JogandoRedes Sociais

Minipost | Snake Pass

Miniposts são pequenos aperitivos em forma de imagens ou vídeos com pequenos textos compartilhados pelas redes sociais do Portallos. O feed (origem e ordem cronológica) destas publicações é nosso Instagram.

Introdução

Mais um dos novos indie games que andam chamando a atenção dos jogadores. Produção da Sumo Digital, disponível para Nintendo Switch, Xbox One, PlayStation 4 e PC.

Snake Pass é um jogo intrigante. Não é bem um plataforma (em seu conceito mais puro). Está mais para um action-puzzle que brinca muito com a física mais realista em torno de como uma cobra deveria se mover diante de um ambiente tridimensional.

O desafio aqui é passar por obstáculos, recolhendo os diversos colecionáveis de cada estágio, utilizando justamente a forma como uma cobra precisa se mover e se segurar para subir em certas alturas ou não cair para fora do ambiente.

No vídeo por exemplo dá para ver o esforço que tive só para conseguir pegar uma moedinha que estava para fora do mundo, com um abismo enorme abaixo. Parece fácil, exceto que essa deveria ser a minha trigésima tentativa de pegar essa moeda…

Escalando

Além de se arriscar em perigosos penhascos, há diversas situações em Snake Pass na qual o jogador deve escalar estruturas para pegar o item no topo.

Não são momentos de vida ou morte, mas são necessários para vencer alguns desafios. Esse item amarelo do vídeo, por exemplo, é uma das três keys que abrem o próximo estágio. Sem estes três totens (amarelo, verde e rosa) recolhidos não é possível passar a fase.

E a física do jogo é muito boa. A Noodle, nome da cobrinha amigável do game, sobe e se segura bem nestas estruturas, há até um botão que a deixa mais firme, permitindo ao jogador respirar um pouco sem medo de que ela deslize de onde estiver se enrolando.

Até porque muitas vezes é preciso ficar firme em um lugar enquanto rotaciona a câmera do game, que nem sempre é muito amiga do jogador. É preciso mexer com ela manualmente. Senti apenas a falta de uma opção de zoom, afastando ou diminuindo a tela do game. É estranho não ter algo assim no game.

Nadando

Conforme o game progride, novos cenários e desafios são apresentados ao jogado. Como este, de se movimentar abaixo d’água. Incrível, não?

Snake Pass tem esse visual bem colorido e até meio infantilizado, mas é exatamente isso que o torna tão charmoso. Remete muito aos games da Rare nos tempos de Banzo-Kazooie e Donkey Kong 64, não? Bate um sentimento nostálgico.

Sem mencionar que a trilha sonora é isso que dá para ouvir nos clips, agradável e relaxante. Perfeita para a proposta do game, especialmente em momentos onde se precisa tentar trocentas vezes se enroscar em algo. A trilha de fundo ajuda a manter a paciência e a calma.

Em breve trago mais vídeos e futuramente será publicado um review do game no site. Por enquanto, fica a indicação!

Isso também pode lhe interessar

Thiago Machuca

Fundador e editor do Portallos (2008) e criador do saudoso (e extinto) Fórum NGM. Tenho 35 anos, sou formato em Direito, e vivo desde sempre no interior de São Paulo (Vale do Paraíba). Casado e já papai. Games, quadrinhos e seriados são uma paixão desde a infância. Gosto de escrever e sempre estou sem tempo.
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Dê uma ajuda ao site simplesmente desabilitando seu Adblock para nosso endereço.