Dando Nota!Jogando

Ecotone | Siga as frases e descubra suas pistas! (Impressões)

Ecotone é um jogo de plataforma bastante simples, sombrio e mutável. Cada fase possui um título, uma frase um pouco críptica que dá conta de contar a história do jogo e refletir o mistério por trás dela.

O indie game foi desenvolvido pela Sundae Factory, empresa francesa composta por três membros – mas 5 para o jogo – e que aparentemente já trabalharam com grandes empresas, como a Ubisoft. Seu primeiro projeto foi Ecotone mesmo, que recebeu a SteamGreenlight em 2014 e foi lançado recentemente em acesso antecipado e disponibilizado por completo agora no dia 06 de maio, custando 18 reais.

No momento em que comecei a jogar Ecotone, ele ainda estava em acesso antecipado, e os desenvolvedores estavam terminando de aparar as arestas do jogo com a ajuda da comunidade, e posso dizer que eles estão dando muita atenção a comunidade. Tive problemas por conta de minha humilde placa de vídeo e fui no fórum do próprio Steam para relatar os problemas que poderiam ser bugs; em menos de duas horas após cada postagem minha a equipe já havia respondido! Muito bacana isso. Sem contar que vi por lá alguns tópicos de sugestões que estão sendo acatadas! Mas acesso antecipado é isso mesmo: o jogo ainda estava incompleto, mas caminhando com tranquilidade para o produto final. É uma realidade bem diferente da existente nos consoles domésticos. Acesso antecipado tem todo um carinho na Steam quando os desenvolvedores estão comprometidos com suas criações.

Ecotone 8

A arte do jogo é bastante simpática e sombria. Por mais fofa que seja: não sabemos quem e muito menos o quê somos, em um ambiente próprio do jogo com algumas criaturas peculiares, que às vezes são inimigas e às vezes plataformas. Acredito que ela não se destaque tanto por ser um 2D sem gradientes de cores nem nada, mas nem por isso ela é ruim. O jogo se passa em 3 mundos diferentes e ela se adapta muito bem. Embora o primeiro fundo seja o mais rico e bem trabalhado, também é visualmente o mais estranho – o que é o oposto de ruim, acredite!

Já a trilha sonora me chamou muito a atenção! É um grande trabalho imersivo do Aleksi Aubry-Carlson, que coincidentemente fez a OST de Xenonauts também (aquele jogo que veio pra bater de frente com o recente XCOM 2). Pelo que é possível ouvir na página do seu Bandcamp, ele tem essa característica imersiva e quase sombria em suas músicas, em que poderíamos ficar ouvindo a música e viajando em nossas mentes. Minha única ressalva é que são músicas longas – uma para cada mundo – e que por mais que se transforme enquanto a ouvimos ao ponto de parecer outras músicas, fica essa sensação de “mas é só UMA música?”. Recomendo que passem na página dele e ouçam a trilha do Ecotone, é gratuita.

Ecotone 6

A jogabilidade é bastante simples. Basicamente é a já conhecida jogabilidade de um jogo de plataforma habitual: use setas e o personagem anda – agora pule e corra. Porém, devo dizer que ela é toda escorregadia, o que não só dificulta como frustra! Isso achei ruim. O diferencial do jogo é que, como já foi dito, cada fase possui um título enigmático que dita a mecânica daquela fase: “I want to go…” aparentemente não diz nada, mas ao chegar na extremidade da fase ele completa com um “…back” e aí você deve voltar para o começo.

Habilidades especiais e únicas (pulo duplo, mudar plataformas), pequenos segredos e mecânicas da fase (como vento, gravidade modificada, tamanho), e vislumbres da história são entregues ao jogador por estes curtos e simples enigmas. Criatividade não falta: “I wish my brother were here” te dá o controle de outro personagem ao mesmo tempo; “I needed to be another one” te põe no comando de alguns animais do jogo que flutuam ou se arrastam; “I need to think outside the box” tem um cenário que te faz sair da parte visível da tela para alcançar! Nenhuma ideia de fase se repete no jogo todo!

Ecotone 2

Fica aqui uma menção especial (ou um easter egg maroto): achei muito legal como uma das últimas fases do jogo faz uma referência direta àquela fase de Earthworm Jim 2 em que ele é apenas uma minhoca flutuando em algo que parece um organismo com bumpers de pinball e uma música melancólica de fundo – a mesma música é usada nessa fase também!

O jogo se divide em 3 mundos de 15 fases cada, cada um em um ambiente diferente. Parece pouco, mas a quantidade de vezes que você vai morrer compensa, pode apostar! Eu quis terminar o jogo quando vi que estava próximo do fim, e acho que fiquei umas 2 horas na fase 3-12! Até onde vi ele não tem um contador de morte, embora talvez seja preferível não passar vergonha. Este ponto é meio equilibrado, entretanto: algumas fases você passa de primeira, mas outras você vai morrer 30, 40, 50 vezes – o que admito ser um pouco frustrante.

Cada mundo, porém, termina com uma daquelas fases frenéticas de “corrida musical”, onde a corrida segue a música e se você morrer, deve começar de novo, sem parar! Vale notar que cada fase possui uma pequena máscara que é difícil de ser alcançada. Quando conseguirmos todas, é liberada ou uma nova fase ou mundo, que ainda não foi implementado (ao menos não havia no momento em que escrevi este review)! Vi isso de passagem pelo fórum!

Ecotone 3

Por fim, acho que Ecotone peca na sua simplicidade: o jogo é bem feito e é possível ver dedicação da parte da equipe, mas é só isso. Por mais que literalmente cada fase tenha uma mecânica diferente da anterior e ele não seja em nada repetitivo, o jogo não chega a ter um diferencial gritante que o destaque, consequentemente me lembrando muito os melhores jogos em flash que já joguei (e isso não é ruim, claro). Por sinal há um demo de Ecotone que pode ser conferido neste link.

Entretanto, nem por isso é um jogo passível. Para os fãs de jogos em plataforma como Super Meat Boy (que por sinal é outro que lembra um jogo em flash e isso não é qualquer demérito para tal) o aproveitamento de Ecotone é muito bom!

Ecotone 1 Ecotone 5 Ecotone 9

Trilha sonora totalmente imersiva!
Variedade de fases e mecânicas diversas muito bem planejadas
Arte simpática, mas nada que vá além disso
Dificuldade alta, podendo frustar o jogador às vezes
Forte presença da equipe na comunidade prova seu valor
Sem localização em português e com um preço justo

Etiquetas
Isso também pode lhe interessar
Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios