Dando Nota!Jogando

Project X Zone 2 | Mundos colidem e o fanservice é liberado!

Já pensou em uma história onde Mega Man X, Ryu e Ken (Street Fighter), Yuri Lowell (Tales of Vesperia), Akira Yuki (Virtual Fighter) e muitos, mas muitos outros personagens de muitas outras franquias dos estúdios da Bandai Namco, Sega e Capcom se unissem em pró de um evento e decidissem unir forças contra um terrível mal?! Bem meus caros, isso foi idealizado e concretizado no excelente game Project X Zone, lançado em Outubro 2012. E como todo grande jogo, é lógico que ele precisaria de uma continuação. Assim surge e recebemos com muita alegria: Project X Zone 2, lançado nesta lado do planeta neste mês de fevereiro, exclusivamente na plataforma do Nintendo 3DS.

Gostaria de saber que personagens de quais grandes games você vai conseguir encontrar em Project X Zone 2. Só para citar alguns dos games da onde foram retirados personagesn: Resident Evil (Capcom), Devil May Cry (Capcom), Mega Man X (Capcom), Street Fighter (Capcom), Darkstalkers (Capcom), Strider (Capcom), Tekken (Bandai Namco), .hack (Bandai Namco), Tales of Vesperia (Bandai Namco), God Eater 2 (Bandai Namco),  Xenoblade Chronicles (Bandai Namco/Nintendo), Virtua Fighter (Sega), Sakura Wars (Sega), Yakuza (Sega), Resonance of Fate (Sega) e Fire Emblem Awakening (Nintendo). Mas não é só isso, há bem mais, como personagens de games como Soul Calibur V (Bandai Namco), Ace Attorney (Capcom) e Shenmue (Sega), além de muitas outras aparições e participações especiais. É de um fanservice (do bom) realmente impressionante de se ver tanta gente reunida em um único game. Mérito dessa parceria linda da Bandai Namco com a Capcom, Sega e Nintendo, que permitiram as licenças de uso de tantas franquias e personagens.

Project X Zone 2 segue uma fórmula bem semelhante ao primeiro game em termos de história: nossos heróis se unem para acabar com os planos malignos de um grupo formado pelos vilões e diversos inimigos vindo de cada um dos diferentes jogos citados acima – dentre eles podemos encontrar desde os típicos robozinhos de capacete indestrutível dos jogos do Mega Man X indo até mesmo aos chefões perigosos como M. Bison de Street Fighter – Ué, dizer que você achou que ia ser mamão com açúcar só os heróis bacanudos unidos pra derrotar um qualquer pangaré?!

3DS Project X Zone 2

Quanto as mecânicas de gameplay, o game é uma mistura de RPG tático, com um pouco de ação e movimentação em estilo tabuleiro, devendo esquematizar ataques por turnos, onde na vez do jogador a tela tática muda para um visual de tela mais semelhante com um game de lutinha na qual o jogador ataca o inimigo o quanto quiser apertando alguns botões de comandos de ataques por um determinado período de tempo. Durante cada capítulo do game são formadas equipes sempre por duplas de personagens de uma mesma série com direito à um personagem de suporte (não precisando ser do mesmo jogo, mas não pode ser de uma outra dupla). Assim no tabuleiro você controla vários personagens, sabendo que ali cada personagem posicionado representa uma dupla, com um personagem suporte adicionado. Em um time onde você vê 5 personagens no tabuleiro, na verdade está lidando com 15 personagens, ainda que as duplas subam de nível ao mesmo tempo.

Como mencionei acima, o game tem um sistema de progressão de nível então. Há como evoluir e fortificar as habilidades dos personagens (equipes de personagens) conforme o decorrer da batalha, dependendo de quantos inimigos essa dupla derrotou e itens pegou durante a ação. O pensamento estratégico nas movimentações do mapa e as combinações de golpes e seus combos para derrotar os inimigos às vezes é fundamental para avançar nas batalhas de cada round. Cada capítulo não é uma única batalha gigante, e sim dividido por atos e rounds, enquanto os diálogos de história acontecem entre estas atos concluídos. E a história acontece em vários locais famosos de muitos dos games citados.

Project X Zone 2 012 Project X Zone 2 006

O grande forte de Project X Zone 2 continua sendo a grande diversidade de personagens que os jogadores conhecem e amam, então independente de qual se gosta mais, há essa pontinha de expectativa para ficar sempre ansioso para ver quando e onde encontraremos no jogo aqueles personagens que gostamos, e também como serão seus golpes e o papel de cada um no desenrolar da trama. Além é claro de aproveitar a possibilidade de ver na tela uns combos realmente incríveis unindo diversos personagens de uma vez só, causando aquele lindo caos que só mesmo os japoneses e os animês consegue representar tão bem em batalhas absurdas. É, como disse no começo, um grande fanservice, mas um mais do que bem vindo!

Project X Zone 2 possui uma apresentação bem bacana (a abertura em animê do game é de tirar o fôlego) e durante a maior parte do tempo os personagens e cenários são mostrados de forma mais “pixeladas” (como bonequinhos de pixel), porém quando os usamos em algumas ações mais complexas, como os golpes especiais, há trechos de ãnimês que saltam na tela do 3DS (o que dá um toque a mais). Nas batalhas de ação, os personagens também recebem um outro tratamento, ficando bem mais detalhados do que os bonecos de pixel nos atos de tabuleiro. Contudo, durante os diálogos (que são todos em japonês e apenas legenda em inglês – é isso mesmo: sem legendas em português, podem chorar) cada um dos personagens envolvidos que tenham algo à dizer o visual que se forma é aquele desenho 2D mais estático, como uma artwork em animê, com apenas algumas mudanças faciais dependendo do ritmo da conversa. São bem detalhados, porém é inevitável pensar que o estilo de imagens estáticas é algo cada vez mais raro nessa geração de game. E acredite, o game tem conversa pra mais de quilometro! Pode cansar quem não tem paciência com textos ou até mesmo com o inglês. Vale apenas elogiar que mesmo com muitos diálogos, nem sempre eles são apenas balões de textos para ler, mas há áudios e voz em muitos destes diálogos, dando vida assim aos personagens, mas não que você vá entender o áudio já que ele é todo em japonês…

Project X Zone 2 002 Project X Zone 2 001

Em contrapartida, como nem tudo são flores, Project X Zone 2 sendo uma sequência deixa a desejar um pouco na ousadia na forma como o game não evolui muito em relação ao game anterior.

Tem muitos personagens? TEM! Há personagens novos além dos apresentados no primeiro título? COM CERTEZA! Os golpes e combos na hora do combate apresentam inovações? PODE APOSTAR!Porém a sensação de que são mudanças muito superficiais continuam pairando na mente, pois agora o estilo e proposta do game não tem mais o mesmo impacto do primeiro game.

Outra coisa que também faria uma bela diferença seria a possibilidade de aumentar a dificuldade. Também há alguns problemas com progressão. O jogo é uma reta, justamente em pró de sua história. Não há (a menos que eu não tenha percebido) missões paralelas, challenges opcionais ou áreas livres onde o jogador possa montar um time e sair treinando ou farmando o quanto quiser. Poderia ter alguns extras nesse sentido.

Project X Zone 2 005 Project X Zone 2 004

Agora um elogio que posso fazer é quanto ao sistema de save, pois apesar do game salvar apenas ao final de cada capítulo, existe a opção de quicksave, que o jogador pode ativar a qualquer momento e depois voltar ao jogo de onde parou. Há apenas um alerta: o quicksave é um save temporário. Se você usá-lo, ele apaga! Então para sair do game após um quicksave, você precisa criar um novo quicksave, caso contrário você precisa voltar ao save de começo de capítulo! É algo que o jogador precisa ficar sempre alerta.

Também preciso dizer que me incomodou um pouco que não haja um modo de mudar não só o personagem de suporte, mas dupla em si! Não dá para misturar por exemplo a Morrigan com o Zero ou a Chun-li com o Chris Redfield. Se isso fosse possível aí sim creio que a nostalgia e as horas infindáveis de tentativas de combinações seriam bem mais legais e divertidas. E essa limitação existe justamente pela linearidade da história, que segue padrões e personagens, não dando uma liberdade muito grande ao jogador para escolher sua jornada.

Project X Zone 2 Boxart

Pra encerrar, acredito que Project X Zone 2 é um ótimo título para o Nintendo 3DS. Claro que ele tem suas falhas e problemas aqui e ali. Uma pena que justamente por ser uma sequência ele não ouse mais, se restringindo apenas a melhorias de combate e a inclusão de muitos novos personagens nesse épico crossover. Mas é um daqueles títulos que você quer jogar, quer sentir como é e especialmente pela quantidade de personagens que o jogo apresenta.

Pode não ser o melhor RPG tático que existe, mas isso não o faz ser o pior. O game tem seu ritmo, tem suas surpresas, tem seu trejeito e na melhor das hipóteses você vai jogar para ver qualé a dele! Se gostou de Project X Zone de 2012 pode vir sem medo para a sequência. Se nunca jogou, certamente vai se sentir instigado a querer conhecer, mesmo com seus pequenos problemas.

Vídeos


Mais imagens!

Project X Zone 2 010 Project X Zone 2 009 Project X Zone 2 008 Project X Zone 2 007 Project X Zone 2 003

* as imagens do review foram retiradas do trailer de 12 minutos postado acima. Não é muito fácil capturar imagens do 3DS ou encontrá-las em bom tamanho na web e o jeito foi procurar uma solução alternativa.

Mais personagens do que o game anterior
Boa jogabilidade, com ressalvas
Faltou mais ousadia para inovar na sequência
Sem localização PT-Br (choramos um pouco)
É um game longo, mas sou um pouco repetitivo
Progressão mais linear do que talvez devesse
Crossover dignamente épico (de novo)

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar

Bruno Macrina

Descendente direto do general romano Marcus Nonius Macrinus, esta ponta da árvore genealógica acabou chegando ao Brasil através das gerações, e aqui é onde estabeleci meu castelo e nele resido (forever) alone. Dentre as atividades que desempenho estão, combates em eventos medievais, jogatina de RPG, video games, academia, não esquecendo também as habilidades de desenho, pintura, montagem de garage kits, cosplays e etc. Ééééé... eu sei eu sei, muito incrivel né, bom tem muito mais, mas vou deixar pra escrever na minha auto biografia daqui uns 70 anos.
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.