder, dê uma chance à Fortified!

Visite: Site / Facebook / Twitter

Ótimo visual sci-fi retro
Foco Multiplayer, porém funciona em single player
Bem planejado a classes de personagens
Boa quantidade e diversidade de inimigos
Modo Invasão é insano, porém divertidíssimo!
Bom preço para a quantidade de conteúdo apresentado
Ótimo balanceamento geral de gameplay

Fortified é um indie game honesto a sua proposta. Dá para jogar single player, mas seu brilho reside no multiplayer cooperativo!

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.